[Análise] Oitava temporada de Game of Thrones: algumas previsões

Estamos a menos de uma semana da estréia da 8ª temporada de Game of Thrones e com isso em mente, pensei em compartilhar com vocês minhas previsões para a temporada e a conclusão da série. A maioria dessas previsões é algo que já considerei há algum tempo, embora também haja alguns novas direções que me atingiram depois de mais uma rodada de promos, entrevistas e imagens divulgadas pela HBO. Então, sem mais delongas, logo abaixo trago uma lista de alguns pontos que podemos esperar da oitava de Game of Thrones.

São minhas especulações, mas  você pode considerá-las  spoilers, então deixo aqui um aviso:  

1- Primeiramente gostaria de deixar bem claro que não descarto a possibilidade de assistimos a morte de personagens como Dany e Jon nesta temporada, porém já faz um tempo que é minha convicção de que  esses dois personagens sobreviverão aos jogos dos Tronos. Se Jon e Dany morrerem, acho que será muito mais pela possibilidade de tentar “impactar” a audiência ou provar para ela que as lideranças também podem morrer do que pela necessidade da história em si. Vivos, eles podem desempenhar um importante papel durante um mundo pós guerra e durante esta análise irei pontuando os motivos que me levam a crer do por quê eu acredito que eles podem sobreviver ao final.

Um dos meus primeiros motivos no entanto, é que Dany tem falado sobre “quebrar a roda” desde a quinta temporada e acho que isso tem vários significados. Primeiro, acho que isso pode implicar que Dany e Jon encontrarão uma maneira de destruir o Rei da Noite de uma vez por todas, para que outras gerações não tenham que lidar com o mesmo problema. O tempo em Westeros é cíclico, então de tempos em tempos as histórias se repetem… A Longa Noite por exemplo já ocorreu há oito mil anos atrás, então acredito que também para isso, será um end game. Em segundo lugar, quebrar a roda significa trazer mudanças significativas para Westeros que mais do que nunca irá precisar de uma restruturação política, social, demográfica e material.

Uma coisa curiosa que temos acompanhado até aqui e que talvez escape aos olhares menos observadores, é a destruição dos principais pilares que compõe o universo westerosi. Desde a primeira temporada e o inicio da Guerra dos Cinco Reis, somos apresentados a um sistema político desgastado que entre muitas coisas, resultou em momentos infames como o Casamento Vermelho, além da extinção de várias linhagens das principais famílias que formam o plano político de Westeros.. Mas não são apenas as relações feudais que são abaladas pelo acentuamento da guerra dos Tronos. Durante a sexta temporada por exemplo, tivemos a destruições de monumentos simbólicos como do Septo de Baleor e durante a sétima temporada vimos a destruição de parte da Muralha pelo Rei da Noite. A queda da muralha automaticamente diluiu a importância da Patrulha da Noite, que deve, diga-se de passagem, ser a primeira coisa a ser destruída pelo Rei da Noite. Outra pilar que será destruído será Winterfell, a ancestral sede da Casa Stark, que será o principal cenário da luta entre os vivos e os mortos que na oitava temporada ocorrerá no episódio três. A promo lançada recentemente pela HBO não foi uma brincadeira, Winterfell irá literalmente cair.

Ao extremo da Muralha, à Patrulha da Noite e a Winterfell, está Porto Real, local aonde fica a Fortaleza Vermelha e o Trono de Ferro. Segundo podemos perceber após o lançamento das últimas promos pela HBO, a derrota em Winterfell exigirá que eles recuem para Pedra do Dragão para recompor suas forças e provavelmente adentrar num novo confronto contra o Rei da Noite, porém dessa vez em Porto Real. Esse confronto, de muitas maneiras, poderá resultar na destruição da Fortaleza Vermelha, o grande centro de poder Westerosi. Eu acredito que apesar da destruição de pelo menos parte de Porto Real, o Trono de Ferro permanecerá firme e intacto, pois ele é o maior simbolo de poder em Westero e foi forjado pela chama de Balerion, o dragão de Aegon, o Conquistador.

