[Análise] O que esperar da oitava temporada de Game of Thrones?

Minha intenção era publicar essa matéria antes que a HBO lançasse o tão aguardado trailer da oitava e última temporada de Game of Thornes. Porém, nós humanos somos falhos, ainda mais na época de bloquinhos de carnaval. O trailer saiu há três dias e só agora consegui terminar a análise!Perdoa!

Agora que o carnaval acabou, a última temporada é com certeza uma das coisas mais aguardadas de 2019!Com o lançamento de fotos promocionais, teasers e trailers, a HBO só tem feito aumentar todo o hype em torno dessa série incrível que é simplesmente a maior série da atualidade (embora já tenha sido melhor cof cof cof)! Então como uma grande fã de As Crônicas de Gelo e Fogo, série de livros escrita por George R.R Martin, nos quais o show se baseia e como espectadora da série de televisão, resolvi fazer uma análise especulando um pouco do que podemos esperar da oitava temporada de Game of Thrones.

Pra começar, acho que ajuda um pouco trazer alguns detalhes mais técnicos dessa oitava temporada.

Sabemos que a oitava temporada teve como set de filmagens locais como Islândia,  Irlanda do Norte, Croácia e Espanha, sendo gravada entre novembro de 2017 e  julho de 2018. A temporada contará com um total de seis episódios, sendo os dois primeiros contendo 1 hora de duração e os demais com 1 hora e 20 minutos de duração.

No line-up de diretores, teremos Miguel Sapochnik, (Battle of Bastards e The Wind of Winter)  que comanda os episódios 8.03 e 8.05, David Nutter, (The Red Wedding e “Mother’s Mercy”) que terá os episódios 8.01, 8.02 e 8.04, e os próprios showrunners Benioff & Weiss, que dirigem o series finale. O time de roteiristas inclui Dave Hill, que será responsável pelo primeiro episódio da temporada, Bryan Cogman que será responsável pelo segundo episódio, e Benioff & Weiss, responsáveis pelos quatro episódios finais.

O GRANDE SPOILER DA TEMPORADA!

Caso você não queria estragar toda a surpresa e emoção envolvendo a oitava temporada eu vou ali buscar um suquinho pra bebericar (porque não tomo café urgh) e vou esperar você desistir. Fui!

Ok. Se você está lendo está frase você já está tão ansioso que não deve tá nem aí. Então vamos começar os trabalhos!

Eu decidi iniciar falando sobre um grande spoiler que já foi dado sobre a oitava temporada pois acho que a partir dele ficará mais fácil conduzir as minhas considerações sobre a última temporada de GOT.

Segundo este spoiler, liberado por uma das fontes mais seguras que temos atualmente sobre GOT, o Friki Doctor (a pessoa que teve acesso ao roteiro da sétima temporada), Tyrion Lannister será executado por traição no episódio seis da oitava temporada. É isso mesmo!Tyrion Lannister irá morrer segundo a informação passada ao Friki Doctor por alguém que trabalhou dentro das filmagens da série em Servilha, na Espanha.

Nós sabemos que já para o final das filmagens, uma grande parte do elenco estiveram em Servilha, local usado para as filmagens no Fosso dos Dragões que vimos durante a sétima temporada. Estiveram presentes na Espanha: Kit Harington (Jon), John Bradley (Sam), Peter Dinklage (Tyrion), Nikolaj Coster Waldau (Jaime), Sophie Turner (Sansa), Maisie Williams (Arya), Isaac Hempstead Wright (Bran), Liam Cunningham (Davos), Joe Dempsie (Gendry), Gwendoline Christie (Brienne), Conleth Hill (Varys), Tom Wlaschiha (Jaqen), Faye Marsay (Criança Abandonada), Vladimir Furdik (Rei da Noite), Iain Glen (Jorah) Lino Facioli (Robin Arryn), Gemma Whelan (Yara Greyjoy), Jacob Anderson (Verme Cinzento), Lena Headey (Cersei), Benioff e Weiss, e cerca de 40 figurantes.

Na época ninguém entendeu muito o que estava rolando, embora tenha sido notado por todos nós a ausência de  Emilia Clarke nas filmagens e fotos do elenco ao lado de Kit Harington. A teoria preferida é que as locações em Servilha foram usadas para filmagens Inside the Episodes, que sempre trás como extra de DVD, comentários dos atores sobre as temporadas e dessa vez a HBO deve preparar um conteúdo bastante especial já que estamos falando da season final de seu principal produto comercial.

Todavia, segundo o Frikidoctor, estiveram presentes na sigilosa cena do julgamento de Tyrion, atores como Maisie Williams (Arya), Gwendoline Christie (Brienne), Gemma Whelan (Yara Greyjoy), Sophie Turner (Sansa), Lino Facioli (Robin Arryn), John Bradley (Sam), Isaac Hempstead Wright (Bran), Liam Cunningham (Davos), além do próprio Peter Dinklage (Tyrion).  De acordo com o Frikdoctor, a cena gravada será uma espécie de conselho, com alguns integrantes das grandes casas de Westeros, incluindo uma pessoa que poderá ser um representante dornês. A cena do julgamento seria segundo ele algo bastante emocionante e com direito a um épico discurso por parte de Peter Dinklage (será que vem Emmy?).

Mas então você deve está se perguntando, por que Tyrion Lannister, um dos personagens mais queridos do público da série, seria de repente executado por traição?

Bem, ao longo da frustrante sétima temporada, vimos uma crescente tensão entre Tyrion e Daenerys não é mesmo?E do nada esse personagem ficou mais burro do que seus dois irmãos, o que só prejudicou o projeto de conquista da Mãe de Dragões. Tudo bem que o roteiro precisou que Tyrion ficasse burro de uma hora pra outra, mas de qualquer forma, a tensão entre ele e Dany foi uma semente plantada. Pra piorar, ao final da temporada, Daenerys estava dando muito mais ouvido a Jon Snow do que a Tyrion, e sabemos que Jon Snow não é exatamente a melhor pessoa para se confiar quando o assunto é política. Para variar, Daenerys termina a season 7 nos braços de Jon Snow, o que aparentemente desagradou ou pelo menos deixou Tyrion bastante preocupado. Ao ser convidado a revisitar a cena vivida no episódio ‘The Dragon and the Wolf, Peter Dinklage declarou o seguinte:

“Muitas vezes [a relação de Dany com Tyrion], é profissional e também pessoal. Obviamente ele tem sentimentos por Daenerys. Ele a ama – ou pensa que a ama. Ela é inspiradora. Ele está questionando a situação porque ele tem um bom histórico de se apaixonar. Há ciúmes embrulhados dentro dele. E ele também ama Jon Snow. Eles são as duas pessoas com as quais ele mais tem coisas em comum, de certa forma – são ambos forasteiros em suas próprias famílias, e se recusaram a seguir o caminho que suas famílias tomaram, esperançosamente para melhor. Ele está se perguntando o quão inteligente é este gesto [Jon e Dany se envolverem romanticamente], porque a paixão e a política não se misturam bem. Ele sabe que os dois juntos podem ser muito perigosos”.

