[Resenha] As Brumas de Avalon (Saga Completa)

Resultado de imagem para as brumas de avalon

Neste enorme e emocionante romance, a lenda do rei Artur é contada pela primeira vez através das vidas, das visões e da percepção das mulheres que nela tiveram um papel central.
Igraine, Viviane, Guinevere, Morgana. Elas revelam, com as suas vidas e sentimentos, a lenda de Artur, como se fosse nova de, ao mesmo tempo, levam o leitor a integrar-se na história, de maneira natural e profunda.
Assim, esta obra proporciona uma narrativa soberba de uma lenda, e a recriação dessa lenda, bem como a brilhante contribuição para a literatura do ciclo arturiano

Na primeira parte do livro, somos introduzidos com um prólogo que mostra Morgana Le Fay e seus pontos de vista, mas, logo depois, a cena corta para Igraine, sua mãe, que vive em Tintagel com o marido, Gorlois, pai de Morgana. A vida de Igraine muda radicalmente quando a mesma conhece Uther Pendragon e se apaixona por ele. Mais tarde, tanto Igraine quanto Morgana serão grandes personagens importantes na vida do Rei Arthur. O mesmo vale para Viviane, irmã de Igraine, que é a Dama do Lago, Senhora de Avalon, e Morgause, a mais nova, que vai crescendo e adquirindo uma importância enorme.

O livro de Marion Zimmer Bradley é detalhista, nos mostrando toda uma visão feminina da época arturiana, trazendo também uma ambientação toda voltada para o ambiente céltico e cristão, havendo os contrastes entre o catolicismo e o paganismo. Mas também não perde o foco principal, tratando de temas como a Távola Redonda, Camelot, Excalibur e outros. A questão da religião é constantemente presente na história, sendo um dos principais focos. Normalmente, as tramas de Rei Arthur focam nele, na feitiçaria de Morgana e nas batalhas vivenciadas pelos Cavaleiros da Távola Redonda. As Brumas de Avalon foi bem diferente disso, focando mais no lado mitológico e emocional da coisa. Na relação entre os personagens e as importantes mulheres da época, mostrando suas características, suas qualidades, seus defeitos e as consequências de seus atos.

Morgana Le Fay é, normalmente, tratada como a grande vilã da história. Neste caso, não acredito que haja propriamente vilão, mas ela recebe o foco de personagem como principal, enquanto Guinevere/Gwenhyfar, esposa do Rei Arthur, assume o lado de uma pessoa viciada religiosa que faz de tudo para manter a sua crença acima das outras, persuadindo o marido, em diversos momentos, a fazer o que deseja.

O confronto entre Morgana e Guinevere dura quatro livros e tem um desfecho mais do que emocionante, de modo que nos sintamos dentro da atmosfera daquela Bretanha e absorvendo as energias propiciadas pela magia de Avalon. Mais tarde, entre o terceiro e o quarto volumes, há também o de Arthur e o jovem Mordred, conhecido nas mitologias mais populares, cujo final não será revelado aqui, hahaha.

Animados para conhecer o livro?

 

Anúncios

10 pensamentos sobre “[Resenha] As Brumas de Avalon (Saga Completa)

  1. Uau, Victor!
    E eu que pensava que o livro As Brumas de Avalon que tenho aqui em casa era único. Tenho de dar uma avaliada nele antes. Adoro aventuras capa e espada e que retratam a Era Medieval. Parabéns pela resenha.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s