Daenerys entre todos os personagens, é aquela que guarda uma série de paralelos com seu ancestral, inclusive na figura de Drogon, tão grande, negro e terrível quanto Balerion (afinal, a história é cíclica em Westeros). Então imagino que depois de todas as suas perdas e de toda a destruição causada pela guerra contra o Rei da Noite, Daenerys não se sentará no Trono de Ferro, mas será a responsável por colocar um fim nele, ao lado de Jon (Aegon), quebrando em definitivo a roda que Aegon ajudou a construir .

Basicamente, são Targaryens, colocando um fim em coisas de Targaryens. Com o desaparecimento da figura opressora representada pelo Trono de Ferro, Westeros poderá desfrutar de uma espécie de monarquia constitucional, onde um conselho governará ao lado da monarquia ou pelo menos algo que se afaste do simbolismo representado pelo Trono. Daenerys é a única personagem viva atualmente que passou toda sua vida vivendo entre as Cidades livres e entrando em contato com variadas formas de organização política então seria no mínimo decepcionante se ela não pensasse em nada além de uma sucessão hereditária.  Além disso, ela tem um histórico de deixar conselhos por onde passa. Foi isso que ela fez em Meereen e em Astapor. Então sim, talvez possamos ver uma coroação de Dany e Jon (ou ambos), mas não o veremos sentados no Trono de Ferro simplesmente porque eu acredito que ele não existirá mais.

O amor está no ar.

Algumas pessoas argumentam que após o fim de todas as guerras, Jon e Dany deixariam Westeros para viver em algum outro lugar. Eu confesso que gosto desse final e sempre fantasiei com ele, mas admito que isso não é o que eu acho que vai acontecer, simplesmente porque Westeros irá precisar de pessoas como Daenerys e Jon para reconstruí-la e seria egoísta se as duas pessoas mais importantes da história neste momento simplesmente a abandonasse. Ao longo das sete temporadas anteriores, vimos como esses personagens ascenderam como líderes e como estão comprometidos em ajudar as pessoas mais vulneráveis, apesar de todos os demônios particulares de cada um. Então, seria estranho que depois de tudo, as duas pessoas mais capacitas no meu momento para colocar Westeros nos trilhos simplesmente se afastassem, sem garantir que as novas gerações seguissem as transformações que eles podem trazer para o continente. Depois de tudo que eles estão prestes a enfrentar, ficar para recuperar Westeros poderá ser um verdadeiro fardo, mas algo que eles precisarão fazer.

Da mesma forma, eu gostaria de destacar a quantidade de paralelos que desde o inicio a série buscou estabelecer entre Jon e Daenerys durante suas jornadas, de modo que seria estranho desperdiçar o trabalho de paralelos de sete temporadas em uma. Certamente os destinos de Jon e Daenerys estão amarrados, então sinceramente eu não consigo ver um vivendo sem o outro sem que isso permaneça sendo clichê. Together, foi uma palavra frequentemente usada entre eles na sétima temporada, o que me faz pensar que eles fariam tudo juntos a partir de então, mesmo se isso signifique que ambos precise “morrer”, o que seria um desperdício quando Westeros precisa de pessoas como eles para reconstruí-la. Além do mais, um final agridoce não é um final aonde todo mundo morre e o mocinho deixa a mocinha sozinha com um filho nos braços. Um final agridoce é um final aonde a esperança permanece mas você precisa seguir em frente, mesmo depois dos traumas e desilusões que encontrou pelo caminho. As pessoas frequentemente se esquecem que viver é muito mais difícil do que simplesmente morrer.

2 – Haverá uma fratura real das relações entre os personagens principais. Entrevistas de Maisie Williams e John Bradly me deram a impressão de que o relacionamento de Jon com Arya e Sam não será como antes. Eu acho que Arya pode estar ao lado de Sansa sobre o caso Cersei por razões obvias, pois Cersei está em sua lista. Isso virá em um momento muito ruim para Jon, pois será quando ele estará se sentindo atacado por todos os lados, e embora provavelmente não seja intencional por parte de Arya, isso poderá ferir Jon profundamente e ter resultados desastrosos.