A declaração vai de encontro ao que foi dito antes da sétima temporada de Game of Thrones chegar ao ar. Na época, o ator havia dito para a TV Guide que Tyrion tinha fortes sentimentos por Daenerys na cena em que ela o nomeia Mão da Rainha. E que ele não sabia se poderia ser um bom conselheiro tendo esses sentimentos em relação a ela.

Fora da série, a revista americana Vanity Fair , em uma visita a biblioteca do Sindicato dos Roteiristas em Los Angeles, onde é possível ler todos os roteiros da série, encontrou no roteiro do episódio The Spoils of War, na sétima temporada, uma curiosa frase que pode significar um sentimento mais profundo do anão em relação a Mãe de Dragões: “O irmão que ele ama corre em direção à provável morte nas mãos da rainha que Tyrion também ama”.

No entanto na sétima temporada, mais coisas aconteceram em torno de Tyrion. Para começar, toda essa temporada foi um verdadeiro conflito interno para esse personagem, dividido entre rainha que ele amava e a sua Casa, representada pelos seus irmãos. Talvez o episódios The Spoils of War seja o maior exemplo da guerra interna que Tyrion pareceu viver ao longo da sétima temporada. Vamos adicionar a tudo isso a misteriosa conversa que ele teve com Cersei e seu corte abrupto, o que fez muita gente teorizar que Tyrion trairia Daenerys para colocar o filho de Cersei no Trono de Ferro.

Seja como for, o conflito de Tyrion entre a Casa Lannister e a fidelidade a Daenerys pode estar prestes a chegar ao fim na oitava temporada. Segundo Frikidoctor, seu julgamento e execução estariam relacionados ao incêndio que possivelmente veremos em Porto Real. No episódio The Dragon and the Wolf, quando perguntado por Jon em relação ao número de pessoas que viviam em Porto Real, Tyrion responde que cerca de um milhão de pessoas, o que Jon responde que é um número muito maior do que toda a população do Norte, embora ele seja muito mais vasto. Eu não me lembro se algo assim chegou a ser mencionado em temporadas anteriores, mas um incêndio em um aglomerado apertado como Porto Real, acarretaria uma perda de vida inestimável.

Quando as imagens saíram, muitas pessoas teorizaram se não poderia ser um ataque do Rei da Noite montado no dragão Viserion, porém é mais provável que seja o incêndio na cidade seja por outros motivos. Vale lembrar que os showsrunners Benioff & Weiss , optaram por deixar a disputa pelo Trono para a última temporada. Então além da luta contra o Rei da Noite, teremos enfim o final dos jogos de tronos. Então se desconsiderarmos por um momento o Rei da Noite como o culpado pelo incêndio em Porto Real, temos Cersei, Daenerys e Tyrion como os principais candidatos a iniciarem um incêndio na cidade.

De Cersei já vimos no episódio The Winds of Winter, da sexta temporada, seu flerte com o fogo vivo, durante a destruição do septo de Baleor. Daenerys por sua vez tem os dragões, o que justificaria um ataque de cima com fogo de dragão para recuperar o legado de sua família. Porém, ao longo da sétima temporada, vimos Daenerys com a política de “não quero ser rainha de cinzas”, ideia muito defendida por Tyrion, que tentou a todo custo afastá-la da Fortaleza Vermelha. Então a grande ironia seria que Tyrion poderá ser culpabilizado pela destruição em chamas da cidade, deixando cinzas e ossos para quem vier a governá-la depois.  Seja por finalmente deixar seu lado Lannister falar mais forte e se bandear para o lado de Cersei ou mesmo por deixá-la escapar num ato de misericórdia pois a essa altura Jaime já deve estar morto e Cersei seria a única chance da Casa Lannister (que Tyrion ajudou a destruir ao assassinar Twyn Lannister) não deixar de existir. Já pensou se Jaime pede isso a ele?E já pensou que ao ajudar Cersei, Tyrion poderá a deixar livre para queimar toda a cidade e assassinar as milhares de pessoas que vivem dentro de suas muralhas?

Evidente que não podemos desconsiderar nenhuma das possibilidades, porém dada a severidade do julgamento de Tyrion, fica a pergunta por qual motivo um personagem aparentemente sólido como Tyrion, agiria com traição e pegaria com a vida por isso. A morte de milhares de inocentes como consequência de seus atos seria uma resposta plausível para a questão.

ENTRE JON E DAENERYS, QUEM MORRE?

Minha opinião em uma imagem:

Jon e Daenerys são com certeza um dos maiores motivos de divisão entre os espectadores da série e essa “divisão” envolve uma série de questões que não vem muito ao caso aqui. O fato é que muita gente espera ou teme pela morte desses dois personagens, primeiro pela profundidade do envolvimento deles com o enredo e segundo porque a série é famosa por passar a perna em seus personagens principais. Mas vamos esclarecer algumas coisas aqui:

Primeiro, sabemos que Game of Thrones é uma série baseada nos livros do autor George RR Martin, chamada de “A song of Ice and Fire”, no Brasil “As Crônicas de Gelo e Fogo”. Como leitora dos livros, posso afirmar com certa segurança que as mortes dos personagens que costumamos torcer, não acontecem sem um motivo. Geralmente elas ocorrem porque eles não sabem jogar direito o jogo dos tronos ou porque sua morte é importante para o desenvolvimento do enredo. A morte de Ned Stark por exemplo, possibilitou a eclosão da Guerra dos Cinco Reis que fragmentou e enfraqueceu o reino; a morte de Robb Stark possibilitou uma reação do Norte contra os sulistas e abriu caminho para que Jon ascendesse como o rei do Norte, a morte de Oberyn Martell aprofundou o ressentimento dos dorneses contra a casa Lannister etc. Eu sei que a série costuma fazer coisas apenas por chocar e que muitas vezes os detalhes descritos aqui passam batido pela audiência. Porém, caso os showsrunners decidam matar um de seus dois personagens principais, toda a coisa teria que fazer sentindo e não ser só porque isso é “Game of Thrones”.

Caso Benioff & Weiss decidam que Jon Snow deva morrer derrotando o Rei da Noite e cumprindo seu destino, isso não seria algo chocante para audiência pois ela já espera um desfecho parecido para o personagem. O mesmo vale para Daenerys Targaryen. Tudo isso apenas para a gente dizer: ela remou, remou, remou e morreu na praia, nem o Gendry foi tão gongado.

Então aqui voltamos ao julgamento por traição e execução de Tyrion Lannister. Aposto que Tyrion é aquele personagem que todos nós esperávamos que chegasse vivo ao final cumprindo seu papel como conselheiro. Tyrion sempre pareceu um personagem seguro. Mas eis que de repente esse mesmo personagem perderá a vida por traição. Sempre foi uma possibilidade, porém não uma possibilidade tão aguardada. A execução de Tyrion tem muito mais chance de causar um efeito avassalador no público do que uma morte de Jon ou Dany que todos aguardam. Tyrion é aquele personagem que tanto A e B gostam, a chance de ser algo emocionante será muito mais ampla e ao mesmo tempo… deixará em nós um sentimento agridoce e uma sensação de que não deveria ter acabado assim.

