E os seus leitores? Você os conhece?

Reprodução / Freepik

(Ainda não é agora que vamos sair dos números, mas prometo que será bem menos)

Minha provocação pra hoje é: você conhece quem te lê? Sabe se são mais homens ou mulheres? Jovens ou mais velhos? Se estão nas grandes capitais ou interior? Por quais meios eles acessam livros? Talvez isso não afete sua escrita, mas, com certeza, afeta quem vai ler. Como a informação de que seu livro existe vai chegar nele? Redes sociais? Mas existem bilhões de pessoas e infinitas possibilidades nas redes sociais.

Para um editor, conhecer o público que tem é vital, afinal é pra ele que os livros serão vendidos. Mas talvez esse quesito fique um tanto incerto para os autores. Bem, se você leu meus últimos artigos deve ter percebido que eu defendo que os escritores conheçam melhor o processo editorial. Isso não fica muito diferente do seu público. Afinal, você também é um vendedor de livro, não?

Quais redes seu público frequenta? Você só os aciona pra pedir que comprem seus livros? Vocês os respondem? São outras perguntas que você deve se fazer ao pensar em vender livros. E se não os quiser vender, mas ser lido em plataformas como o Wattpad, você também vai ter que conhecer os lugares certos pra se divulgar.

Aliás, pessoalmente, acredito no Wattpad como um bom testador de público. Além de ser gratuito, você tem a possibilidade de saber quem te lê, pois oferece dados demográficos, etários e de gênero. Sem falar na questão dos comentários. [Eu me divirto com eles]. Você pode pensar em usar o wattpad pra descobrir se há gosto pro que você escreve e também pra formar seu público. Publique sua história antes de revisar e faça esse teste, acompanhe os comentários e dados. Acho que não vai se arrepender tanto.

E você que não quer o Wattpad? Bem, a saída é testar nas redes sociais, busque grupos do gênero do seu livro. Leia comentários, se divulgue, conquiste leitores e os fidelize com conteúdos inéditos para, posteriormente, vender suas obras mais robustas. Isso serve, e muito, para autores independentes. Ser autor é ser um pouquinho marqueteiro, viu?

[Dentre outras coisas, mas isso é assunto para nossa próxima conversa]  

Dica: Alguém que super recomendo para você acompanhar é a Laura Bacellar, editora desde 83. Ela foi minha professora no MBA e tem um site chamado “Escreva seu livro”, junto com o Sidney Guerra. Ali, você vai encontrar várias dicas desde escrita em si até de marketing [ela tem um livro sobre isso, inclusive]. Vou deixar o site aqui. Vale a pena também entrar no Youtube deles também

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s