[Crítica] Han Solo: Uma História Star Wars

Em dificuldade financeira, o piloto Han Solo (Alden Ehrenreich) e sua namorada Qi’ra (Emilia Clarke) buscam algum trabalho. Eles conseguem pôr as mãos em uma substância valiosa, mas perigosa, que acaba levando à perseguição do Império e à separação entre os dois. Preocupado, Han usa toda a sua esperteza para se infiltrar num plano arriscado, mas que pode render a oportunidade de voltar à terra natal e reencontrar a sua amada. Caso ele falhe, vai ter que prestar contas ao perigoso Dryden Vos (Paul Bettany). No caminho, o piloto encontra parceiros importantes, como Chewbacca (Joonas Suotamo) e Lando Calrissian (Donald Glover), o proprietário original da Millennium Falcon.

‘Han Solo: Uma História Star Wars’ é o segundo spin-off da saga de maior sucesso da historia do cinema, e por mais que não consiga entregar um filme excelente, ainda consegue trazer relevância para o mundo de Star Wars.

Com direção de Ron Howard, o filme expande ainda mais o universo de Star Wars, mostrando novas criaturas, novos planetas, e claro, trazendo de volta e fazendo zilhões de referencias aos clássicos, mas assim como ‘Rogue One’, também aproveita de todo o mundo canônico de Star Wars, usando muitos desses elementos como base para o futuro da saga no cinema. Ron que tem alguns grandes filmes no passado, não conseguiu tirar da estoria os seus melhores momentos, uma ou outra cena de ação bem feita, mas no geral muito rápida para que se pudesse ter um aproveitamento melhor, planos de câmera preguiçosos, e muita falta de criatividade na hora de dirigir, e principalmente na hora de procurar algo novo para a saga.

O roteiro não apresenta grandes plots, ou aquela revelação super chocante, com a exceção do final do filme, todo o resto era de se esperar. Mas embora o filme não tenha um roteiro extraordinário, ele acerta muito bem na hora da aventura, conseguindo manter um bom equilíbrio do inicio até o final do filme, sem parecer que estava enchendo linguiça. Na verdade, nesse quesito, ‘Han Solo’ é o filme mais certinho dentro de toda a saga, não espera ser gigante, conta uma estoria direta e sem ródeos, e embora acabe deixando aquele famoso gostinho de “esperava mais”, o filme termina de uma forma agradável, mesmo que o gancho para um próximo filme seja questionável, ao meu ver o final é coerente com o que a trama prometia.

O filme conta com mais de duas horas de duração, e acaba deixando de fora momentos que seriam muito bem vindos dentro do cinema, como mais detalhes do passado de Han, seu dia a dia no Império, e o que resultou em sua expulsão, e o momento exato em que ele se viu mais como um herói do que vilão, já que o roteiro tenta entregar isso em momentos diferentes, mas que não colaram muito bem. A forma como ele ganhou o seu nome foi totalmente desnecessário para o personagem, e toda a saga, mas seu encontro com Chewbacca foi interessante, assim como o fato de Han ter herdado muito de seu ex-mestre Tobias.

Todo o visual do filme é muito caprichado, o figurino, os personagens, e todo o visual criado em CGI. O elenco também foi bem escolhido, e eu admito ter tido muita duvida em relação ao Alden interpretando Han, e muita certeza sobre Donald Glover interpretando Lando, mas na realidade foi bem diferente, Alden conseguiu entregar um bom Han Solo, enquanto o Lando de Glover ficou apático, fraco, e mal escrito, sendo que Donald entregou uma versão do personagem criado para comedia e o alivio cômico do filme, algo que nunca existiu no passado. Mas até nossa Rainha, mãe dos dragões, a fofa da Emilia Clarke conseguiu entregar uma boa personagem, e sua cenas com Alden são muito bem aproveitadas, e ainda deixo aqui a boa participação de Woody Harrelson e Paul Bettany no filme.

‘Han Solo’ é uma aventura esquecível, não deixa grandes momentos na lembrança, mas cumpre o seu papel na hora de divertir e adentrar em novos rumos para essa saga tão ampla como Star Wars.

Nota: 7.0/10


Anúncios

Um pensamento sobre “[Crítica] Han Solo: Uma História Star Wars

  1. este filme é um excelente filme. Para algumas pessoas mas para outras talvez perdeu o rumo e não gostaram do resultado. Como os outros filmes de star wars foram muito melhores tentaram fazer alguma continuação já que muitos fãs insistem por ela.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s