Então vamos voltar a parte que eu disse que a morte de Jon ou Dany precisaria fazer sentido.

Na sétima temporada, no episódio The Dragon and the Wolf, vimos que na verdade toda a rebelião de Robert Baratheon foi uma mentira e que Jon foi legitimado pelo casamento entre Rhaegar e Lyanna, o que faz dele o verdadeiro rei dos Sete Reinos. O casamento causou uma grande repercussão entre os leitores dos livros, já que feriu toda a verossimilhança do universo criado por George Martin onde Rhaegar que era um homem casado com Elia Martel, não poderia simplesmente anular seu casamento para se casar com Lyanna Stark. Primeiro que Rhegar havia consumado seu casamento com Elia e segundo porque tivera dois filhos com ela. A repercussão foi tanta, que a própria Linda Antonsson, um dos braços direito de Martin ao lado de seu marido, Elio M. García Jr, mostrou seu descontentamento pelo Twitter.

Então se os showsrunners forçaram todas as bases possíveis desse universo para legitimar Jon, qual o sentido de matá-lo depois?Apenas para assumir o legado de Daenerys depois que ela morresse?Nesta parte trago novas considerações.

Umas das teorias mais populares que rolam por aí, é que Daenerys morreria na luta contra o Rei da Noite ou dando a luz a um filho de Jon. E adivinhe quem ficaria com TUDO o que ELA conquistou?Exatamente. O recém legitimado Jon, na verdade Aegon Targaryen.

Diante disso, novamente precisamos nos voltar para o que restou na série da verossimilhança desse universo.

É provável que do episódio 1 ao 4, veremos como tema principal da temporada a guerra contra o Rei da Noite. Já nos episódios 5 e 6, é provável que veremos a guerra pelo Trono e os conflitos dramáticos em Porto Real.

Vamos lembrar que Euron Greyjoy foi até Essos para contratar a Companhia Dourada para lutar contra Daenerys e seus aliados. A Companhia Dourada é uma companhia de mercenários fundado por Aço Amargo ou Aegon River, um dos muitos filhos bastardos de Aegon IV, o indigno. Por anos a Companhia Dourada lutou ao lado da Casa Blackfyre, fundada por Daemon Blackfyre, outro filho bastardo de Aegon IV, pelo direito ao Trono de Ferro depois que Aegon IV antes de morrer, fez o favor de legitimar todos os seus filhos bastardos lançando o reino num conflito armado entre Blackfyres e os Targaryens pelo Trono de Ferro que ficou conhecido como a Rebelião Blackyfire.

Enfrentar a Companhia Dourada (que luta com elefantes) e o exército Lannister que ficou em Porto Real (já que Cersei decidiu que não ajudaria na luta contra o Rei da Noite) exigirá uma grande força bélica para recuperar o trono. E quem atualmente tem o maior exército em Westeros?Daenerys. Não qualquer exército, mas uma horda de dothrakis e Imaculados que só estão ali porque seguem Daenerys. Eles não devem nada a ninguém nos Sete Reino, exceto a ela mesma. Daenerys é o Khal dos Dothrakis e se ela cai eles escolherão outro Khal e irão embora. Dorthrakis e Imaculados mal falam o Idioma Comum. É Daenerys que mantêm todas as peças no lugar. Se ela desaparece, tudo isso desaparece junto e Cersei ganha o jogo porque as grandes Casas não terão condições de enfrentá-la em campo. No episódio Beyond The Wall, na sétima temporada, Tyrion verbaliza bem essa questão, quando Daenerys decide se arriscar indo para além da muralha para socorrer Jon. Ele diz: “Se você morrer, tudo estará acabado”. E é isso mesmo.

Eu acredito muito que Daenerys chegará viva ao final da série, não apenas por ela possuir um enorme exército que se mantêm unido por causa dela, mas porque na série de TV, todo o seu arco de desenvolvimento girou principalmente em torno do Trono de Ferro e portanto precisa ser fechado. Sabemos que nos livros, Daenerys é cercada por profecias e enquanto ela acha que tudo que conquista tem a ver com o trono que pertencia a sua família, na verdade todas as suas conquistas podem estar relacionadas a profecia de Azor Ahai, que seria ela mesma. Na série por outro, o lado mágico de seu arco foi muito mais diluído, de forma que a personagem se tornou muito mais politizada, muito mais envolvida com a corrida pelo Trono de Ferro. Assim é muito possível que ao final Daenerys consiga enfim derrotar Cersei Lannister, talvez extinguindo a linhagem principal da casa, mas em troca poderá receber uma cidade quebrada e carbonizada.

E de fato, durante a segunda temporada, quando Daenerys passa pela Casa dos Imortais, ela ver o Salão do Trono destruído e se afasta do Trono de Ferro para encontrar a Muralha de gelo.

Muita gente interpreta essa visão como um apontamento para a morte de Daenerys (os ansiosos para que ela morra). Mas tenho que dizer que o afastamento de Daenerys do Trono não significa morte em si, mas sim que ela precisou escolher entre lutar pelo Trono ou se voltar para o Norte, que foi o que ela fez durante a sétima temporada. Na sequencia da cena, Daenerys se encontra com Khal Drogo e seu filho Rhaego, e algumas pessoas dizem que isso é um sinal de que no final, Daenerys irá morrer para se encontrar com Khal Drogo por causa da profecia de Mirri Maz Duur feita lá na primeira temporada. Mas cabe dizer que a profecia não diz que Daenerys irá de encontro a Khal Drogo, mas sim que ele retornará para ela. Neste caso, o próprio ator Jason Mamoa, já desmentiu qualquer participação sua na oitava temporada: “Sim, ele não está voltando. Nove anos agora, deixem ele ir”, afirmou o ator.

E pode parecer um detalhe bobo, mas nunca vimos Daenerys usando uma coroa, o que ela faz nos livros. Talvez estejam guardando essa detalhe para um momento especial na série.

Eu não vejo Daenerys como um trampolim para a ascensão de Jon nos Sete Reinos. Ela tem seu próprio desenvolvimento no enredo, como Jon tem o dele. Embora eu particularmente goste muito dos dois personagens, muito mais pelos livros, admito, eu acho que pela forma com a qual a série foi configurada, Jon tem muito mais chances de morrer do que Daenerys. Um conflito entre ele e o Rei da Noite já é algo esperado por todos os telespectadores e ele é uma peça mais fácil de remover do enredo do que Daenerys.  Existe inclusive uma teoria de que Jon poderia morrer no incêndio que aconteceria em Porto Real, o que agravaria mais o julgamento de Tyrion.  Vimos inclusive algumas imagens vazadas entre o ator Kit Harington que o interpreta Jon e  atriz Lena Headey (Cersei) no set de filmagem na Croácia, locação usada pela produção da série para as cenas passadas em Porto Real.

