[Resenha] O Pesadelo – As Aventuras do Caça Feitiço

Com seis volumes que encantaram e conquistaram fãs ao redor do planeta, muitos se perguntaram: é possível que Joseph Delaney ainda consiga surpreender o leitor? “O pesadelo” é a resposta perfeita à indagação. Até hoje, ele é considerado um dos capítulos mais importantes de As Aventuras do Caça-Feitiço, a história que provocou a maior reviravolta na série. Após a viagem à Grécia, o cenário para “O pesadelo” é outra vez o Condado. Mas tudo mudou, e uma grande surpresa os aguarda: o que era para ser um simples retorno à terra natal se transforma em um pesadelo das maiores proporções. A fuga para a Ilha de Mona não sairá impune; afinal, o local não é deserto, e logo o trio descobrirá que há uma criatura nativa nada amigável. Além de um enredo sombrio e muita ação, As Aventuras do Caça-Feitiço tornou-se mania entre os jovens devido à qualidade de Joseph Delaney, que elaborou um rol de personagens bem-elaborados e um mundo mágico impressionante.

O Pesadelo é o sétimo livro da série “As Aventuras do Caça Feitiço” escrita por Joseph Delaney e após o magnifico sexto volume, O Sacrifício, onde eu realmente fiquei sem saber o que esperar de sua continuação, o que posso dizer é que Delaney mais uma vez nos presenteia com mais um excelente e devorador livro.

Achei esse sétimo volume um dos mais sombrios e mais desesperador de toda a série. Tudo o que deveria acontecer, aconteceu. Os velhos problemas ainda persistem e ameaçam a todos enquanto novos problemas entram em cena e deixam todo o destino de Tom e seus amigos por um fio.

Após a emocionante batalha na Grécia em “O Sacrifício”, Tom e seus amigos estão de volta ao condado e se depararam com uma devastadora realidade. As aldeias foram abandonadas e as florestas destruídas, o exército inimigo avança sobre Caster e precisa ser o primeiro de muitos obstáculos que nossos amigos precisam enfrentar. Assim, fugindo do exército inimigo; Tom, Alice, o Caça Feitiço e os cães de Bill Arkwright recuam antes de alcançarem a casa do Caça Feitiço em Chipenden e durante a noite John Gregory sofre um terrível pesadelo com Lissie Ossuda, uma antiga feiticeira malevolente até então presa em uma cova no jardim de sua casa em Chipenden.

A grande questão é que em seu sonho, John Gregory vislumbra uma Lissie gozando de plena liberdade, sentadinha em um trono como uma rainha e prontinha para dominar o mundo e causar um grande derramamento de sangue. Portanto, assim que ele, juntamente com Tom, Alice e os cães chegam em sua casa em Chipenden, deparam-se com uma triste destruição que devasta as forças de John Gregory e acaba dando vida ao pesadelo que vinha o assombrando.

O sentimento que fica logo nas primeiras páginas do livro é de uma amarga e dolorosa derrota. E esse mesmo sentimento nos acompanha ao decorrer de todo o livro. A cada página e novo desafio que eles precisam enfrentar para sobreviver. É dramático. De roer as unhas das mãos e dos pés e de cortar o coração. Em “O Pesadelo” Joseph Delaney levou ao pé da letra o sentido de “Nada é  tão ruim que não possa ficar pior”. E é um pesadelo de verdade, impresso e imortalizado nas páginas de um livro. Nossos amigos levam rasteiras e golpes um atrás do outro e é preciso um enorme poder de superação para contornar todas as situações ruins que lhe são oferecidas, e ao longo de todo o livros elas parecem intermináveis. Fica palpável a cada volume o quanto o poder das trevas se torna mais forte conforme a história vai afunilando, fortalecidos pela presença do Maligno no mundo. Em contrapartida, o Caça Feitiço vai chegando cada vez mais perto do esgotamento de suas forças contra as trevas. A boa notícia é que cada vez mais Tom vai assumindo o papel de seu mestre na luta contra as forças das trevas, muitas das vezes fazendo o uso de recursos que seu mestre considera execráveis, mas que Tom(por mais conflitante que seja para ele) não se opõe a usá-los desde que seja para salvar o mundo e seus amigos.

Novas e terríveis criaturas das trevas nos são apresentadas, algumas surpreendentes e outras apavorantes. O saldo final é precário e cada vez mais novos inimigos parecem dispostos a cruzar o caminho de Tom e causar ainda mais problemas. Agora nos resta aguardar os próximos volumes para saber onde tudo isso vai dar!

Livros da série publicados no Brasil até o momento:

Anúncios

7 pensamentos sobre “[Resenha] O Pesadelo – As Aventuras do Caça Feitiço

  1. Pingback: [Resenha] O Pesadelo – Um novo ponto de vista | No Meu Mundo

  2. Pingback: [Resenha] As aventuras do Caça-feitiço – O Aprendiz | No Meu Mundo

  3. Pingback: [Resenha] As Aventuras do Caça Feitiço – O Sacrifício | No Meu Mundo

  4. Pingback: [Resenha] O Destino – As Aventuras do Caça Feitiço | No Meu Mundo

  5. Pingback: [Resenha] Eu sou Grimalkin | No Meu Mundo

  6. Pingback: [Resenha] O Sangue – As Aventuras do Caça Feitiço | No Meu Mundo

  7. Pingback: [Análise] O Bestiário | No Meu Mundo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s