[Resenha] Perdendo-me

https://culturamaniac.files.wordpress.com/2014/08/e8309-perdendo-me2b-2btexto5b35d.jpg

VIRGINDADE.

Bliss Edwards vai se formar na faculdade e ainda tem a sua. Chateada por ser a única virgem da turma, ela decide que o único jeito de lidar com o problema é perdê-lo da maneira mais rápida e simples possível com uma noite de sexo casual. Tudo se complica quando, usando a mais esfarrapada das desculpas, ela abandona um cara charmosíssimo em sua própria cama. Como se isso não fosse suficientemente embaraçoso, Bliss chega à faculdade para a primeira aula do último semestre e… Adivinhe quem ela encontra?

Em perdendo-me, o novo New Adulto da editora Novo Conceito, vamos embarcar no mundo de Bliss Edward’s, uma estudante de artes cênicas que apesar de jurar que sexo é uma coisa simples, ainda é virgem. Seu grande dilema começa com o porquê se é mesmo algo tão simples, ela não consegue fazê-lo? Aos vinte dois anos, Bliss se considera uma completa estranha por não ter passado por essa experiência física tão comum.

Bliss nada mais é que uma de muitas das garotas que existem, extremamente confusa, insegura e louquinha.  Obcecada por controle, ela não consegue entender como sexo pode funcionar com ela. Como controlar algo que teoricamente é quase incontrolável?

O que mais me chama a atenção em Bliss é sem dúvida seu bom humor, mesmo em frases e acontecimentos clichês, ela consegue nos fazer rir.

Arrastada por sua amiga até o bar mais badalado (e amado) pelos homens de sua cidade, ela conhece Garrick. Seu suposto pretendente a sexo casual.  Em meio a conversas loucamente literárias, lá estão eles, em uma cama em sua casa, prontos para realizar o ato que ela tanto queria, quem nunca, certo?

No caso de Bliss, nunca mesmo! Em um de seus surtos de “Ai meu Deus! Eu não posso fazer isso!”, ela dispensa Garrick e prepara-se para rezar pelo resto de seus dias para que nunca mais tenha que olhar naqueles olhos azuis novamente.

Mas o destino não é tão legal, é lógico que ele não a livraria dessa. No dia seguinte, Bliss descobre que seu novo professor, é ninguém menos do que Garrick e a partir daí, os dois terão que lidar com o que quase aconteceu de forma o mais discreto possível.

“Sexo.

 Eu estava indo fazer sexo.

 Com um cara.

 Com um cara quente.

 Com um cara quente inglês.

 Ou talvez eu estava indo vomitar.

 E se eu vomitar em cima de um cara quente inglês?

 E se eu vomitar em cima de um cara quente inglês durante o sexo?”

Li o livro em apenas dois dias, a leitura é leve e divertida. É algo para ler sem grandes expectativas, pois é altamente clichê. Mas o que é um clichê divertido e fofo de vez em quando não é mesmo?

Cora Carmack nos traz um dilema que praticamente todas as mulheres já passaram. Qual é o momento certo? E pior! Com quem?

Perdendo-me é ideal para aqueles que querem uma leitura mais light e confortável.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s