Outra teoria no entanto, defende que uma vez ficando vivo, Jon será a pessoa responsável a manejar a espada que cortará a cabeça de Tyrion, como Ned Stark fez no primeiro episódio da primeira temporada. Lembrando que essa oitava temporada promete estar cheia de paralelos com os episódios de season 1, conforme já vimos com a chegada de Daenerys a Winterfell, que lembra muito quando Robert Baratheon chega ao castelo com sua comitiva. Talvez ela até mesmo comece dando foco ao avanço dos caminhantes e do Rei da Noite através do Norte, da mesma forma que a primeira temporada iniciou mostrando um ataque dos caminhantes.

DAENERYS FICARÁ GRÁVIDA DE JON SNOW?

Muito provavelmente sim. A sétima temporada por várias vezes nos lembrou que Daenerys acredita que não poder ter filhos e que os dragões são os únicos filhos que ela tinha até então. Isso é uma forma de lembrar ao telespectador que Daenery acredita ser estéril.

Sabemos que Daenerys acredita que não pode ficar grávida por causa da profecia de Mirri Maz Duur dita a ela lá na primeira temporada e também pelo fato dela ter ficado meses com o Daario em Mereen sem que ficasse grávida. Vale mencionar que a parte da profecia que sugere que ela não poderia ter filhos nunca foi dita na série por Mirri Maz Duur, mas a partir da sexta temporada ouvimos essa sugestão da própria boca de Daenerys.

Porém é provável que Daenerys fique grávida novamente, talvez p elo fato de que Jon é um dragão como ela e ela é a Mãe de Dragões, talvez pelo fato dela ter perdido Viserion e só a morte pode pagar pela vida, talvez por Daario e não ela ser estéril, talvez por Mirri Maz Duur ter simplesmente mentido para ela conforme sugeriu um bem intencionado Jon Snow. E talvez como um outro paralelo com a primeira temporada, teremos uma confirmação dessa gravidez no episódio 03 da oitava temporada.

A gravidez de Daenerys é inclusive uma das principais teorias por de trás da ausência dela e de Jon no julgamento de Tyrion em Fosso dos Dragões. Segundo essa teoria, no momento do julgamento Jon estaria com Daenerys em algum lugar (talvez Pedra do Dragão) pois ela estaria prestes a dar a luz ao filho dos dois.

E seria simplesmente sensacional, ver uma personagem tão especial quanto Daenerys, que passou toda uma série carregando o título de mãe, lutando contra o Rei da Noite, que simboliza a morte, montada num dragão enquanto carrega um filho no ventre, representando vida, criação, esperança, amor, família, tudo pelo o que eles irão lutar.

COMO JON SNOW REAGIRÁ AO DESCOBRIR QUE É O VERDADEIRO HERDEIRO DO TRONO DE FERRO?

A descoberta por parte de Jon Snow quanto a sua verdadeira origem com certeza é um dos momentos mais aguardados da oitava temporada e pelo que se imagina veremos isso logo no primeiro episódio da temporada e essa grande revelação conhecida até agora apenas pelo público e por Bran e Samwell Tarly deverá repercutir por pelos menos os três episódios seguintes da temporada. Com toda certeza a maior surpresa disso tudo virá da parte do próprio Jon e de Daenerys, que provavelmente irá descobrir que Jon é seu sobrinho no episódio dois.

É possível que pelo menos até o episódio 04, a gente veja algum tipo de tensão entre esses dois personagens. Acho que ninguém saberá muito bem como lidar com essa situação. Para Jon, a revelação com certeza terá um gosto agridoce: se por um lado ele enfim vai descobrir a identidade de sua mãe, por outro ele não será mais filho biológico de Ned Stark, pessoa que ele sempre admirou. Para Daenerys o sentimento não será muito diferente, ela finalmente terá parte de sua família ao seu lado, algo que ela sempre desejou em segredo, contudo Jon Snow terá uma reivindicação ao trono mais forte do que a dela.

Então o que eu acho que vai acontecer?

Acho que os showsrunners não perderão a chance de explorarem ao máximo esse conflito, passando ao telespectador uma sensação de ameaça entre os dois personagens talvez. Na verdade, traições podem surgir daqui, pode ser o caso de Varys ou mesmo de Tyrion. Porém conhecendo Jon, apesar de toda surpresa, o personagem não irá se abalar por muito tempo ou perder o foco da luta contra o Rei da Noite. Talvez Jon nem mesma queira o trono pois antes de tudo ele próprio já foi rei e abriu mão desse direito por acreditar que ela é a pessoa mais adequada para função e segundo porque ele sabe melhor do que ninguém que não teria chances num conflito direito contra ela então é possível que esse personagem siga um caminho mais apaziguador como tantas vezes ele fez. Tirando isso tudo, ainda há a relação pessoal dos dois, a essa altura do campeonato  já completamente envolvidos emocionalmente e talvez com um bebê a caminho (ainda que no inicio eles não saibam).

No entanto, vale ressaltar que todas as motivações que partiam de Daenerys tinham a família como cerne mais profundo de seus desejos. Ela durante muito tempo acreditou que era a última de sua linhagem, não pra ser fodona, mas porque só restou ela mesmo. Daenerys não sabe como é se sentir em casa, nem mesmo quando chegou em Pedra do Dragão ela sentiu que tinha um lar. A busca pela família que ela nunca conheceu fez com que ela se colocasse ferozmente no caminho do Trono de Ferro pois ele era a única referencia de família que lhe restou. Nos livros, essa busca por um lar em seu arco é algo muito mais latente, mas na série isso também está lá. Jon percebeu isso na sétima temporada, no episódio The Dragon and the Wolf, quando eles conversam sobre sua infertilidade e sobre a família que ela não tinha e que acreditava que nunca teria. Então, acho que da perspectiva de Daenerys, passando todo choque inicial, ela ficará feliz e aliviada em saber que não é mais a única Targaryen restante.

Quanto a Jon, acho que sua grande dor será descobrir que não é filho de Ned Stark e que para salvá-lo Ned o fez viver uma mentira que lhe causou muitas dores. Se ele tiver tido um bom meistre para ensiná-lo, ter dormido com Daenerys será o menor de seus problemas, pois historicamente os Starks também casavam entre primos e mesmo entre tios e sobrinhos. Não seria uma situação muito estranha para o menino Jon se tiver prestado atenção nas aulas sobre a árvore genealógica dos Starks.

Acho também que o diálogo entre Jon e Theon no episódio The Dragon and the Wolf, onde ele diz a Theon que ele não precisava deixar de ser nem um Greyjoy e nem um Stark, seja algo muito verdadeiro para o personagem durante a oitava temporada. Ele não irá deixar de ser quem é por causa de um trono, seu pai continuará sendo Ned Stark e ao mesmo tempo ele poderá aceitar seu papel como um Targaryen ao lado de Daenerys. Ao final, um personagem que sempre se sentiu incompleto, finalmente se sentirá um homem inteiro.

