Diário de Bordo #5 – Malta tem cassino!

Havia chegado o dia, ir para o intercambio… que nervoso! Eu escolhi malta por querer conhecer o país durante a viagem, coisa que tecnicamente não fiz… Eu foquei nos estudos e acabei ficando em casa muitas vezes, entretanto consegui voltar com algumas dicas bem legais sobre bares e até mesmo sobre escolas. Eu fiz a EC malta, mas existem outras por lá, uma delas tem até piscina!

Primeira Dica: quer voar barato: Ryanair. Uma empresa que tem voos super baratos para quase toda a Europa. 

Até ai tudo bem, mas agora vem as complicações da dica: A rayanair não aceita mala despachada, você paga por ela. É bem pouco, mas paga. Além disso, por serem voos baratos e curtos, o conforto é quase nulo. Ou seja, se eles pudessem, eles colocariam você em pé. E tudo dentro do avião é pago, na hora. Ou seja, leve dinheiro para o avião se você for voar de rayanair.

Sobre o aeroporto em Milão, Bergamo não é Milão, por mais que digam que o aeroporto é perto de Milão, não é na cidade. Bergamo é uma cidade próxima a Milão, cerca de 40 minutos de ônibus. E existem ônibus que saem da estação central de Milão e vão para Bergamo, quando eu peguei custavam 5 euros.

Mas então estava eu pisando em Malta, dia 7 de janeiro de 2017. Eu estava nervosa e sozinha, sem falar muito inglês, afinal eu estava indo estudar não é? Então, vamos voltar a inicio do plano dessa viagem, exatamente fevereiro de 2016. Eu queria ir a Las Vegas, apenas gastar dinheiro. Então um amigo me indicou fazer um intercambio, pesquisei sobre. Procurei agencia e cai na Word Study, que me trataram muito bem e em breve falarei sobre eles.

A imagem pode conter: 1 pessoa

Mas voltando… Assim que chego em Malta, ainda pegando as malas, adivinhem só? Tinha cassino em Malta! Ou seja, sem querer, pois eu não sabia do cassino, eu tive uma pequena vegas comigo. Entretanto, adivinha quem esqueceu de ir ao cassino? Isso mesmo. Eu!

Cheguei no aeroporto e a menina da escola não estava a vista, eu gelei. Pronto, o telefone que não estava funcionando direito e ainda não vi a menina que deveria estar me esperando… eu estava mega nervosa. Até que em um cantinho do aeroporto, estava ela, com a placa na mão e nessa placa tinha meu lindo nome.

Então veio a pessoa que eu mais queria, o transfer (carro que me leva do aeroporto para casa), e nossa que carro, um pegeot 408 lindo, pena que eu não tirei foto! Mas então fomos, primeira surpresa, a mão é a mão inglesa! Para quem não sabe a mão inglesa é quando o carro tem o volante na direita, e não na esquerda como é o nosso. Eu havia esquecido que Malta foi colonia da Inglaterra, e por sinal eles se orgulham disso, até demais. Por isso você ainda vê as cabines telefônicas iguais a de Londres, a direção é na direita, eles são extremamente pontuais, enfim essas coisas.

Meu motorista me elogiou, disse que meu inglês era bom, e depois ainda se perdeu, me rendendo uma boa história para contar para o blog. Minha casa não tinha numeração, então a gente simplesmente pirou! Pois não sabíamos onde ficar, então ele ligou para minha família e descobriu onde era através de um barco que tinha na garagem aberta da casa. Adivinha só? A mãe não estava, estava na igreja, o pai foi quem me recebeu, e ele até hoje me assusta.

Mas cheguei e descobri que o quarto seria somente para mim, fiquei chateada com isso! Queria mais. E depois a mãe chegou e me ofereceu o jantar. que por sinal é completamente diferente do que você possa imaginar… conto mais no próximo diário de bordo!

Anúncios

Um pensamento sobre “Diário de Bordo #5 – Malta tem cassino!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s