[Resenha] Especiais – por Diana Oliveira

Especiais – Circunstâncias especiais. As palavras dão arrepios a Tally desde seus dias como uma repugnante e revoltada Feia. Naquela época, especiais eram um boato sinistro – assustadoramente bonitos, perigosamente fortes, chocantemente rápidos. Perfeitos comuns podem viver uma vida inteira sem conhecer um especial. Mas Tally nunca foi comum.
E agora ela se tornou um deles: uma super máquina de combate, construída para manter os feios humilhados e os perfeitos idiotas.

A força, a velocidade, e a clareza e foco de seus pensamentos é a melhor coisa que Tally consegue lembrar. Na maior parte do tempo. Uma pequena parte do seu coração ainda se lembra de algo mais.

Mesmo assim, é fácil ignorar isso – até Tally oferecer-se a acabar permanentemente com os rebeldes de New Smoke. Tudo se resume a uma escolha: escutar seu coração ou realizar a missão para que foi programada. De qualquer jeito, o mundo de Tally nunca mais será o mesmo.

Especiais é o terceiro volume da série Feios do Scott Westerfeld. Tally agora é uma Especial, é capaz de fazer coisas incríveis e faz parte do grupo dos Cortadores, isto é, ela é mais do que uma Especial.

Porém, Tally foi submetida a cirurgia contra sua vontade, mas ela agora se sente superior a todos os outros, e sua vida não parece tão ruim. Sua nova missão como Cortadora é acabar de vez com a Fumaça. Mas antes, ela precisará localizar o novo endereço que o grupo de fugitivos se encontram.

Tally volta à natureza, refazendo o caminho para Fumaça, ou melhor Nova Fumaça, pois ela acabou com o antigo lugar,  e então seu coração começa a ficar novamente dividido. Por um lado tem David (que eu adoro), o feio que nunca passou e nem irá passar pela cirurgia, o amante da natureza, próximo dos enferrujados (leia-se nós) e por outro tem Zane, o perfeito, líder dos Crims, mas devido aos problemas que ocorreram no livro 2, ele não andam tão perfeito assim.

Fechando um ciclo com este último livro, Scott Westerfeld faz uma sátira à construção de um mundo perfeito e aos sacrifícios que tal mundo exige daqueles que viverão em tal lugar. Ele chama atenção a vários temas, como: será que vale à pena desistir de sua liberdade para ter um mundo melhor? Será que sem liberdade um mundo é melhor de verdade? Será que liberdade em excesso também traz um mundo melhor? Sei que as questões se parecem, mas, acreditem, elas são diferentes entre si.

O final do livro foi bem inesperado e traz ainda mais infortúnios a vida já desafortunada da nossa pequena protagonista. Foi uma leitura leve e rápida, que abriu em mim muitos espaços para reflexão.

Livros da série publicados no Brasil:

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s