Não sei se vocês perceberam, mas together (juntos) foi uma palavra muito recorrente entre Daenerys e Jon durante a sétima temporada. Acho que daqui em diante, apesar das tensões, esse sentimento será algo que irá permear profundamente a relação dos dois. Acredito que Daenerys, dará espaço a Jon ou mesmo assumirá que ele tem mais direito ao Trono do que ela. Lembra, toda a questão de Daenerys é família?Acho que Jon rejeitará a sugestão e de qualquer forma os dois poderão fazer isso juntos. Da mesma forma que vimos Daenerys sacrificando tudo novamente para apoiar a causa de Jon contra o Rei da Noite, poderemos ver Jon fazendo sacrifícios semelhantes para ficar ao lado dela e tomar o Trono de Ferro de Cersei Lannister. Together.

Quais sacrifícios Jon poderia fazer para seguir com Daenerys, você pode estar se perguntando. Um dos principais argumentos contra Jon no Trono de Ferro é que ele não têm nada a ver com o Sul de Westeros. E verdade seja dita, ele não tem mesmo. Porém assumir um lugar no sul, é uma forma de sacrifício para esse personagem. Seria algo que ele não gostaria em seu âmago, mas faria em nome de um bem maior. Quando tudo estiver terminado, o reino precisará de pessoas como Jon e Daenerys para colocá-lo nos eixos. A verdade é que o Jon da série nunca foi colocado exatamente numa situação desconfortável e difícil. Pelo menos não nas últimas temporadas.  Tyrion por exemplo, precisou escolher entre sua família e os ideias que ele acreditava; Daenerys entre o Trono e o fim do mundo. Todos esses personagens perderam coisas durante as difíceis escolhas que precisaram fazer. Daenerys inclusive perdeu um dragão e perderá boa parte do exército que a segue por acreditar nela como líder. Então nada mais justo que o mesmo aconteça com Jon na oitava temporada. Ele precisará fazer escolhas difíceis, indiferente se ele goste ou não delas. Assim esperamos.

AS BATALHAS DA OITAVA TEMPORADA

Acho que veremos pelo menos duas batalhas épicas durante a oitava temporada:

  • A primeira grande batalha deverá envolver o episódio 3 dirigido por Miguel Sapochnik (Battle of Bastards e The Wind of Winter) e 4  dirigido por David Nuther (The Red Wedding e “Mother’s Mercy”). No primeiro episódios devemos ver ataques isolados do Rei da Noite nos Castelos que ele e seu exército irão encontrar pelo caminho, um deles sendo a sede da casa Kastark. Em Winterfell, além dos reencontros entre grande parte do elenco, provavelmente veremos Jon finalmente descobrindo a identidade de sua mãe ao final do primeiro episódio e a forma com a qual ele reagirá a isso deverá ser abordada no episódio seguinte. Tudo isso acompanhado pela preparação do exército para o grande confronto que deverá atingir seu ápice entre os episódios 3 e 4.  Nesta primeira grande batalha, que terá Winterfell como pano de fundo, provavelmente será o momento em que veremos mais uma vez a destruição do ancestral castelo da Casa Stark, conforme imagens vazadas do set de filmagem em que vemos o castelo em chamas.

  • A segunda grande batalha da temporada deverá ocorrer no episódio 05, dirigido novamente por Miguel Sapochnik. Com certeza essa batalha envolverá a Companhia Dourada e a luta pelo Trono de Ferro que segundo spoilers acarretará na destruição de Porto Real em um grande incêndio.

AZOR AHAI E O FIM DO REI DA NOITE

Acho que uma grande questão da oitava temporada é se veremos um Azor Ahai derrotando o Rei da Noite. Em outro post aqui no blog, eu expliquei o que os livros nos contam sobre essa enigmática figura e quem são os principais candidatos a cumprirem a profecia. Você poderá ler a matéria aqui e aqui se quiser.

Na série no entanto, acho que essa questão ficou um pouco diluída. Vimos que inicialmente Melisandre acreditava que o herói renascido era Stannis Baratheon e essa crença acabou muito mal para Stannis. Vendo toda a destruição que havia causado a Stannis, assistimos a uma Melisandre mais contemplativa e cuidadosa durante a sexta temporada, até que ela chegou a conclusão, após conseguir reviver Jon Snow, que ele era o Príncipe que foi Prometido. Caso você leia os links que eu deixei a cima, verá que o Príncipe que foi Prometido e Azor Ahai são sinônimos para a mesma figura profética. O que sabemos sobre essa profecia é o seguinte:

Quando a estrela vermelha sangra e as trevas reúnem forças, Azor Ahai renascerá por entre fumaça e sal, para acordar dragões da pedra. (MARTIN, George R. R. Davos III. A Tormenta de Espadas. São Paulo: Leya, 2011, cap. 25. Tradução de Jorge Candeias.)

Bem,  Jon Snow na série não despertou nenhum dragão de pedra e tão pouco uma estrela sangrou para marcar seu renascimento. Mas a verdade é que já faz um tempinho que esses detalhes não são levados em consideração pela série.

Porém, na mesma temporada em que Melisandre conclui aleatoriamente que Jon é o Príncipe que foi Prometido, o mesmo é dito de outra sacerdotisa vermelha do Senhor da Luz, porém apontando Daenerys como a Princesa Prometida. Tecnicamente, Daenerys cumpre muito mais a profecia do que Jon Snow, ela literalmente despertou dragões de pedra. No entanto, conforme já mencionado, isso não é tão relevante para o desenvolvimento da série assim. Esquece.

Durante a sétima temporada, vimos Melisandre trabalhando para unir Daenerys e Jon por acreditar que ambos tinham um papel a desempenhar na guerra pela Alvorada e acredito que isso será tudo o que teremos sobre Azor Ahai durante a oitava temporada.

Jon Snow e Daenerys Targaryen serão peças fundamentais para derrotar o Rei da Noite e contarão com a ajuda de um personagem muito poderoso: Bran Stark, agora o Corvo de Três Olhos.

É possível que o grande papel de Bran durante a oitava temporada será o de tentar retirar do Rei da Noite o controle de Viserion. Até então, veremos Viserion atacando pelo ar e lutando contra os seus dois irmãos, Drogon e Rhaegal, o que por si só será muito difícil para Daenerys que talvez tenha que ver seu filho morrendo pela segunda vez.

Sem Viserion, o Rei da Noite terá que lutar no chão e a partir daí, devemos ver um confronto épico entre ele e Jon. É possível que o Rei da Noite morra depois de ter aquela pedra que os filhos da floresta colocaram em seu peito retirada. Uma vez que ele esteja morto, toda a magia que ele usava para controlar os Whites Walkers deverá enfim desaparecer.

