[Resenha] Outlander: Tambores de Outono

Dividido em dois volumes, o título traz a heroína Claire Randall, oriunda do século XX, e seu grande amor, Jamie Fraser, um bravo guerreiro escocês do século XVIII, em busca de estabilidade e melhor sorte na América colonial, em 1767. Enquanto isso, mais de dois centenários à frente, no ano de 1969, Brianna – dividida entre a tristeza pela perda da mãe depois de sua partida para o passado e a curiosidade a respeito de um pai que ela nunca encontrou – descobre o segredo da viagem no tempo através do ancestral círculo de pedras verticais na Escócia e vai ao encontro de Claire e Jamie, na ânsia de conhecer a incrível história de amor vivida por seus pais no passado. Seu namorado, Roger Wakefield, um professor de história, descobre a escolha de Brianna e decide segui-la – dando início a uma nova fase nessa saga histórica sobre a força do amor ultrapassando toda e qualquer barreira de tempo e espaço. 

“Tambores de Outono” é o quarto livro da coleção Outlander da autora Diana Gabaldon. Como no ultimo livro este também foi dividido em duas partes.

A primeira parte, temos Jamie, Claire e o Jovem Ian construindo literalmente uma nova vida na América, mas precisamente na Carolina do Norte, na América colonial em 1767. Somos apresentados a uma nova realidade mostrando a vida dura das colônias americanas. Vemos nativos lutando por sua sobrevivência, negros escravizados e europeus em busca de fortuna desbravando essa terra selvagem.

A narrativa continua muito bem detalhada e como sempre os personagens continuam crescendo. Uma coisa que gosto muito é que nenhum personagem se perde pelo caminho. Cada uma deles tem o seu propósito na trama e vai se desenvolvendo. Até aqueles que não dávamos nada por eles.

Em 1969 acompanhamos o relacionamento da Brianna – filha da Claire e do Jamie – com o Roger Wakefield – descendente do clã dos MacKenzie. Sabe todas aquelas duvidas e medos de inicio de namoro. Até que ponto se entregar. É interessante ver o desenrolar e o amadurecimento dos dois no decorrer das duas partes. Ambos têm muito carinho um pelo outro, mas agem com muita cautela.

Brianna está sofrendo muito com a “perda” da mãe, fora toda a curiosidade em relação ao pai que nunca conheceu. É um sentimento bem complicado, né? Pois ela se pega achando que querer conhecer seu verdadeiro pai pode de alguma forma estar traindo a memória do outro, no caso o Frank Randall, aquele que a criou como filha. Ao mesmo tempo se privar de conhecer o Jamie seria uma atitude muito extremista, visto que ele é o amor da vida da Claire e ela abandonou tudo e viajou no tempo novamente para ficar com ele. Então há muito ainda para a Brianna conhecer e entender.

Após ler um velho recorte sobre a morte prematura de seus pais em um incêndio, Brianna decidiu ir sozinha para o circulo de pedras e tentar salvá-los mudado o curso da história. Só que ninguém contava que Roger fosse descobrir e ir atrás dela.

A segunda parte conta as aventuras de Brianna e Roger no passado. A leitura flui muito rápido, pois ficamos na expectativa do reencontro dos dois e finalmente do encontro do pai com a filha. Que por sinal foi bem emocionante.

Quem eu amo de paixão é o Lorde John. É um personagem irônico, carinhoso, complexo e que a cada livro ganha um espaço maior. Gostei muito de ver a interação dele com a Brianna, diálogos divertidos e situações bem atribuladas. Dona Diana, quase me matou do coração! Falo nada!

Diana Gabaldon de forma memorável continua descrevendo muito bem as indumentárias, os costumes e culturas e as paisagens locais dos períodos, nota-se um grande trabalho de pesquisa, até mesmo sobre os fatos históricos, pois em alguns momentos nos vemos em países distintos e com localidades muito adversas.

É um livro repleto de encontros e desencontros, enganos e reviravoltas com uma narrativa muito envolvente. Recomendo a leitura.

Outlander:

Outlander: A Viajante no Tempo;
Libélula no Âmbar;
Resgate no Mar Parte 1 e Parte 2;
– Os Tambores de Outono Parte 1 e Parte 2;
– A Cruz de Fogo Parte 1 e Parte 2;
– Um Sopro de Neve e Cinza Parte 1 e Parte 2;
– Ecos do Futuro Parte 1 e Parte 2;

Anúncios

3 pensamentos sobre “[Resenha] Outlander: Tambores de Outono

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s