A verdade por trás dos casos de Ed e Lorraine Warren – Parte 01

Como muitos devem saber o casal Warren existiu e foi responsável por desvendar muitas farsas e resolver diversos casos paranormais no decorrer de décadas. Pensando nisso, nós do No Meu Mundo resolvemos fazer uma rápida matéria falando um pouco sobre a vida deles e explicando como foram os casos que aparecem nos filmes Invocação do Mal 1 e 2 e Annabelle (Enfield, Amitivyille, Harrisville e Boneca Annabelle)

Durante 50 anos Ed e Lorraine Waren foram os maiores investigadores paranormais, chegando a trabalhar em mais de 10 mil casos, sejam eles em pesquisas ou incursões. Suas carreias começaram a ascender quando em 1952 fundaram o The New England Society For Psychic Research (A Sociedade Nova Inglaterra para a Pesquisa Psíquica) que tinha como meta inicialmente apenas investigar assombrações, porém com o passar dos anos perceberam com que o dom clarividente que Lorraine tinha desde pequena aliado ao conhecimento de Ed poderiam ajudar muitas pessoas a se livrar de espíritos e presenças demoníacas e também espíritos de luz a completarem sua passagem.

Diversos casos em que trabalharam eram explicados de forma racional, porém em sua maioria era necessário mais do que dados para soluciona-los. Dentre eles alguns se destacaram tanto que atraiu o olhar da grande mídia e originando assim alguns filmes.

Fizemos aqui uma lista contendo os cinco casos mais famosos, que serviram como base para alguns filmes de terror:

The Amityville Horror (Horror em Amityville, 1979)
The Amityville Horror (Horror em Amityville, 2005 – Remake) 

No dia 13 de novembro de 1974, Ronald DeFeo Jr., o irmão mais velho dentre os cinco filhos dos DFeo, matou toda a família utilizando uma espingarda calibre 12. Quando interrogado, ele alegou que o crime havia sido cometido por mafiosos, mas bem rápido a polícia descobriu que ele havia sido o assassino. Ele continua preso até hoje pelos seis homicídios.

Em 1975 George Lutz, Kathy Lutz e seus três filhos compraram a casa que havia sido palco daquele crime, mesmo tendo ciência disso. No dia em que se mudaram, o padre Ralph Pecoraro foi chamado para abençoar o local. Anos mais tarde ele disse ter ouvido uma voz lhe dizer “get out” (“saia”) enquanto fazia seu ritual.

Após 28 dias, a família fugiu e deixou todas as suas coisas para trás. Algumas áreas da casa eram muito geladas, a porcelana do banheiro ficou preta, uma das crianças, Daniel, teve uma das mãos esmagadas por uma janela que fechou bruscamente. A filha, Missy, conversava com uma amiga “imaginaria” chamada Jodie, que possuía a forma de um porco e algumas vezes de anjo. Os Warren só chegaram a investigar a casa depois da saída dos Lutz. Em sua investigação, tiraram a famosa foto que mostra o espírito de um garotinho olhando por uma porta. Lorraine disse que nesta casa habitava um espírito tão ruim e forte que posteriormente por diversas vezes tentou destruí-los.

The Haunted (A Casa das Almas Perdidas, 1991)

Em 1972 Jack e Janet Smurl mudaram-se para escapar das inundações e danos do furacão Agnes para um duplex que os pais de Jack tinham comprado. Com eles estavam suas duas filhas, Dawn e Heather e logo depois Janet deu à luz os gêmeos Shannon e Carin.

Um ano e meio depois diversas coisas inexplicáveis começaram a acontecer a filha mais velha começou a ver várias vezes pessoas “flutuando” em torno de seu quarto, todos começaram a sentir cheiros amargos e desagradáveis pela casa, um cão pastor alemão da família foi levantado contra as paredes e Janet foi puxada para fora da cama depois de transar com o marido.

