Morre Stan Lee

Hoje é um dia muito triste para os fãs de quadrinhos, principalmente os fãs da Marvel, pois morre o grande nome por trás de X-Men, Os Vingadores, Quarteto Fantástico…

Apesar de algumas acusações que existem em seu nome, não podemos deixar de lamentar pela sua perda que com certeza será muito sentida nas aventuras dos nossos heróis favoritos, afinal Stan Lee era um maravilhoso Easter Egg em todos os filmes da Marvel no qual os fãs esperavam ansiosamente para descobrir onde seria a sua aparição.

Stan chegou a ser levado para o hospital mas chegou lá sem vida, a causa de sua morte ainda não foi divulgada.

Um pouco sobre Stan Lee

(ATENÇÃO, O CONTEÚDO ABAIXO FOI RETIRADO DO SITE JOVEM NERD)

Stanley Martin Lieber nasceu em Nova York no dia 22 de dezembro de 1922. Filho de imigrantes judeus da Romênia, Lee cresceu sonhando em escrever “O Grande Romance Americano”, denominação que se dá para os clássicos imortais da literatura dos EUA. Na adolescência, trabalhou escrevendo obituários para uma agência de notícias da cidade e releases de imprensa para o Centro Nacional da Tuberculose.

Sua carreira nos quadrinhos começou em 1939, quando ele conseguiu um emprego como assistente de escritório na Timely Comics, editora que publicava HQs e histórias pulp. Na época, suas funções eram banais: ele tinha de repor vidros de nanquim para os artistas e apagar esboços de páginas finalizadas. Em 1941, veio a primeira oportunidade de Lee escrever algo para um quadrinho: o texto de abertura de Capitão América #3.

Martin Goodman, editor da Timely na época, ficou fascinado com as habilidades de Lee e deu a ele a chance de escrever o roteiro de uma HQ que seria lançada em caso de um buraco no cronograma da editora. E então surgiu Headline Hunter, o Correspondente Internacional. Nos anos seguintes, Stan precisou se afastar da Timely por conta da Segunda Guerra Mundial — ele voltaria a trabalhar na empresa somente no final dos anos 50.

Em 1960, a DC estava liderando as vendas de quadrinhos com o Flash e a Liga da Justiça. Goodman então pediu para que Stan criasse um grupo de super-heróis ao lado de Jack Kirby. Os dois conceberam o Quarteto Fantástico em 1961, que logo passou a ser um sucesso de vendas, recebendo diversos elogios do público. Nesse mesmo ano, a Timely passou por um processo de reformulação de marcas e foi rebatizada com o nome que todos conhecemos: Marvel Comics.

Nos anos seguintes, Lee criou diversos personagens que se tornaram peças fundamentais da cultura pop: o Homem-Aranha, o Hulk, os Vingadores, o Homem de Ferro, Thor e os X-Men. Além de revolucionar a indústria criativamente, Stan mudou a forma como o público encarava os quadrinhos, criando um senso de comunidade entre os fãs e interagindo diretamente com eles através da coluna Stan’s Soapbox.

Stan deixa dois filhos que teve ao lado de Joan Lee, que morreu em 2017.


Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s