[Crítica] Hereditário – Um novo ponto de vista

Considerado o melhor filme de terror de 2018, ‘Hereditário’ marca a estreia do novato Ari Aster na direção.

Logo de cara somos apresentados a belos movimentos de câmera, algo que Ari realmente me impressionou. Seu controle dentro do filme é absoluto, e não deixa a desejar em nenhum momento. Entre planos mais lentos, e o pouco som ambiente, Ari finge e promete seguir moldes clássicos do terror, o famoso “jump scare”, onde temos sustos rápidos, mas que no geral não te tira muito mais do que um movimento rápido no sofá, ou na poltrona do cinema. O que Ari apresenta é muito mais parecido com o filme ‘A Bruxa’, um filme barato, aparentemente parado, mas seu terror é muito mais psicológico e profundo do que prevíamos.

O filme apresente um família totalmente disfuncional, que apos a morte de uma ente querida, passa pelos piores momentos possíveis. Toni Collette apresenta uma atuação digna de grandes prêmios, se será indicada, aí só podemos contar com o bom senso, e torcer para que esses grandes prêmios percam um pouco de seu preconceito com filmes de terror, mas que ela merece, ela merece e muito. Todo o elenco foi muito bem escolhido, e não temos nenhuma cena desperdiçada por eles.

Durante todo o filme, Ari trabalha muito bem com a quebra de expectativa, deixando o espectador sempre ansioso e perdido com o desenrolar da trama. Todas as pistas estão na tela, e para um espectador corriqueiro, talvez elas possam fugir, mas para os que prestam mais atenção, não tem problema. Mas mesmo no final Ari explica muito bem tudo o que está acontecendo. Em meio a essas cenas, o filme pode até ter um tom parado em relação a outros filmes de terror, como eu disse, o medo não está em cenas feias, excesso de sangue, ou monstros, Ari consegue inovar em um gênero já muito cansado de seus clichês, e isso também aparece quase como um humor, uma crítica a todos esses filmes.

Todo o drama em volta da família é muito bem construído, chegando ao seu ápice na cena do jantar. Ari construiu o psicológico de seus personagens com perfeição, e seu elenco entregou tudo o que era necessário para se manter um filme de duas horas, algo raro para um filme de terror, que geralmente fecha em uma hora e meia.

É difícil explicar ‘Hereditário’ sem dar spoilers, e sem estragar a experiencia do espectador, e por isso eu julgo de extrema importância procurar assistir o filme, e depois procurar mais sobre ele na internet, principalmente se você não entendeu algo.

‘Hereditário’ é uma bela surpresa no cinema de 2018, e sem duvida uma ótima promessa para Ari que já está se preparando para seu próximo filme. O filme não deixa a desejar em nada do que promete, agora, se realmente será um clássico do terror, apenas o tempo irá dizer.

Nota: 9.0/10

Veja o nosso outro ponto de vista desse filme aqui


Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s