Os Warren foram chamados para investigar e descobriram três espíritos menores e uma entidade demoníaca. Eles provocaram o demônio colocando fitas de música religiosa e orações e ele reagiu violentamente agitando um espelho, gavetas, cômodas, e dizendo “bastardo sujo, saia desta casa.” Água benta e a oração faziam parar as manifestações. Porém tudo continuava a piorar. Jack Smurl foi estuprado por um demônio, que descobriram ser um súcubo, que foi descrita por ele como uma mulher velha com corpo jovem e gengivas vermelhas, Janet foi abusada sexualmente por uma entidade, ao mesmo tempo em que ouvia sons de porco, o que é sinal de presença demoníaca.

Três exorcismos foram realizados em um curto período e trouxeram paz a casa, no entanto em Dezembro de 1986, depois de apenas 3 meses de paz, Jack viu um sinal em forma de tomada na parede e então os espancamentos começaram de novos cheiros de podre e a atividade Polstergeist violenta. Cansados daquilo tudo, os Smurl mudaram-se para outra cidade. A Igreja Católica realizou o quarto exorcismo em 1988, o que finalmente parecia ter trazido a paz à propriedade.

A Haunting in Connecticut (Evocando Espíritos, 2009)

Em 1986 Allen e Carmen Snedeker mudaram-se para a Casa Hallanan, em Southington, Connecticut com sua família que era composta por 4 filhos (3 meninos e 1 menina) e mais tarde se juntaram a eles 2 sobrinhas. Eles afirmaram não saber que a casa antes tinha sido a Funerária Hallanan, mas os vizinhos insistem que isso tinha sido relatado para eles pelos antigos donos. A família logo descobriu no porão uma caixa de alças para caixões, uma corrente usada para erguer caixões e uma mesa de drenagem de fluídos.

O filho mais velho, Philip, que tinha um quarto ao lado de onde encontraram aquelas coisas começou a relatar que via fantasmas, apesar de no início os pais atribuírem essas visões ao tratamento à base de cobalto que ele recebia para tratar sua doença de Hodgkin’s. Logo ele começou a usar roupas de couro, desenvolveu interesse em demonologia e chegou mesmo a invadir a casa de um vizinho, dizendo à mãe que o fez, pois procurava uma arma pra poder matar o padrasto (Ele era filho do primeiro casamento de Carmen).

Varios fenômenos aconteceram como quando a sobrinha de 17 anos afirmou que uma mão invisível a havia acariciado quando se deitou na cama, ruídos eram ouvidos pela casa, ataques físicos foram feitos e até mesmo ataques sexuais contra Carmen Snedeker, que por diversas vezes foi violada por um demônio. Dois anos depois os Warrens foram chamados e se mudaram para a casa durante 9 semanas onde após investigações constataram que havia presenças paranormais lá. Eles levaram junto seu sobrinho, John Zaffis, para ajudar no caso. Zaffis disse que encontrou um demônio pela primeira vez. Ele sentiu um cheiro forte de carne podre e na sala viu o demônio descendo as escadas. A criatura disse a ele: “você sabe o que fizeram com nós? Você sabe?”. Depois dessas semanas os Warren chamaram um padre para realizar exorcismos e assim resolver o problema.

CADE A VERDADE SOBRE INVOCAÇÃO DO MAL 1, 2 E ANNABELLE?

Então galera, como a matéria ficou maior do que imaginei resolvi dividi-la em duas partes para que não ficasse muito extensa e cansativa. Daqui a dois dias postaremos a segunda parte contendo a verdade sobre os casos Enfield, Annabelle e Harrisville.

Tenha ótimos pesadelos.

Advertisements

3 pensamentos sobre “A verdade por trás dos casos de Ed e Lorraine Warren – Parte 01

  1. vcs poderiam agora postar os outros casos mais famosos como:invocacao do mal 1 e 2,annabelle e sobrenatural que contem uma sequencia de tres capitulos…para sabermos mais sobre eles que nao contem muitas informacoes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s