MELISANDRE DE ASSHAI

A última vez que vimos Melisandre, foi no episódio The Queen’s Justice , na sétima temporada. Neste episódio, vemos Melisandre não apenas admitindo seus erros terríveis, como também admitindo que cumpriu sua parte ao unir gelo e fogo. Depois ela diz a Varys que iria para Volantis, porém que voltaria pois teria que morrer naquela terra estranha (Westeros).

Depois de um tempo pensando sobre isso, achei curiosa a escolha do local para a viagem de Melisandre. Volantis é o maior centro de concentração dos seguidores do Senhor da Luz. Em A Dança dos Dragões, quando Tyrion ver o enorme templo de R’hollor construído na cidade, ficamos sabendo que ele é guardado por um grupo de soldados escravos que formam mil guerreiros (nem mais e nem menos) conhecidos como Mão Ardente. Fiquei me perguntando se Melisandre não chegaria em Westeros com algo mais ou menos assim. Ainda que não sejam esses guerreiros, mas talvez novos sacerdotes dispostos a lutarem a grande guerra contra o Rei da Noite. Pelo sim e pelo não, é certo que Melisandre desempenhará um importante papel na derrota do Rei da Noite, já que esse sempre foi o seu objetivo desde o inicio.

O NÚCLEO GREYJOY

Durante o episódio The Drangon and Wolf, na sétima temporada, assistimos a emocionante redenção de Theon que finalmente parece ter voltado a ser Theon Greyjoy. Episódios antes, Theon havia abandonado sua irmã, Yara, que foi levada como refém pelo tio dos dois, Euron Greyjoy.

Por mais incrível que possa parecer, acho que o núcleo Greyjoy será uma das coisas mais interessantes da oitava temporada. Pra inicio de conversa, eu estou curiosa para saber se o Euron Greyjoy irá trair a Cersei. Vamos lembrar que Euron queria casar-se com Cersei, porém, antes disso, ele tinha intenções de se casar com a Daenerys e agora ele viu todo o seu poderio bélico e seus dragões. Será que vale a pena insistir numa aliança com Cersei?

Bom, tendo em vista os caminhos que a série tomou, não me surpreenderia se Euron infelizmente insistisse numa aliança que todos sabemos que irá literalmente afundar no final. Porém seria muito interessante se ele em algum momento se voltasse contra Cersei.

Provavelmente também veremos um conflito entre Euron e Theon para recuperar Yara. Talvez Theon morra neste confronto, eu talvez o momento de sua morte, venha depois, na guerra contra os Whites Walkers. O fato é que esse personagem com certeza irá morrer e veremos Yara assumindo um lugar de autoridade nas Ilhas de Ferro. Ela é uma das personagens que aparentemente estará no julgamento de Tyrion, em Fosso dos Dragões.

O VALONKAR DE CERSEI

Todos concordamos que Cersei Lannister já passou da hora e que irá finalmente morrer. Um dos debates mais divertidos dos fãs de GOT em relação a esta personagem diz respeito a identidade do Valonkar, que em alto valiriano significa irmã ou irmã mais novo e que seria, segundo uma profecia, a pessoa responsável por acabar com o sofrimento de Cersei quando ela finalmente se afogasse em lágrimas e pesar.

A profecia é dita a Cersei por Maegy, a rã, uma bruxa misteriosa que veio do Oeste para as Terras Ocidentais. Basicamente, a profecia diz que Cersei se casaria com um rei e não com um príncipe conforme ela imaginava. Que ela seria rainha até que uma rainha mais jovem e mais bela chegasse para retirar dela tudo o que ela mais amava. Que ela teria 3 filhos enquanto o rei teria 20. Que de ouro seriam as coroas de seus filhos e de ouro seriam suas mortalhas e que quando enfim ela se afogasse em desespero, o valonkar viria e apertaria  sua pálida garganta com as mãos.

Quem ler os livros, sabe o quanto essa profecia mexeu de maneira perturbadora com o psicológico de Cersei. Quando descobriu o significado da palavra valonkar, Cersei passou a acreditar que seu valonkar era Tyrion e esse é principal motivo pelo o qual ela o odeia tanto.

Na série no entanto, a linha que fala sobre o valonkar de Cersei nunca foi mencionada conforme podemos ver abaixo:

A profecia foi mostrada ao público pela primeira vez durante a quinta temporada e desde então é um passatempo entre os fãs tentar adivinhar quem seria o valonkar de Cersei. Os personagens mais cotados para assumir essa função são Jaime e Arya, mas vale lembrar que Jaime só tem uma mão e por mais poético que seria, no momento ele está muito longe dela, indo para Winterfell e é provável que morra antes da possibilidade de qualquer reencontro entre os dois.

As profecias são com certeza as coisas mais misteriosas e intrigantes do universo dos livros no qual a série se inspira. Porém, infelizmente, a série de TV não soube se apropriar corretamente de nenhuma delas. Um grande exemplo é a profecia de Mirri Maz Duur dita a Daenerys. Nunca foi mencionado a parte que sugere que Dany não poderia mais gerar uma vida, mas durante a sexta temporada de repente todo mundo começou a se comportar como se fosse assim.

Então como o cumprimento da profecia de Azor Ahai e a profecia de Mirri Maz Duur ou mesmo a profecia do Garanhão que Monta o mundo que parece ter se cumprido na sexta temporada quando Daenerys sai do fogo e dobra os dothrakis, essa profecia também será dúbia. Vimos na sétima temporada que Arya Stark estava disposta a matar Cersei e embora ela tenha desviado para Winterfell, Cersei continua em sua lista. Então talvez Arya, que é uma irmã mais nova, venha de fato a assassinar Cersei e ficará apenas subentendido que ela é o valonkar, embora isso nunca tenha sido mencionado, vale repetir.

Uma outra opção para cumprir o papel de “valonkar” é Euron Greyjoy, que também é um irmão mais novo e quem sabe pode trair Cersei. Tyrion também seria bem irônico. Quanto a rainha mais jovem e mais bela, é inegável que seja Daenerys Targaryen. E o fato de Dany ser a rainha mais jovem e mais bela é um dos motivos pelo o qual eu acredito que ela chega viva ao final dos jogos dos tronos.

Vimos na sétima temporada também que Cersei descobriu que estava grávida. Porém, de acordo com a profecia, ela só teria três filhos o que sugere que provavelmente veremos um aborto dessa personagem em algum momento durante o inicio da temporada.

AS CRIANÇAS STARKS

Se por um lado eu acredito que Arya pode vir a se tornar o grande carrasco de Cersei, talvez usando o rosto de Jaime para tornar o momento mais dramático, por outro eu não sei se essa personagem terá um final exatamente feliz.

A história de Arya Stark na série é uma história de sobrevivência e também de vingança. Como uma maneira de unir essas duas premissas em seu arco de desenvolvimento, ela uniu-se a uma das guildas de assassinos mais temidas do universo de Game of Thrones, os Homens sem rosto, e têm usado as lições que aprendeu com eles para benefício próprio. De certa forma, Arya passou a perna nos Homens sem rosto e tenho minhas dúvidas se seu ato de desobediência será deixado barato. Então talvez Arya mais uma vez precisará enfrentar J’aquen Hagar num confronto mortal.

