[Resenha] Filme Anomalisa

Michael Stone (voz de David Thewis) é um palestrante motivacional que acaba de chegar à cidade de Connecticut. Ele segue do aeroporto direto para o hotel, onde entra em contato com um antigo caso para que possam se reencontrar. A iniciativa não dá certo, mas Michael logo se insinua para duas jovens que foram ao local justamente para ver a palestra que ele dará no dia seguinte. É quando ele conhece Lisa (voz de Jennifer Jason Leigh), por quem se apaixona.

Um escritor e palestrante britânico de sucesso com sérios problemas psicológicos chamado Michael, que mora em LA nos EUA, vai até Cincinnati para palestrar sobre “atendimento telefônico (SAC)” nas empresas de telemarketing.

Hospeda-se no hotel “The Fregoli”, reforçando assim os sintomas psicológicos de Michael(vale uma pesquisa no google).

Além da doença psicológica, uma certa crise de meia-idade, de uma crise em seu casamento, tem uma paixão antiga que ficou em Cincinnati ao “fugir” para LA quando acreditou que não poderia viver sem ela. E mesmo com todo esse cenário, ele conhece uma jovem que está hospedada no mesmo andar chamada Lisa.

Lisa, uma moça com auto-estima baixíssima, está na cidade para a palestra de Michael. Fã do britânico, aprendeu muita coisa lendo seus livros, assistindo suas palestras e teve a chance de conhecê-lo quando ele bateu na porta de seu quarto, num pequeno surto psicológico. Ela estava na cidade com uma amiga para assistir a essa palestra que aconteceria pela manhã, então o senhor as convida para um drink no bar do hotel para se conhecerem e conversar. Mas Michael se apaixona por Lisa e seus problemas psicológicos surgem em efeito cascata.

Uma animação muito boa, com traços de comédia, um drama bem conduzido, mas não é um filme pra qualquer um, definitivamente não é um filme para as massas. É um filme com público bem restrito, requer muita atenção, pois têm muitos detalhes. Pode-se, até ser visto por muitos como “um filme chato”, porque é descarregado no espectador muito conteúdo e para um cérebro com pouco uso fica difícil de entender o que está na tela.

O nome do hotel, realmente foi uma “dica” muito interessante para entender a maior parte dos problemas psicológicos do personagem. Embora o filme tenha apenas 90 minutos, a história é bem completa e como eu sempre espero, o título do filme é explicado no decorrer dos acontecimentos.

Advertisements