Categories:

Um súbito e grandioso ataque de mísseis praticamente elimina o Kingsman, que conta apenas com Eggsy (Taron Egerton) e Merlin (Mark Strong) como remanescentes. Em busca de ajuda, eles partem para os Estados Unidos à procura da Statesman, uma organização secreta de espionagem onde trabalham os agentes Tequila (Channing Tatum), Whiskey (Pedro Pascal), Champagne (Jeff Bridges) e Ginger (Halle Berry). Juntos, eles precisam unir forças contra a grande responsável pelo ataque: Poppy (Julianne Moore), a maior traficante de drogas da atualidade, que elabora um plano para sair do anonimato.

Como já era de se esperar, o segundo filme de Kingsman foi tão espetacular quanto o primeiro. O filme já começa com muita ação, com direito a perseguição e briga pelas ruas da cidade, seguido de uma calmaria, desastres entre a equipe dos Kingsman, descobrimento de uma nova equipe igual aos Kingsman e disseminação de uma bactéria mortal. Além de muita ação, também podemos contar com muitos momentos de risada e talvez algumas lágrimas.

O elenco escolhido para o segundo filme da série possui atores muito conhecidos e excelentes. O segundo filme conta com a participação de Channing Tatum (protagonista de filmes de dança como Magic Mike e Ela dança, eu danço), Halle Berry (mais conhecida pelo seu papel de Tempestade em X-Men), Julianne Moore (protagonista de Para sempre Alice), Elton John (sim, Sir Elton John!!), Jeff Bridges, Pedro Pascal, entre outros. E do elenco do primeiro temos Taron Egerton, Colin Firth (conhecido por seus papeis na série de filmes de Bridget Jones), Mark Strong, Sophie Cookson, Edward Holcroft, entre outros.

A trilha sonora acompanha muito bem as cenas de ação, proporcionando mais emoção a elas. Composta de músicas antigas e de cantores de grande sucesso como Prince e Elton John. Em um dos trailers é usada uma das músicas de Frank Sinatra. Ótimas escolhas de músicas, em minha opinião.

O filme possui alguns erros de continuidade de algumas cenas e situações muito surreais até mesmo para filmes de ação. Cenas como em que misseis atingem estruturas específicas e não afetam outras que estão “coladas”. Porém, como se trata de uma sátira aos filmes de espiões, exageros são comuns.

Para finalizar, o diretor Matthew Vaughn já vem planejando desde o início das filmagens de Kingsman: O Círculo Dourado a criação de um terceiro filme de Kingsman. Para isso, ele cria uma “ponte” no fim do filme que possibilita uma ligação entre o segundo filme e o terceiro. E para facilitar a vida de quem fica esperando até depois dos créditos, não há cena extra. Fica a dica!

A data de estreia de Kingsman: O Círculo Dourado foi adiantada para 28 de setembro.

No responses yet

  1. Se não há algo de impacto similar ao apoteótico massacre na igreja visto no primeiro filme, esta continuação entrega uma sequência de abertura bastante dinâmica e divertida Adorei ver a Poppy Delevingne no filme, é uma atriz preciosa que geralmente triunfa nos seus filmes. Recém a vi em rei arthur filme , inclusive a passarão em TV, sendo sincera eu acho que a sua atuação é extraordinário, em minha opinião é a atriz mais completa da sua geração, mas infelizmente não é reconhecida como se deve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *