[Resenha] O Livro dos Baltimore

O novo livro do autor de A Verdade sobre o caso Harry Quebert

Marcus Goldman teve uma juventude inesquecível em Baltimore, ao lado dos primos e dos tios, a parte bem-sucedida de sua família e que ele tanto admirava. Mas a felicidade aparente não condizia com a realidade e o dia do Drama marcou o destino fatídico e inesperado de todos aqueles que ele mais amava.

Oito anos depois, Marcus ainda tenta montar o quebra-cabeça do Drama, lidar com as consequências e entender o que aconteceu. Desencavando o passado, reacendendo paixões e desvendando mistérios, ele decide escrever o próximo romance sobre sua família, numa tentativa de se libertar de antigos ressentimentos e redimir aqueles que foram punidos pelos infortúnios da vida.
Rivalidade, traição, sucesso, paixão e inveja: abordando temas presentes na vida de todos nós, Joël Dicker constrói brilhantemente o retrato de uma juventude, destacando a força do destino e a fragilidade de nossas maiores conquistas.

O livro dos Baltimore traz como protagonista Marcus Goldman, um jovem autor que relembra sua juventude em Baltimore,com primos e tios. Sua família era dividida em: a parte bem sucedida que vivia em Baltimore e parte nem tão sucedida, os que viviam em Montclair. Para ele, os Goldman de Baltimore e os Goldman de Montclair. Marcus sempre admirou e desejou ser um Baltimore e com isso chega a ter certa obsessão com o “Drama”.

O Drama foi um acontecimento trágico que marcou a vida dele e de toda sua família. Após oito anos ele resolve voltar à Flórida,se dedicar a um novo romance e é quando um cachorro o faz reencontrar uma pessoa importante do passado. E este encontro o faz lembrar de sentimentos há muito não sentidas. Com este encontro Marcus vai relembrando tudo que viveu ao lado dos primos até o fatídico dia.

Aos poucos vamos descobrindo com Marcus que pequenos ressentimentos podem levar a caminhos sem volta e acabar com toda una família que era próspera e feliz. E ao fim Marcus pode entender que nem tudo que aparenta ser é.

Sou suspeita a falar, amo a escrita deste autor e como ele consegue criar histórias que marcam. Ele não escreve histórias felizes, nem histórias tristes. Ele escreve histórias que poderiam ser reais. Cria personagens que poderiam estar sentado ao seu lado no transporte público, vivendo seu drama e você nem perceberia.

Este é um livro difícil de falar sobre, ele é bom num nível que supera. Aparentemente,ao final do livro senti como se tivesse lido uma biografia, me peguei pensando sobre os personagens, sobre o Drama e os efeitos na vida das pessoas. Sei que provavelmente estou sendo repetitiva ao mencionar o Drama, mas acredite que apenas quero que fiquem tão curiosos quanto eu fiquei e que vão ler o livro.

Ler Joël Dicker é como encontrar um velho amigo, ele conta histórias incríveis e você acaba passando horas com ele sem nem sentir as horas passar e quando acaba, não vê a hora de voltar a encontrá-lo. Sempre com um drama cheio de suspense ele é capaz de captar seus leitores e presenteá-los com uma experiência excepcional.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s