Quanto a Sam, Bradly disse que ele manipulou Jon no passado, quando o tornou Lorde Comandante para manter Gilly e o pequeno Sam na Muralha pois sabia que Jon não lhe negaria isso. Acho que Sam, que estará chateado com Daenerys por ela ter queimado seu irmão, Dickon, pode tentar fazer o mesmo dessa vez, empurrando Jon para o Trono de Ferro, mas vai sair pela culatra por muitos motivos, e isso criará algum tipo de atrito entre Jon e Sam.

A fratura dessas relações e outras também fazem parte do final agridoce que a GRRM vem falando. Não é apenas a morte e a destruição, é a erosão dos relacionamentos e a incapacidade de voltar as coisas como elas eram antes. Então, enquanto Jon pode perdoar Sam e superar Arya com Sansa, seus relacionamentos nunca serão os mesmos. Isso me deixa particularmente triste porque eu estava realmente ansiosa para ver esses relacionamentos na próxima temporada, mas quanto mais eu penso sobre isso, mais sentido faz com que, depois de tudo que eles passaram, as coisas não sejam mais como antes.

3 – Acho que veremos muitos conflitos entre todos esses aliados. Todos nós esperamos que o Norte seja desconfiado com Dany, na melhor das hipóteses, e como vimos o comportamento de Sansa durante as promos e trailer, ela não parece feliz que Dany esteja em Winterfell. Ainda haverá a presença de Tyrion, Jaime Lannister e a fracassada tentativa de aliança com Cersei. Além da verdadeira identidade de Jon Snow. Pelo menos nos dois primeiros episódios, esses conflitos dentro da própria aliança será o principal assunto de Game of Thrones.

Em uma de suas entrevistas, George Martin admitiu como ele não gosta dos mocinhos simplesmente se unindo para derrotar os vilões. Então, ter esse antagonismo em Winterfell está de acordo com o comportamento dos aliados de GRRM. Porque a verdade é que todo mundo em Winterfell, com exceção de Bran e Sam, é ignorante quanto o verdadeiro perigo que está a caminho. E mesmo Sam nunca viu o Rei da Noite e o que ele é capaz de fazer. Na realidade, todos eles, com exceção de Bran, Dany e Jon, estarão de certa forma  ainda focados no jogo dos tronos e isso será prejudicial para todos, provavelmente será o que levará à queda de Winterfell. Depois disso, acho que a maioria irá entender a ameaça real e o quanto eles de fato precisarão se unir, ainda que para algumas relações isso possa ser tarde demais.

Mais uma temporada de Sansa fazendo cara de “vai dá problema”.

4 – Ter que lidar com todos esses interesses conflitantes vai empurrar Jon e Dany cada vez mais um para o outro. Todos os obstáculos que eles enfrentarão ao longo da oitava temporada servirão para cimentar sua conexão um com o outro. Com certeza, poderemos ver um breve distanciamento entre os dois enquanto eles aceitam a notícia da paternidade de Jon ou mesmo o desastre da aliança Stark/Targaryen, mas acredito que isso não irá se arrastar por muito tempo pois Jon e Dany são um dos poucos personagens que entendem que a sobrevivência depende da união da aliança, da qual eles são as principais lideranças. Eu imagino que passado o efeito da revelação da identidade de Jon, a união entre Dany e Jon será inquebrável. Primeiro porque eles serão os últimos de sua linhagem, segundo que um bebê pode estar a caminho e terceiro porque eles se completam de muitas formas diferentes.

