[Resenha] A Mediadora – Crepúsculo

Desta vez é vida ou morte. A série A mediadora, de Meg Cabot, chega ao fim. Suzannah já se acostumou com os fantasmas em sua vida e é muito aterrorizante ter o destino dos fantasmas em mãos, podendo alterar o curso da história. E tudo ficou pior depois que ela descobriu que Paul também sabe como fazer isso. E ele adoraria evitar o assassinato de Jesse, impedindo-o de virar fantasma e lhe garantindo uma vida tranqüila, finalmente… Isso significaria que Jesse e Suzannah jamais se conheceriam. A mediadora está diante da decisão mais importante da sua vida: deixar o único cara que já amou voltar para seu próprio tempo, impedindo assim sua morte… ou ser egoísta e mantê-lo a seu lado como um fantasma. O que Jesse escolheria: viver sem Suzannah ou morrer para amá-la?

Crepúsculo é o sexto livro da série A Mediadora. Se você não leu os outros livros da série essa resenha pode conter spoilers.

Em “Crepúsculo” Susannah e Paul continuam tendo seus estudos juntos escondidos de Jesse e Padre Dom. Porém em meio a esses estudos Suze descobre o que Paul realmente quer fazer com Jesse e isso a apavora.Logo, aí que a ação começa pois Suze vai procurar uma maneira de impedir que ele faça isso, e como ela estudava com ele as escondidas terá que resolver mais uma vez vez tudo sozinha.

Em uma medida desesperada, ela vai até o Padre Dom pedir ajuda, porém Paul está fazendo tão bem seu papel de bom moço que nem mesmo o padre acredita que ele tenha tal ideia.

Finalmente nesse volume temos o “relacionamento” de Suze e Jesse, esse que não mora mas no quarto dela por motivos de o Padre Dom e ele mesmo acharem errado, com isso eles só se veem uma vez por semana.

Em meio a isso tudo, Paul consegue o que pretende fazer com Jesse, e Suzannah vai atrás, porém não para impedi-lo e sim para ajuda-lo porque depois de colocar os prós e contras na balança ela percebe que o que Paul quer fazer é o certo. Ela pela primeira vez em 6 livros tem um ato nobre e até fofo se você parar para pensar.

O fim do livro é tão fofo, não deixa nada a desejar, deixa uma vontade gigante de ter mais livros sobre eles, coloca todos os pingos nos “Is”. Não me prolonguei muito, pois qualquer coisa que eu falar levará a um spoiler gigante e não quero estragar a magia da descoberta no livro vai?! Super recomendo a série, Meg mais uma vez sendo diva.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s