Porém, na sétima temporada vimos Arya reencontrando sua loba gigante, Nymeria e o que aconteceu quando Arya a chamou para voltar à Winterfell?A loba lhe deu as costas e foi embora porque aquela a sua frente não era mais a Arya Stark do começo e Winterfell não era mais o seu lar. Para isso a personagem Arya diz: Não é você.

De certa forma e assim como Bran, Arya não é mais Arya Stark e novamente como Bran, talvez seu destino não seja o de permanecer em Winterfell. Talvez depois de tudo, Arya aceite seu papel como uma assassina e retorne por conta própria para a casa de Preto e Branco, em Bravos, para se juntar mais uma vez aos Homens sem rostos e seguir com o seu destino.

Então sabe aquele sentimento acolhedor que assistimos em Winterfell no primeiro episódio da primeira temporada?Não veremos mais isso. Todas as crianças Starks foram transformadas ao longo da jornada. Na oitava temporada, Winterfell mais do que nunca será um local de reunião e separação para esses personagens.

Sabemos que o primeiro episódio da oitava temporada será um grande momento de reunião entre vários personagens da série, sendo o encontro mais aguardado o de Arya e Jon. Pela primeira vez, desde a primeira temporada, veremos todos os Starks sobreviventes reunidos em Winterfell. A partir do terceiro episódio no entanto, deverá ocorrer o ataque ao castelo pelos Whites Walkers e sua subsequente destruição.

Acredito que o castelo será novamente reconstruído e que Sansa desempenhará um grande papel para Winterfell e para todo o Norte em si. Porém ao final da temporada, é possível que vejamos novas despedidas entre as crianças Stark, tal como foi na primeira temporada. É possível que Arya retorne a Bravos e que Jon encontre seu lugar ao lado de Daenerys ou mesmo venha a morrer. Vale lembrar que Jon foi legitimado como um Targaryen, o que de certa forma tira dele o direito ao Norte e a Winterfell, deixando esse direito para Sansa. Seu direito ao Norte e a Winterfell vem de sua herança ao Trono de Ferro e não de seu nome Stark. Da mesma forma, com os selvagens lutando ao lado do reino, a destruição da muralha e muito provavelmente o fim da ameaça representada pelos Whites Walker, será desnecessário a permanência da Patrulha da Noite que deverá finalmente chegar ao fim, de modo que Jon não poderia assumir uma função de guardião caso algo voltasse a dar errado. Sobre essas condições, exergo dois caminhos plausíveis para Jon ao final dos jogos: ou ele morre ou assume parte do que ele nasceu para ser.

Quanto a Bran, se por um lado é possível que ele permaneça em Winterfell, por outro é possível que ele poderá viajar para outro lugar, já que ele próprio não mais se considera Bran Stark de modo que assim como Arya, Winterfell não teria mais espaço para ele.  Provavelmente Sansa será a única Stark sobrevivente em Winterfell e a responsável por manter vivo tanto o nome quanto o legado da família.

A RODA E O TRONO DE FERRO

Umas das coisas que temos ouvindo de Daenerys desde a quinta temporada é que ela quer quebrar a roda que faz com que o sistema político de Westero se reproduza. Sabemos que tal sistema foi criado pelo ancestral de Daenerys, Aegon, o Conquistador, que forjou o Trono Ferro e uniu a ele o destino dos Sete Reinos.

Sempre me perguntei se quebrar a roda desse sistema não significava fazer o Trono de Ferro desaparecer. Seria de certa forma até poético, dado os inúmeros paralelos que Daenerys compartilha com Aegon e que ela é a última de uma linha de sucessão que ele começou. Porém, aparentemente esta não é exatamente a intenção de Daenerys, já que ela de forma declarada aspira em ser rainha dos Sete Reinos e “quebrar a roda” como tantas outras coisas no roteiro é uma coisa pra lá de ambígua. Porém deixe-me dizer o que eu acho que irá acontecer com o Trono de Ferro.

Acho que a primeira coisa é que teremos uma grande tragédia acontecendo em Porto Real conforme eu já expliquei e isso pode acarretar a destruição da Fortaleza Vermelha, local aonde fica o Trono de Ferro. Tanto a Fortaleza Vermelha quanto o Trono de Ferro foram por quase trezentos anos os principais símbolos do poder da Casa Targaryen, ficando atrás apenas dos próprios dragões.

A Fortaleza Vermelha como sabemos, se chama assim porque custou a vida de muitos daqueles que trabalharam para construí-la. Em algumas fotos retirada do cenário de Porto Real construído em Belfast, na Irlanda do Norte, é possível ver uma maquete da Fortaleza Vermelha sendo pintada de branca, você pode conferir aqui. Isso suscitou algumas teorias pois o apagamento desse grande legado Targaryen, pode significar que de alguma forma o Trono de Ferro deixaria de existir.

Na verdade, não sei se veremos o desaparecimento do Trono de Ferro e algo como cidades ou reinos independentes surgindo em Westeros. Atualmente o continente não tem estrutura para isso e todos os Sete Reinos precisarão de pessoas que trabalhem juntas para protegê-lo e reconstruí-lo. O que eu acho que pode acontecer é a realização de um grande conselho para determinar qual a melhor forma de administrar um reino que será deixado aos frangalhos após a Longa Noite e a Guerra pelo Trono.

Acho que quebrar a roda para Daenerys, significa reconstruir Westeros a maneira dela, porém, as coisas estão mudando pelo caminho. Então quebrar a roda, pode significar ao final não o desaparecimento do Trono de Ferro em si, mas do direito de sucessão hereditária. Basta pensar: toda a treta entre as grandes casas em Westeros começou devido ao direito de sucessão hereditária. Isso basicamente foi o cerne da Guerra dos Cinco Reis. Ned Stark descobriu que os filhos de Cersei não eram de Robert e os desdobramentos disso custou a vida de Robert e a do próprio Ned Stark e o reino sangrou. Por outro lado, Daenerys e Viserys acreditavam em seu direito hereditário ao Trono de Ferro e isso marca toda a trajetória de Daenerys de Essos a Westeros.

Na sétima temporada, vimos Tyrion sugerido a Daenerys forma alternativas de sucessão. Tanto na Patrulha da Noite, quanto nas Ilhas de Ferro, o líder é escolhido por votos. Talvez estejamos bem perto de vermos o mesmo acontecendo com todo Westeros, mesmo se Daenerys tiver um filho com Jon Snow.

