Livros que treinam o cérebro para superação

Manter o cérebro ativo é tão importante para a saúde mental quanto movimentar-se é fundamental para a saúde física. O cérebro humano é a ferramenta mais poderosa que possuímos. Mas será que você está treinando e usando todo o potencial dele?

Livros que treinam o cérebro

Fonte: Pixabay

Além de proporcionar entretenimento e conhecimento, bons livros podem ser também verdadeiros diamantes para o cérebro. Alguns clássicos da literatura ajudam a aumentar as habilidades de escrita, a compreensão de textos, desenvolver a fala e o senso crítico, ter novas ideias, entre muitas outras vantagens. Há ainda os livros que vão além e nos fazem “pensar fora da caixa”, ensinando-nos novas habilidades e ajudando a desenvolver o raciocínio.

O livro “The Sherlock Holmes Puzzle Collection”, por exemplo, é uma espécie de quebra-cabeça como o próprio nome já diz, e do começo ao fim induz ao raciocínio lógico, com charadas e enigmas para serem descobertos. O autor John Watson apresenta 150 projetos para testar os poderes de percepção, lógica e dedução.

Há também livros de autoria de grandes nomes do esporte que trazem muito aprendizado e treinam o cérebro para ficar mais esperto e rápido, melhorando as habilidades de memorização. Pesquisas mostram que jogar xadrez, por exemplo, traz diversos benefícios: desenvolve o raciocínio matemático e o pensamento crítico, além de melhorar a imaginação, a criatividade e a comunicação.

O campeão enxadrista Rubens Filguth mostra na obra “A Importância do Xadrez” os benefícios decorrentes de sua prática – tanto para o desenvolvimento intelectual como para aptidões interpessoais. Filguth é o autor ainda de “Xadrez de A a Z” e “Mequinho, o perfil de um gênio”, livros que também ajudam a estimular o desenvolvimento do cérebro.

Xadrez

Fonte: Pixabay

Assim como xadrez, o poker requer diversas estratégias e habilidades, como objetividade, gestão do estresse e avaliação rápida de uma situação de risco. É uma modalidade de inteligência que exige estudo e treino, por isso sua prática trabalha muito a mente. No livro “Psicologia do Poker”, Alan Schoonmaker dá ênfase aos fatores psicológicos que afetam a sua habilidade e a de seu oponente de jogar de forma correta. Na obra, Schoonmaker indica os benefícios de se trabalhar em cooperação com a sua intuição/lógica e permiti-lo avaliar não apenas as suas, mas também as qualidades e pontos fracos dos adversários.

Pôker

Fonte: Flickr

Já o neozelandês Lee Nelson, no livro eletrônico “Vamos Jogar Poker”, dá dicas de como melhorar as habilidades no esporte e se tornar um vencedor nas mesas. Lembrando que não basta conhecer as regras ou a forma de jogar, é preciso definir estratégias e manter um autocontrole muito grande, uma vez que o poker treina o cérebro através da criação de contingências que exigem concentração e disciplina, além de lógica e planejamento.

Estimular a criatividade é outra forma de exercitar o cérebro. Recomendado pelo próprio Mark Zuckerberg, o criador do Facebook, o livro “Criatividade S.A.”, de Ed Catmull, conta a trajetória de sucesso do mais lucrativo estúdio de animação da atualidade, a Pixar. Dos encontros da equipe às sessões de brainstorm, o autor mostra como se constrói uma cultura de criatividade.

Independente de seu apreço ou não por literatura, o mais importante e fundamental é dedicar um tempinho às atividades desafiadoras e variadas que mantém o cérebro estimulado e em constante renovação.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s