[Resenha] Cair das Trevas – Trilogia Amada Imortal

Cair das Trevas – Depois de 450 anos, esperava-se que Nastasya já tirasse de letra essa história de imortalidade. No último outono ela buscou refúgio em River’s Edge, uma espécie de retiro espiritual onde ela e outros imortais tentam estabelecer a paz com seu passado tortuoso. Porém, em vez disso, tudo o que Nastasya descobriu – além de que detesta acordar cedo numa cama dura para catar ovos de galinhas furiosas – é que ela não está segura em lugar nenhum. Nem mesmo ao lado do cara/viking/deus grego mais gato do mundo, Reyn, que ela ainda não descobriu se é sua ruína ou sua última chance de ter um amor. Nastasya conseguiu se manter bem até o Ano-Novo, mas parece que agora, depois que fez um pedido um tanto ambicioso na hora da virada, tudo está indo por água abaixo. Nada que faz dá certo, tragédias acontecem quando ela está por perto, tudo parece não ter propósito e, pior, ela nem sabe mais porque continua sequer tentando! Como sempre soube, sua família vem de uma grande linhagem das trevas, e Nastasya já está se convencendo de que não há escapatória. Como se não bastasse, os súbitos e totalmente enlouquecedores beijos de Reyn não estão ajudando… Mas quando Nastasya não aguenta mais a pressão e resolve fugir de tudo para seguir o próprio rumo, ela se vê numa situação ainda mais sombria, perigosa e destruidora do que jamais pôde imaginar. River’s Edge nunca pareceu tão longe, ou tão agradável…

Cair das Trevas é o segundo livro da trilogia Amada Imortal da autora Cate Tiernan.

Por a historia ser contada em primeira pessoa vivenciamos muito os devaneios da personagem, o que é muito divertido em certos momentos, porque eu me vejo fazendo isso o tempo todo sabe? Conversando comigo mesma, pensando na vida, relembrando de situações e tal. A Nas tem só um problema, ela é muito insegura, não confia nos outros e de forma alguma consegue se permitir ter sentimentos positivos sobre si mesma. Ao longo dos séculos, por mais que optasse por não praticar magick ela era uma pessoa egoísta e vivia em prol de melhorar sua própria vida mesmo que significasse tomar atitudes mesquinhas e maldosas.  Depois do choque de realidade que a fez abandonar tudo e ir para River’s Edge ela tenta ser alguém melhor, mesmo achando que as trevas estão tatuadas dentro de sua alma.

O que a Nas não consegue enxergar é que todos em River’s Edge em algum momento de sua existência cometeram atrocidades e foram pessoas ruins e egoístas tal como ela ou pior, mas eles chegaram a um ponto que precisavam buscar uma salvação e passaram a viver cada dia e cada momento como se fosse o ultimo e dando valor para as pequenas coisas.

Essa fase de transição da Nastasya é bem complicada, mas torna a leitura bem interessante, pois um dos pontos centrais da trama é o seguir em frente, aprender a lidar com os seus problemas e erros não permitindo que eles moldem quem você é, mas que agregue no seu crescimento pessoal. Tipo o seu passado não te define, mas ajuda a formar o seu caráter e permite você ser quem é hoje. Gosto muito desses pontos de reflexão mostrando que você tem escolhas e que as vezes escolher o caminho mais fácil não é a melhor opção.

Algo super válido da trilogia são esses insights da Nastasya que conta um pouco das suas experiências ao longo da vida, afinal 449 anos não é para qualquer um né? Mas não só o dela, mas alguns personagens também trocaram experiências e pudemos conhecer melhor suas essenciais. Tipo Reyn, River e Daisuke.

É tudo muito interiorizado e a ênfase é no seu pior lado. O Incy que eu esperava ser o grande vilão da trama era tão marionete de seus próprios conflitos internos quanto qualquer outro personagem da trama, só que ele optou em se tornar mal e usar sua magick da pior forma. A reviravolta de Nas e Incy foi um dos pontos altos do livro.

O que achei mal desenvolvido que daria um livro inteiro é a historia das famílias imortais, seus objetivos e até mesmo o significado delas. Fica tudo muito aberto e sem explicação sendo que isso é um ponto importante na trama.

Enfim, a escrita da autora é bem tranquila e fluida tornando a leitura bem rápida e gostosa. Estou muito curiosa para saber o final dessa trilogia.

 

Trilogia Amada Imortal:

Amada Imortal;

– Cair das Trevas;

– Inimigo Sombrio;

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s