5 – Eu espero que a batalha de Winterfell resulte numa perda inestimável para o time Stark/Targaryen. Conforme Tyrion menciona na sétima temporada, é muito mais fácil processar um monstro como Cersei do que o Rei da Noite que sempre foi uma lenda em Westeros. Isso talvez explique porque os nortenhos, com destaque maior para Sansa, estarão muito mais preocupados com questões que envolve o jogo dos tronos do que com a Grande Guerra. Conforme eu mencionei anteriormente, toda a desconfiança e tensão entre os personagens, poderá resultar na queda de Winterfell e num ataque brutal pelo Rei da Noite e seu exército. Como Daenerys diz para Jon após perder Viserion, é preciso ver para crer. Isso será realidade para muitos personagens que não fazem ideia do que realmente estão enfrentando.

Acredito que Daenerys será uma das personagens que mais irá perder nesta temporada, afinal, são seus exércitos que estarão na linha de frente. Ela ainda poderá perder verdadeiros amigos como Jorah, Misandei ou Verme Cinzento, além de precisar lutar contra Viserion, talvez assistindo novamente a sua morte. Todas essas perdas são igualmente motivos pelo qual eu acredito que ela não irá morrer.

Na minha opinião, este será um ponto de virada muito importante para Daenerys. Ela aceitou ir para o Norte com toda sua força depois que entendeu a ameaça representada pelo Rei da Noite. Ela aceitou fazer isso sem exigir de Jon nada em troca, ele dobrou o joelho porque quis. Então ela chega ao Norte bastante receptiva a todos conforme podemos ver pelos seus primeiros figurinos ( o casaco branco com veios brancos que remete aos represeiros sagrados para os Starks), e por muitos motivos, não é muito bem vinda. O passado de sua casa volta para ela, bem como sua escolha de queimar o pai e irmão de Sam. Por fim, ela descobre que Jon tem uma alegação ao Trono melhor do que a dela e que as pessoas em volta podem achá-lo mais adequado do que ela. É importante destacar que a revelação da verdadeira identidade de Jon não exercerá efeito somente sobre a vida dele, mas será um golpe também na vida de Daenerys, que sempre teve como principal objetivo retomar o Trono de Ferro que antes pertenceu a sua família.

Fico me perguntando se em meio a tudo isso, ela não poderá conhecer algum tipo de traição que poderá ter consequências não apenas para o seus exércitos, mas também para todo o resultado da batalha em si. Lembrando que, é possível que seus exércitos estarão lutando do lado de fora de Winterfell e que muitos deles poderão não conseguir fugir do Rei da Noite talvez por uma decisão das pessoas que estarão dentro do castelo. A teoria é que os sobreviventes do massacre fugirão pelas criptas. Se algo assim acontecesse, qual seria o impacto disso para a aliança?

Em uma das promos lançadas, vemos Daenerys e Jon de volta a Pedra do Dragão, o que deve acontecer no episódio quatro. Isso é interessante por vários motivos: primeiro porque depois da recepção áspera em Winterfell, Daenerys estará de volta em território seguro e será interessante ver como ela receberá os nortenhos em sua própria casa. Segundo porque pela trança que está usando e pelas roupas aparentemente com as cores Targaryen, ela aparece ter deixado a vulnerabilidade exposta por seu relacionado com Jon de lado e vestido novamente sua máscara de Rainha Dragão, abraçando tanto sua natureza fogo e sangue, quanto seu lado Khaleesi. O Rei da Noite tá muito fodido hahah.

reddit/freefolk é o meu país

Acredito que tanto a batalha de Winterfelll quanto a recepção dos nortenhos em Pedra do Dragão, será o momento de virada para a personagem, pois será a chance que ela terá de provar para a aliança quem ela é de verdade e que Jon dobrou seu lindo joelho porque percebeu sua verdadeira natureza. Infelizmente aonde ela vai, Daenerys precisa provar para as pessoas o seu potencial. Pelo menos isso nos rende cenas e uma trilha sonora épica.

