Gênero Fantasia

Eu não fazia ideia de por onde começar a escrever essa coluna, criação de mundo, sites onde podemos fazer mapas, como pesquisar sobre mitologia e folclore… Foi então que decidi começar falando o que é Fantasia, a historia do gênero e como e onde começou.

O que eu mais gosto da literatura fantástica, de escrever sobre isso é quem nem mesmo o céu é o limite para esse gênero, nele você pode pegar as maiores fantasias da sua mente, os seus sonhos mais loucos e colocar no papel, fazendo outras pessoas acreditarem.

É através desse gênero que conseguimos levar 4 crianças para um mundo mágico ao entrarem em um armário e transformá-los em Reis e Rainhas, é através desse gênero que quebramos qualquer limite de velocidade e conseguimos levar uma pessoa de um lado do mundo ao outro em um piscar de olhos, é através desse gênero que conseguimos ter acesso a dragões, unicórnios, centauros e qualquer outro animal que a gente possa inventar.

Ou seja, a literatura fantástica é a grande responsável por abrir as portas da imaginação para todos.

O que é Literatura Fantástica

O termo fantástico vem do latim phantasticus cuja etimologia tem sua origem no grego phantastikós que significa fantasia.

A Literatura Fantástica é um gênero literário que tem em sua essência acontecimentos que não são racionalmente explicáveis, ou seja, contrariando a noção da realidade. Portanto, apresenta personagens e/ou fatos impossíveis, isto é, em desacordo com as leis que comandam os fenômenos naturais.

É nesse momento de dúvida diante do sobrenatural que ele toma forma. Sua aparição se dá quando o leitor decide aceitar novas leis da natureza, fazendo com que esses acontecimentos se tornem possíveis de serem explicados.

De acordo com o autor Tzvetan Todorov, um dos requisitos para que o texto seja considerado fantástico é que seja “necessário que o texto obrigue o leitor a considerar o mundo dos personagens como um mundo de pessoas reais, e a vacilar entre uma explicação natural e uma explicação sobrenatural dos acontecimentos evocados”, ou seja, é a atitude do leitor de não assumir interpretações alegóricas ou poéticas para com o texto.

Em resumo, é preciso que a história não seja tomada de início como uma alegoria, e que o leitor fique em dúvida se ela é real ou sobrenatural.

Como é de se esperar, seu significado foi definido e redefinido diversas vezes durante e mesmo antes do início dos estudos na área.

Onde surgiu a literatura fantástica?

Vamos ver se vocês conseguem acertar com as dicas que vou dar, Os 12 trabalhos de Hércules, Minotauros, Medusa, Calcanhar de Aquiles, acho que já deu para entender certo?

Essas historias contadas pelos Gregos, são recontadas até hoje e muitos dos seus elementos servem como inspiração para muitos livros de fantasia não é mesmo Rick Riordan?

A grande verdade é que os Gregos eram ótimos em criar histórias fantásticas, com animais mágicos, pessoas poderosas e muitos outros elementos em comum dos livros de fantasia.

Foi na Grécia que surgiu também as famosas deidades chamadas de Musas, que são as patronas das artes e da maioria das históricas épicas e heroicas e se você nunca ouviu falar delas nas historias, com certeza já leu ou ouviu alguém falar da Musa Inspiradora, que basicamente é alguém que oferece ideias que serão executadas por outra pessoa, ou que influência um trabalho, uma vida, uma época, ou seja, algo ou alguém capaz de inspirar.

Mas quem foi o grande responsável para propagação das antigas história gregas ao ponto de elas durarem até os dias de hoje? O cara considerado mais importante para a literatura fantástica foi Homero.

Vocês já devem ter ouvido falar dele, ele é um poeta épico, o grande responsável pelos poemas Ilíadas e Odisseia. Homero transcreveu as lendas que eram passadas oralmente naquela época, tornando-as imortais até os dias de hoje.

Mas existe um verdadeiro plot twist nisso, não existe nenhuma informação que comprove a existência real de Homero, apesar dos gregos da época o considerarem mesmo como uma figura histórica existente, não existe nenhuma informação bibliográfica sobre o autor. Então basicamente o homem mais importante para a literatura fantástica pode ser apenas mais um personagem dessa narrativa.

Galera, já vi que esse texto está ficando muito grande, portanto vou continuar na próxima semana, onde iremos falar sobre Romances de Cavalaria, Sobrenatural, Magia e umas coisitas mais.

Enquanto isso você pode dar uma olhada nas outras colunas do site, que tem muita coisa maravilhosa para ser lida, tenho certeza que irá adorar!

Até a próxima semana!!!!

Fontes: 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s