Na verdade, Jon e Daenerys são os personagens mais capacitados a empreenderem esse tipo de transição política em Westeros, simplesmente porque os dois personagens são visionários e de certa forma rompem com um comportamento mais tradicional comum a política westerosi. Um exemplo disso é quando Jon poupa as vidas dos herdeiros das Casas do Norte que lutaram contra os Starks durante A Batalha dos Bastardos. Ele faz isso contra o que Sansa (que representa uma política mais tradicional) e todos os senhores presentes esperavam. Jon ainda foi Senhor Comandante da Patrulha da Noite, sendo escolhido exatamente através de uma eleição. Ele já tem a experiência.

É possível que vejamos também uma coroação de Jon ou Daenerys, que podem ser os últimos monarcas do continente.

BOLÃO DO BLOG: POSSÍVEIS MORTES

  • Jaime Lannister (spoilers dizem que morrerá no quarto episódio, nos braços de Brienne e Brienne ficará livre para Tourmond, o Terror dos Gigantes. Meu ship tá vivo <3)
  • Sor Jorah Mormont (Se sacrificará ou para salvar Daenerys ou Lyanna Mormont)
  • Melisandre (morrerá lutando contra o Rei da Noite)
  • Tyrion Lannister (já explicado)
  • Cersei Lannister (Arya é uma grande candidata)
  • Verme Cinzento (Morrerá em Batalha, talvez para salvar Missandei)
  • Theon Greyjoy (Morrerá lutando para salvar Yara)
  • Euron Greyjoy (Talvez Theon o mate ou Daenerys com fogo de dragão)
  • Qyburn (Juro que acho que Qyburn sai dessa de pé)
  • Grandes senhores do Norte (Mandeley, Howland Reed) (em batalha contra os caminhantes)
  • Nestor Royce (em batalha contra os caminhantes)
  • Beric Dondarrian (Morre com certeza)
  • Sandor Clegane (Morre com certeza)
  • Montanha (Talvez lutando com seu irmão Sandor ou queimado no incêndio em Porto Real)
  • Varys (queimado por Daenerys, talvez, tudo o que sabemos de Varys é que ele morre com certeza)
  • Podrick (Infelizmente acho que sim)
  • Bron (por favor)

GEORGE MARTIN?

Uma das grandes expectativas dos fãs era saber se veríamos George Martin fazendo uma ponta na oitava temporada. Isso porque segundo uma das teorias mais populares do fandom é a de que Samwell Tarly estaria escrevendo “As Crônicas de Gelo e Fogo” e que no final veríamos um Sam envelhecido, interpretado por George Martin, porém em entrevista recente a Entertainment Weekly, o autor revelou que recusou participar da oitava temporada, alegando que não teria como cumprir direito os seus compromissos ( escrever Wind of Winter por exemplo) se parasse para fazer gravações na Irlanda do Norte.

Então, talvez veremos um Sam envelhecido terminando uma grande história, porém não interpretado por George RR Martin.

FINAL DISNEY?

Sempre quis perguntar a um fã de GOT o que ele entende exatamente como um final Disney, embora eu saiba qual será a resposta imediata: não existe final feliz em GOT. Bem, o próprio George Martin já revelou que o final de seus livros, no qual a série se inspira, será “agridoce”. Um final agridoce não é triste, porém também não é exatamente feliz. Só pensar no final de O Senhor dos Anéis.

E apesar da série televisão atualmente andar com suas próprias pernas, Benioff e Weiss sabem como cada um personagem deverá terminar, pois há uns anos atrás eles se reuniram com Martin para saber os rumos que as coisas deveriam tomar e assim seguir por conta própria. Então talvez uma dose do agridoce que Martin prometeu aos seus leitores, esteja presente ao final da oitava temporada.

Sabemos por exemplo que um grande personagem, Tyrion Lannister, poderá ter um fim bastante trágico. Da mesma forma, veremos talvez o final daquela casa que amamos odiar: os Lannisters. Veremos novas despedidas melancólicas entre os personagens. Depois de tudo, a Casa Stark nunca mais será a mesma e depois de todas as provações que vimos seus integrantes passando, será agridoce saber que eles ficarão vivos, porém não juntos.

Se sua ideia de final Disney é uma união até o fim dos dias entre Jon e Dany, saiba que você está deixando escapar tudo o que assistiu sobre esses dois até aqui, simplesmente porque não quer ver esses dois personagens que já sofreram tanto, finalmente encontrando alguém para amar e confiar. Jon cresceu como um bastardo comendo o pão que o diabo amassou. Dany cresceu num mundo que já não tinha mais lugar para ela. Foi vendida, traída, perdeu um filho, foi estuprada pela série, cresceu sem um lar, sem uma família e sem tem em quem confiar. Não é como se Jon e Daenerys estivessem se enganando num conto romântico, os dois possuem bagagens pesadas, já viveram o melhor e o pior do amor em experiencias que terminaram de maneira trágica. Dizemos que Game of Thrones é realista, que parece com a vida real: então me diga se você no lugar desses personagens gostaria de morrer sozinho depois de toda a aprovação que passou na vida.

Acho que tudo dependerá da forma com que as coisas serão tratadas. Será agridoce se o Jon viver sem o Ghost, se a Dany viver sem os dragões. Se a magia desaparecer juntamente com o Rei da Noite. Será triste se o Trono for destruído, Porto Real queimada, se milhares de pessoas forem mortas, se Dany chegar ao final e a sensação do Trono não for aquilo que ela esperava. Em O Senhor dos Anéis, Sauron é destruído, porém Frodo falha em sua missão e as feridas de sua jornada faz com que ele não mais se encaixe no Condado. Ao final, ele vai embora para as Terras Imortais.

Então não. GOT não terá um final Disney. Veremos os personagens ganhando coisas e sacrificando coisas. Veremos personagens marcados como nunca pela jornada que os levaram até aquele momento e essas marcas definirão o desfecho de cada um deles. Nada de bailes ou felizes para sempre.

A oitava temporada de Game of Thrones estreia em 14 de abril de 2019.

Anúncios

3 pensamentos sobre “[Análise] O que esperar da oitava temporada de Game of Thrones?

  1. Olá Luciana, amei sua análise. Adorei seu final disney aproposito hahahahah. Também não entendo o complexo das pessoas com “isso é Game of Thrones então fulaninho tem que morrer”. Também acho que existe uma grande possibilidade de Jon e Dany viverem. Também acho que chegou a hora de Jon fazer escolhas difíceis e fazer sacrifícios. Realmente não dá pra ficar argumentando que ele não terá o trono porque não combina com o Sul. Ele precisará fazer uma escolha, ele terá mais utilidade no Sul do que no Norte depois da guerra. E super justo ele lutar pela Dany na briga pelo trono. Acho que Dany precisa se conectar a alguém e a um lugar, isso está faltando a personagem então acho que Jon é um bom caminho para essa personagem criar raízes e ter uma família, algo que realmente ela sempre quis. Pena que a série nunca falou da casa de porta vermelha né. E seria muito foda vê-la lutando grávida montada num dragão. Vida contra a morte literalmente. fiquei até arrepiada!

    Gostar

  2. Pingback: [Análise] Oitava temporada de Game of Thrones: algumas previsões | No Meu Mundo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s