O episódio quatro é com certeza um dos episódios que eu estou mais ansiosa para assistir, pois nele veremos pelo menos parte de todo o conflito que se desdobrará em Winterfell sendo resolvido. Então isso pode nos proporcionar conversas muito importantes. Eu confesso que tenho muito vontade por exemplo, de ver alguém falando para Daenerys sobre meistre Aemon e acho que Sam seria uma boa pessoa para desempenhar esse papel, além disso meio que resolve suas desavenças em relação a Daenerys. À proposito, acho que o pequeno Sam se tornará o herdeiro de Monte Chifre e consigo ver Daenerys sugerindo este arranjo.

Também estou curiosa para saber se Daenerys cortará seus cabelos. Lembrando que é um hábito entre os Dothrakis cortar as tranças depois de uma derrota e Daenerys será derrotada em Winterfell. Conta também o fato de que Emilia Clarke estava loura platinada durante boa parte das filmagens da oitava temporada de Game of Thrones e que a produção da série teve um cuidado todo especial de não revelar nenhuma imagem depois do episódio quatro.

Emilia Clarke é uma deusa e ponto final

6 – Todos os Lannisters irão morrer, inclusive Tyrion. Sim, Tyrion na minha opinião será a grande morte da oitava temporada e na verdade a mais plausível pois a essa altura do campeonato é a única morte que pode chocar de fato a audiência da série. Vazamentos apontam para uma traição de Tyrion em relação a aliança Targaryen/Stark. Como consequência, Tyrion é mais uma vez julgado, porém dessa vez executado, talvez por Jon Snow, num paralelo com Ned Stark durante a primeira temporada.

Particularmente eu gosto de pensar que tanto Tyrion quanto Varys, claramente personagens que não sabem lutar, farão uma manobra controversa para derrotar o Rei da Noite e seu exército em Porto Real. Talvez isso implique em explodir com fogo vivo  regiões de Porto Real como a Baixada das Pulgas, o que resultaria num grande golpe sobre o exército do Rei da Noite, mas custaria a vida de milhões de inocentes.

Penso isso porque não consigo ver Tyrion traindo Daenerys de forma cínica, mas consigo vê-lo errando tentado fazer algo bom como Jaime fez ao matar o rei Aerys Targaryen, o que seria uma inversão interessante entre Tyrion e Jaime. Jaime matou Aerys para impedir que Porto Real fosse queimada, Tyrion pode queimar Porto Real para impedir que o Rei da Noite aumente seu exército. Tyrion mais do que qualquer personagem acredita no potencial de Daenerys e toda a sua tensão com ela é porque ele não quer que ela se torne uma rainha das cinzas. Então eu acho, que o personagem seria capaz de sujar as mãos por ela caso eles precisem chegar a decisão extrema de incendiar Porto Real para que o Rei da Noite não se fortaleza ainda mais e a situação fique incontrolável. A mesma situação pode ser aplicada a Varys, que coloca o reino e o povo acima de tudo. Então, até aonde este personagem estaria disposto a se sacrificar pelo reino?Lembrando que na sétima temporada, Melisandre disse a ele que ele precisava morrer em Westeros… Assim como ela… E tenho certeza que Mel será um dos grandes sacrifícios da oitava temporada.

No episódio Beyond The Wall, num diálogo entre Daenerys e Tyrion, ela diz a ele que gosta dele porque ele não é herói e os heróis como Jon Snow e Drogo, fazem coisas estúpidas e morrem. Sempre me perguntei se isso não era um prenuncio para Tyrion, ainda mais levando em consideração que ele a ama… ainda que sinta confuso em relação a isso.

Ademais, reza a lenda que toda mão do rei… neste caso rainha… morre… Na série tivemos Jon Arryn, Ned Stark, Twyn Lannister e Mance Tyrell…Todos mortos. Definitivamente não é uma boa notícia para Tyrion.

