[Resenha] Divergente

Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em 5 facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível.

Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Quando comecei a ler Divergente já sabia de “toda a história”, pois assisti o filme antes de ler o livro…

O livro se passa num futuro onde humanos são dividido em facções para manter a ordem da Terra. Logo no início somos inseridos na vida de Beatrice, uma das integrantes da Abnegação…

Beatrice leva uma vida tranquila e sem luxo, mora com seus pais e seu irmão Calebe.

No dia do teste de aptidão para saber qual facção Beatrice irá seguir, descobre que seu exame foi inconclusivo, ou seja, divergente. Beatrice tem o poder e o dever de escolher para que facção irá, mas escolhe Audácia, pois como ela mesma diz: “Não sou tão altruísta”.

Na minha opinião ela escolhe a audácia por desejar uma vida com mais emoção e adrenalina. Então no dia da cerimônia para escolher seu futuro, seu irmão escolhe Erudição e Beatrice escolhe Audácia. Agora cada um terá que seguir suas novas facções. Um novo mundo espera Beatrice.

Ao chegar na Audácia cada pessoa deve escolher um novo nome, e assim Beatrice passa a se chamar Tris.

Tris encontra muitos desafios e ganha o apelido de Careta dos iniciados da Audácia. Leva uma surra num treinamento, depois supera e ganha destaque quando começa as simulações começam. Tris enfrenta batalhas de sentimentos, dúvidas sobre ter feito a escolha certa, seu interesse crescente por um dos líderes da Audácia: Quatro.

Em meio a tantas aventuras e desventuras, Tris descobre- se forte e perspicaz.
O livro finaliza da forma que uma saga deve terminar… com um gancho para o próximo livro.
Veronica é uma autora jovem e tem muito talento para escrever para jovens. O livro cria uma atmosfera futurística e nos faz adentrar de uma maneira sutil e leve. Aplausos!!!

Agora vamos a fotinhos e trechos!!!!

E para finalizar, uma das coisas que transformam a Tris numa heroína

Não posso ficar dando spoiller do livro hahaha… Então vão comprar o livro ou se já tem ele em casa, por favor coloque na frente da sua lista para ler. O livro é ótimo e vale muito a leitura.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s