[Resenha] A Garota no Gelo

Seus olhos estão arregalados… Seus lábios estão entreabertos… Seu corpo está congelado… Mas ela não é a única.

Quando um jovem rapaz encontra o corpo de uma mulher debaixo de uma grossa placa de gelo em um parque ao sul de Londres, a detetive Erika Foster é chamada para liderar a investigação de assassinato.

A vítima, uma jovem e bela socialite, parecia ter a vida perfeita. Mas quando Erika começa a cavar mais fundo, vai ligando os pontos entre esse crime e a morte de três prostitutas, todas encontradas estranguladas, com as mãos amarradas, em águas geladas nos arredores de Londres.

Que segredos obscuros a garota no gelo esconde? Quanto mais Erika está perto de descobrir a verdade, mais o assassino se aproxima dela.

Com a carreira pendurada por um fio depois da morte de seu marido em sua última investigação, Erika deve agora confrontar seus próprios demônios, bem como um assassino mais letal do que qualquer outro que já enfrentou antes.

A história acompanha detetive Erika Foster, uma policial que está retornando à ativa depois de uma licença por conta de acontecimentos trágicos em sua última missão. Ela recebe a missão de investigar o misterioso assassinato de Andrea Douglas-Brown, uma jovem bonita, rica, filha de um homem poderoso e influente.

Não se tem conhecimento de seu assassino, mas temos a certeza de que ela terá um trágico fim e é isso que ocorre. Andrea é encontrada morta, de baixo de um lago congelado na cidade de Londres. A Detetive Inspetora Chefe Erika Foster, que estava afastada desde a morte de seu marido, é chamada para assumir o caso. E ela é o tipo de profissional que vai buscar até encontrar a verdade, sem se importar com as pessoas influentes e poderosas pelas quais terá que enfrentar ao longo do caminho.

Um romance policial, que como sempre digo: tem sua receita de bolo.Gostei bastante do livro e de como se deu a narrativa intercalada do livro,trazendo um suspense além do comum. Porém o livro pegou carona num outro sucesso e pode frustrar alguns leitores.

No todo, aos fãs de suspense policial ele apresenta sim os aspectos que fazem a leitura fluir até o final quando solucionamos o crime, mas tem o defeito de todo suspense: soluções rápidas para seus problemas que acaba por ser repetitivo. Afinal queremos soluções mirabolantes e não um tropeço ou vacilo do assassino, mas vale a leitura, inclusive já quero ler o segundo livro que já está à venda.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s