7 – Como sabemos que Winterfell será destruída e precisará ser abandonada, eu espero sinceramente que isso seja algo irreversível.  Seria no minimo anti-climax perder Winterfell no episódio 3 e recuperá-la no 6. Assim como Daenerys perdeu Viserion para sempre e poderá perder muito mais, acho que com os Starks deveria acontecer o mesmo. A história de Winterfell, a Muralha e a Patrulha da Noite estão intrinsecamente relacionadas. Esses pilares nortenhos datam do final da Primeira Longa Noite e segundo as histórias foram criados por Brandon, o Construtor. Desde então, há 8.000 anos os Starks são soberanos no Norte, protegendo esses legados. Porém agora, todos se foram, inclusive sua utilidade. Além disso, o Norte é conhecido por ser um lugar naturalmente inóspito e se fomos levar em consideração as batalhas em que eles se envolveram no Sul, o frio e o Rei da Noite, sua população deve ter caído mais da metade. Do jeito que eu estou vendo o terceiro episódio, não apenas Winterfell será destruído, mas todo o Norte em si.

Eu sempre achei que um dos Starks deveria morrer na Batalha de Winterfell, mas pelo visto isso não irá acontecer. Todos eles serão úteis no segundo round contra o Rei da Noite.  Então o Norte seria uma boa troca, ainda mais se levarmos em consideração que a integridade dele será o grande ponto de discordância dentro da aliança nos dois primeiros episódios. Sabemos que além da Muralha, estão as Terras de Muito Inverno. Minha pergunta é o quão longe o inverno severo irá avançar. É muito mais fácil ter uma recuperação climática no Sul notavelmente mais quente, do que no Norte que já é naturalmente frio. Fora que a Longa Noite, é uma analogia ao aquecimento global e a uma espécie de Era do Gelo. Se não for pro Rei da Noite deixar uma rachadura real no reino eu nem quero. Se os Starks voltarem para casa depois de tudo eu vou ficar realmente chateada. A ideia de não poder voltar mais atrás tem que valer para eles também.

Vai Trevoso!!!

Seria agridoce ver todo o Norte perdido para sempre devido as severas condições climáticas e o que sobrar dele tendo que viver no Sul, inclusive o povo livre. A Casa Stark já teria um reduto ao fim do Gargalo, Correrrio, casa ancestral da Casa Tully do qual fazia parte Catelyn Stark. Então, talvez não vejamos Sansa reconstruído o Norte conforme muitos de nós esperamos, pois como Viserion ele estaria perdido para sempre. Mas poderemos vê-la ajudando a reconstruir Westeros a partir de Correrrio, como Protetora das Terras Fluviais. Isso seria muito agridoce para Sansa. Ela sempre se identificou mais com o Sul do que com o Norte e depois de todas as suas relações traumáticas com esse lugar, ela aprendeu a valorizar mais a casa de seu pai. Mas se essa casa desaparecer para sempre… ela poderá estar fadada a viver no lugar que sempre desejou, mas que a decepcionou. Como eu disse, seguir em frente é muito mais difícil do que simplesmente morrer.

8 – O ator que interpreta o Rei da Noite, Vladimir Furdik, revelou em uma entrevista recente que tem uma coisa que o RN quer. Eu particularmente acho que é Bran. Primeiro porque o Bran precisa desempenhar um papel importante na temporada, segundo porque desconfio que o Rei da Noite foi um vidente verde tão poderoso quanto Bran, o que faz de Bran uma grande ameaça; e terceiro, porque Bran é a única ligação entre ele e os Filhos da Floresta, seus criadores. Isso significa que Bran sabe como derrotá-lo e provavelmente teremos mais informações sobre o passado do homem que foi transformado no Rei da Noite. Será que ele também era um Stark?Tenho que certeza que nessa temporada descobriremos quem foi o eu humano do Night King.

Rei da Noite sendo transformado em Rei da Noite pelos Filhos da Floresta

Ao contrário do que muitos acham, não penso que Jon ou Daenerys irão morrer para derrotar o Rei da Noite, mas acredito que Bran o fará. Veja bem, vivos, Jon e Dany podem ser úteis  para a reorganização de Westeros, mas o que um personagem tão onisciente como Bran faria num mundo sem os Filhos da Floresta e sem o Rei da Noite? Qual seria sua função, uma vez que ele nem mais se considera  Bran Stark, mas o Corvo de Três Olhos? É muito claro para mim, não existe lugar para Bran na história, neste novo mundo que pode estar prestes a se reconstruído depois que a roda for quebrada em diferentes níveis. Os gigantes se foram, Os Filhos da Floresta se foram e provavelmente Bran, os lobos gigantes e os Dragões também. Sim, os dragões e num plano geral… experimentaremos o amargo desaparecimento da magia.

