Game of Thrones: Temporada 7

A sétima temporada de Game of Thrones chegou ao fim, e agora uma das series mais aclamadas da historia da televisão, caminha rumo ao seu último ano.

Com a chegada do inverno, o exército dos mortos caminha em direção a Winterfell, colocando em risco todo o Norte, e claro, a muralha. Mas a queda do Norte representa muito mais do que o fim da casa Stark e seus nortenhos, mas o começo do fim da batalha entre os vivos e os mortos, e com essa premissa Jon Snow volta sua atenção para uma batalha que não é apenas dele, mas de todos que ainda estão vivos. Com isso, Daenerys Targaryen acaba conhecendo o Rei do Norte, e novas uniões começam a aparecer na série.

Por um lado, temos a demonstração de força de Daenerys e seu exército, ao lado de seus filhos, os fofos Drogon, Viserion e Rhaegal, enquanto do outro lado temos os Lannisters matando muitos de seus inimigos antigos e enfim conseguindo sua vingança. Vale lembrar que Cersei Lannister melhorou e muito a situação econômica de seu reinado.

Game of Thrones voltou com um padrão de qualidade técnico que, atualmente, apenas a HBO consegue entregar para a televisão. Os efeitos, o visual, as batalhas, figurino, os dragões, os mortos, tudo de altíssima qualidade. Uma qualidade que você não encontra em outras séries, e muitas vezes, falta até mesmo dentro do cinema, mas GOT já está estabelecida como um marco para a televisão.

Nessa temporada, com o número reduzido de episódios, tivemos o fato de que muitas coisas aconteceram de forma rápida, que fez com que muitos fãs se queixassem de viagens super sônicas ou até corvos voando na velocidade de aviões. Bom, fica claro em alguns momentos que a passagem do tempo está ocorrendo de forma correta, a própria Sansa Stark mesmo disse, quase que imediatamente quando Jon Snow saiu de Winterfell  para o público, Sansa mesmo disse “Não tenho notícias de Jon Snow faz dias”, ou seja, passagem de tempo. Não para o público, mas para os personagens, sim. Mas isso dá para relevar, contudo, a série pisou na bola quando o assunto foi roteiro. No episódio 6, tivemos uma correria tão grande no roteiro, que o resultado poderia ter sido catastrófico. Não, não tinha como o corvo chegar até Daenerys a tempo de um pedido de socorro, também não tinha como ela chegar até o grupo com seus três dragões, pelo simples fato que todos estavam perdidos a quilômetros da muralha! Isso realmente não existe, todos estariam mortos de fome e congelados, isso se Jon Snow já não tivesse do lado dos White Walkers como um zumbi. A corrente puxando o dragão? Outro erro de roteiro. Mas ainda nesse episódio, a pior parte foi trazer o tio Ben para se sacrificar por Jon Snow, isso na minha opinião foi preguiça na hora de escrever, preguiça de procurar por novas opções. Mas eu entendo as limitações em termos de dinheiro, entendo a pressa, mas isso não é desculpa para deixar de lado uma boa reunião para discutir os caminhos da série. Infelizmente isso custou um bom episódio, poderia ter sido épico, o melhor episódio da vida, mas acabou sendo um bom episódio, e nada mais.

Em vários momentos a série também pecou no desenvolvimento de seus personagens, muitas vezes esquecendo traços importantes da personalidade de cada um, implementando outras totalmente novas, e transformando algumas relações em algo bem complicado de se assistir. Esperamos por todos esses encontros por muito tempo, logo, esperávamos mais da melhor série da atualidade, a série que eu sempre usei como exemplo de boa historia e bons personagens. Então de certa forma, é normal um pouco de decepção quando as coisas ficam um pouco fora de tom.

Mas por outro lado, tivemos boas cenas de batalhas, e mesmo com certos erros, ainda foi gratificante ver tantos personagens juntos. Mas por mais que essa temporada tenha tido várias batalhas, eu senti um pouco a falta de uma direção mais precisa em alguns momentos, por exemplo, a sequencia do exército de Daenerys acabando com a tropa Lannister, forçando Bron a salvar a vida de Jaime, foi realmente um dos pontos fortes dessa temporada, mas, mesmo assim eu fiquei com um gosto de quero mais. Eu sei, dinheiro, tempo, tudo isso pesa para HBO, mas eu senti falta da qualidade de direção do episódio ‘A Batalha dos Bastardos’, e por mais que essa temporada tenha tido várias batalhas, nenhuma foi tão espetacular como o embate entre Jon Snow e Ramsey Bolton.

Mas é inegável, toda a movimentação dessa temporada, a relação de Jon e Daenerys, o verdadeiro nome de Jon Snow, os mortos chegando, e várias alianças improváveis acontecendo tornam sua próxima e última temporada ainda mais esperada do que nunca.

A sétima temporada me pareceu um amontoado de boas oportunidades jogadas fora, nenhuma surpresa (tirando o dragão). Eu sinceramente não achei a temporada tão ruim como algumas pessoas estão falando, sim, poderia ter sido infinitamente melhor, mas foi na medida certa de uma boa temporada. Infelizmente, nós fãs que nos acostumamos com um padrão de qualidade elevado demais, que esperamos ser correspondida em sua última temporada de forma épica, mas após seu fim, dificilmente veremos essa qualidade de novo na televisão, talvez por isso essa sétima temporada tenha sido um balde de água fria em tantas pessoas…

Ah! Mas tivemos Ed Sheeran cantando no primeiro episódio, já posso dar uma nota alta apenas por isso (brincadeira).

NOTA: 8.5/10 (Ótimo)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s