R.I.P. Roberto Gomez Bolaños

No dia 28 de Novembro às 14:30h o mundo todo teve uma grande perda, morre o ator Roberto Gomez Bolaños em sua casa no México, o nome Roberto Gomez Bolaños pode não ser conhecido, talvez daqui a alguns anos se alguém ler essa reportagem não saberá quem foi Roberto, mas ao falar que ele era o Chaves e o Chapolin, com certeza todos vão se lembrar dele, porque com certeza você já riu deles em algum momento ou já disse um dos seus famosos bordões, de fato não existe uma única pessoa que não sabe quem são esses personagens, podem não gostar deles, mas com certeza sabem quem são.

Pode ter sido insistência do SBT que passou Chaves como sua programação fixa, ou pode ser o carisma desses programas que cativaram milhões de brasileiros, o fato é que para gostar de Chaves não se tinha idade, ninguém te olhava feio quando você dizia que gostava de Chaves, tenha você 8 anos, ou 80 anos.

Quando eu falo em Chaves, a primeira lembrança que me vem à mente, é dos meus avós maternos, já falecidos, sentados no sofá da casa deles assistindo o programa, algumas vezes com um pacote de balas ao lado comendo e mesmo já tendo visto todos os episódios, não tinha um dia sequer que eles não acompanhavam o programa, os dois juntos e se você começasse à falar durante o programa eles ficavam possessos. Como eles diziam, eles adoravam aquele programa com aqueles velhos vestidos de criança.

Eu assisto Chaves desde pequena, já tenho todos os episódios decorados, eu já sei quando serão as piadas e quando elas acontecerão, mas rio de todas como se ainda fosse a primeira vez, sábado vendo o especial do Chaves, em uma determinada cena minha mãe disse que aconteceria uma coisa e eu falei que não, narrando exatamente o que iria acontecer e fiquei na expectativa para que a cena acontecesse e então eu pudesse rir.

Então dos meus avós assistindo Chaves, eu pulo para o meu sobrinho, que agora tem 14 anos que até comprou o livro do Chaves e sexta ao ver o especial sobre a morte dele chorou pela morte de seu ídolo, pela primeira vez. É quando eu vejo o quanto pode mudar de ano, passar gerações que o Chaves ainda consegue se tornar preferencia nacional.

E o porque desse enorme sucesso em todas as gerações causadas pelo Chaves? Chaves tinha um tipo de humor diferente, que hoje em dia não existe mais, um humor simples, inocente, sem apelos à sexualidade e sem palavrões, de forma a ser recomendado à todas as idades. Chaves conseguia trazer lindas lições de morais e mesmo nos momentos mais tristes eles conseguem quebrar o clima triste com algo mais feliz, tudo isso fez parte dessa receita de sucesso.

Enfim, Chaves foi algo que marcou gerações e vai continuar marcando, devemos tentar não nos entristecer muito com essa perda, pois Roberto se foi, deixando um grande marca na qual devemos ser felizes por termos tido a sorte de ele dividir a sua sabedoria com a gente, Roberto se foi, mas Chaves ficará sempre vivo na memória de todos nós.

Adeus Roberto Gomez Bolaños, agora é hora de fazer rir no céu, tenho certeza que meus avós estão agora sentados no sofá comendo um pacote de balas assistindo juntos seu novo show pessoalmente.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s