Caramba eu vou chorar muito se os dragões morrerem!

9 –O punhal de aço valiriano que Bran deu a Arya desempenhará um papel importante, talvez até seja usado para finalmente destruir o Rei da Noite. O punhal foi bastante mostrado durante toda a 7ª temporada, incluindo fazendo uma aparição em um dos livros que Sam estava lendo na Cidadela, talvez este seja um dos livros que ele levou com ele para Winterfell. Este mesmo punhal foi o grande inicio do confronto entre Starks e Lannisters e simbolicamente pode representar as duas facetas da história: política e mágica. Então estou confiante que ouviremos mais histórias sobre esse punhal na oitava temporada. Lembrando que no momento, ele está sobre posse de Arya Stark, o que pode significar que Arya irá desempenhar um enorme papel na derrota do Rei da Noite. Arya tem uma relação especial com a morte por ser uma Mulher sem Rosto e o punhal foi dado a ela pelo próprio Bran, a pessoa mais poderoso do team vivos no momento.

Vai que é tua Aryaaa!!!

10 – Não me sinto inteiramente segura, confesso que tenho medo de botar fé e me decepcionar, mas acho sim que Dany ficará grávida de Jon, na verdade, eu acho que ela já começa a temporada grávida e descobre em algum momento depois. Se todos os dragões morrerem, talvez tenhamos um epílogo onde ela tenha mais duas crianças, dependendo da forma como eles explicarem a capacidade dela de gerar vidas. Inegavelmente, seu filho ou filhos com Jon, serão responsáveis por dar prosseguimento ao legado de ambos.E oh Deus, como eu queria ver Daenerys gravida montada num dragão, carregando vida e tudo pelo o que eles lutando enquanto enfrenta a morte de frente. Definitivamente eu iria chorar. Ela nunca seria tão Mãe.

Mas vamos fingir que toda a história da gravidez é uma grande trollagem de D&D, se for este o caso, a verdade é que capacidade de conceber de Daenerys poderá ser um grande peso na relação dela com Jon, podendo ser um impedimento para que eles fiquem juntos no final, já que ele poderia conceber e dar seguimento a linhagem Targaryen e ela não.

Então se para Jon, o problema inicial poderá ser o incesto, para Dany, será sua capacidade de conceber. Não sei muito bem como a série irá trabalhar Daenerys na oitava temporada. Mas sabemos o quanto eles gostam de focar no seu lado conquistadora implacável. Na verdade, quem ler os livros, sabe que a grande questão de Daenerys com o Trono de Ferro é que ele é a última coisa que sobrou de sua família. Ela o quer porque anseia por casa, por um lugar aonde se encaixar. Porém, quando a vemos em Pedra do Dragão, no episódio Stormborn, durante a sétima temporada, testemunhamos Daenerys dizendo que achava que se sentiria em casa em Pedra do Dragão, mas que não se sentia assim. Então aonde mais Daenerys se sentiria em casa?Escrevi sobre isso aqui.

Sabemos que a ideia de Casa e Lar são compostas não por castelos ou Tronos, mas por pessoas. Então será interessante ver como Daenerys reagirá a Jon (a quem ela já está emocionalmente envolvida) e se os showrunners D&D enfatizarão mais essa procura de Daenerys por um lugar aonde se encaixar. Apesar do choque com a revelação de Jon, acho muito difícil que ela entre num conflito com ele pelo Trono de Ferro, mas que a questão da continuidade da Casa Targaryen possa ser um dos motivos que poderá levá-la a se afastar dele, pelo menos por um tempo. Amor x dever, a icônica consideração de meistre Aemon, será algo que irá planar o tempo todo entre Jon e Daenerys durante a oitava temporada.

