[Resenha] A Elite – Trilogia A Seleção

Não se sentia capaz de ser princesa.

Não queria abandonar Aspen.

Não sabia o que fazer.

A seleção começou com 35 garotas. Agora, restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parem um conto de fadas. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto. America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer – e ela está prestes a perder sua chance de escolha.

 

Elite é o segundo livro da trilogia a Seleção, sendo que recentemente saiu um livro de contos chamado: “O Príncipe e o Guarda”.

A primeira coisa que a gente reparada na historia é que das seis meninas que restaram todas menos a America tem algum motivo político, sejam contatos ou influencias familiares para ainda estarem ali. Se parar para pensar dá ate pena do Maxon, porque a bem a verdade sua futura esposa pode vir a ser escolhida por sua utilidade e não por amor.

Nesse livro vemos as selecionadas aprendendo mais sobre as funções de princesa, seu porte, como devem agir em diversas situações e suas ideias para o futuro. O mais interessante é que aquela visão ampla do primeiro livro se tornou mais delimitada e podemos distinguir melhor cada uma delas, entendendo suas motivações.

Muitas pessoas vão dizer que como distopia a historia não convence. EU pelo menos acho que existem muitos elementos distópicos na trama, mas o foco no romance é maior do que A causa. Essa ideia de uma protagonista que luta contra uma realidade opressora expondo uma sociedade cheia de falhas e um governo totalitário não é bem por ai. Sim, ela expõe assuntos pertinentes mostrando ser justa em algumas questões sociais, mas ao mesmo tempo não é tão altruísta, chega até ser muito egoísta em certos momentos.

Pontos que achei validos foi à explicação do nascimento de Illéa e como a estrutura social foi criada e o fato de ter sido mais explorado os ataques dos rebeldes, pois passamos a ter noção do que eles procuram e desejam. Talvez o lado distópico da coisa esteja neles, porque mesmo a historia sendo contada por uma menina de casta inferior ela se passa na monarquia, no símbolo do poder. Então não temos a visão da luta, e sim daqueles que o povo luta contra. É meio doido isso. De um modo geral eles vivem no mundinho deles e tentam maquiar os distúrbios como se nada tivesse acontecendo.

No final do primeiro livro, nosso amigo Aspen surgiu das catacumbas, então criou-se nosso mais que normal triangulo amoroso. Isso sem contar nas outras 5 meninas que sobraram no castelo atrás do Príncipe, OK! Mas pelo amor de Deus America, sua indecisão é irritante. Fica o tempo inteiro questionando seus sentimentos e questionando os sentimentos deles. E devo dizer que ambos foram bem sinceros, deixaram bem claro o que sentem e só estão esperando que ela saia de cima do muro e se posicione. Team Maxon! Team Maxon! aahahhaha

Sempre tive muita antipatia pelo Aspen, mas depois que li o conto do Guarda, que é a visão dele em um determinado período deste segundo livro mudei minha concepção do personagem. É um menino integro trabalhador e acho que ele merece alguém que possa agregar na vida dele ser companheira (já tenho até alguém na minha cabeça Hehehehe) e não acho que a America seria a pessoa ideal. Já o Maxon quanto mais a gente vê mais se apaixona!! Hehehehe. É serio!! Acho que a America seria a válvula de escape, aquela com quem ele pode ser ele mesmo, sem mascaras e sem firulas.

Estou bem curiosa para saber que caminho a historia seguirá tanto em questões políticas sobre os rebeldes e o que eles realmente pretendem e também sobre esse chove não molha da America. O Ultimo livro da trilogia será lançado agora em maio.

A seleção

– A Elite

– A Escolha

Anúncios

7 pensamentos sobre “[Resenha] A Elite – Trilogia A Seleção

  1. Pingback: [Resenha] A Elite - Trilogia A Seleç&ati...

  2. Pingback: [Resenha] Contos da Seleção: O Príncipe e o Guarda – Trilogia A Seleção | No Meu Mundo

  3. Pingback: [Resenha] A Escolha – Trilogia A Seleção | No Meu Mundo

  4. Pingback: [Resenha] A Herdeira – Série A Seleção | No Meu Mundo

  5. Pingback: [Resenha] Contos da Seleção: A Rainha – Série A Seleção | No Meu Mundo

  6. Pingback: [Resenha] A Sereia | No Meu Mundo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s