Neste ponto, apresento mais argumentos do porquê eu acredito que Dany e Jon, de uma forma ou de outra, sobrevivem a Game of Thrones. Acho que Jorah morre na batalha de Winterfell para salvar Jon e não Dany. Ela estará num dragão, então não sei como ela teria problemas além do Viserion no alto. Claro que não destaco a possibilidade de Jorah morrer como uma tentativa de salvar toda a aliança ao ajuda-la a escapar.

Dany provavelmente é Rainha mais Jovem e Mais Bela que chegou para tirar tudo o que Cersei ama. Tudo o que Cersei ama no momento é o poder que emana no Trono de Ferro. E de certa forma, Dany já lhe tirou Jaime. Cersei é a maior demonstração de que o poder que emana do Trono de Ferro vem com um alto custo: atualmente ela está sozinha e amargurada. Sua referencia de família se foi. Cersei é na minha opinião uma antítese do que Daenerys será ao final dos jogos e acho que em meio a destruição da guerra e tudo o que isso irá custar para Daenerys, ela perceberá que um trono não é o suficiente para preencher o vazio. Então provavelmente veremos Cersei perdendo o filho que espera e Dany talvez ganhando um, Cersei segurando o Trono com unhas e dentes e Dany o desfazendo, Cersei se afastando cada vez mais de Jaime e Dany se aproximando cada vez mais de Jon etc.

11 – Acho que no último episódio, teremos uma série de despedidas, assim como foi durante a primeira temporada quando os Starks se separaram em jornadas que os transformarias para sempre. Se Arya sobrevive, não a vejo ficando em Westeros, ainda mais se o Norte deixar de existir. Mas consigo vê-la retornando para Bravos para seguir com o seu destino como uma Mulher Sem Rosto. Não havendo Norte, Sansa poderá ficar ou em Correrrio ou em Porto Real, assumindo um papel importante no conselho. Caso haja um Norte, acho que Jon precisará sair da sua zona de conforto (nortenha) e fazer decisões difíceis, assumindo suas responsabilidades como um descendente da Casa Targaryen. Acredito que ele nunca deixará de ser o Jon Snow de Winterfell, mas também o vejo aceitando o seu papel como um Targaryen ao lado de Daenerys.

12 – Euron Greyjoy poderá ser um personagem coringa nesta oitava temporada. Lembrando que ele foi para Essos e trouxe com ele a Companhia Dourada, esperando poder desposar Cersei. A partir de domingo, veremos se ele conseguirá o que quer ou se traí Cersei em algum momento oferecendo os 20 mil homens da Companhia Dourada para Daenerys, depois que ela for derrota no Norte e perder parte considerável de sua força. Meu lado romântico me diz que seria interessante ver Jon reagindo a uma proposta de casamento de Euron: o exército em troca da mulher mais bonita do mundo e seus dragões. Juro que queria ver Jon o matando hahahaha, mas talvez Cersei faça o serviço de nos livrar do embuste de ferro.

Já passou da hora de morrer mas a bicha é diva suprema do mal

13 –  Por fim, pense na primeira temporada como um paralelo real para a última. Só que em alguns pontos ao contrário dela. Por exemplo, na primeira temporada, Robert chegou em Winterfell com sua comitiva e isso foi a ruína da Casa Stark. Dessa vez outra comitiva real está chegando, porém para salvar o Norte. Daenerys perdeu um filho e ganhou dragões, agora dragões poderão morrer e ela ter outros filhos. Um Stark foi executado injustamente por um Lannister, um Lannister pode ser executado injustamente por um membro da Casa Stark. Daenerys não queria o Trono de Ferro, ela queria voltar pra casa. Jon não é um bastardo, ele é Aegon Targaryen. Dany perdeu Drogo, ela não irá perder Jon. Assim por diante!

Game of Thrones estreia graças aos velhos e novos deuses no dia 14 de abril. Nossa Longa Noite enfim está chegando ao fim.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s