[Resenha] A Caçada – Trilogia Hunt

Gene é diferente dos outros. Ele não tem a força e agilidade de seus colegas da escola, é imune à luz do sol e não sente uma sede insaciável por sangue. Gene é um “eper”, um dos últimos humanos do planeta, e vive disfarçado no meio das pessoas normais. Ele usa presas falsas, raspa todos os pelos do corpo, faz o possível para esconder seu cheiro e jamais abandona sua máscara. Sabe que não deve chamar a atenção em um mundo em que um pequeno deslize pode ser fatal. Mesmo vivendo sozinho há anos, Gene ainda escuta as palavras de advertência de seu pai – Não faça amigos; não pegue no sono durante a aula; não pigarreie; não gabarite as provas, embora sejam um insulto à sua inteligência. Não durma na casa de colegas; não cantarole nem assobie. E ainda; Nunca esqueça quem você é. Ele leva sua vida de acordo com essas regras, determinado a sobreviver. Mas a frágil segurança de Gene é ameaçada por uma terrível surpresa; a Caçada Eper. Gene precisa escolher entre ser o caçador ou a caça. Não há escapatória – e qualquer erro significa a morte certa. 
O que te faz diferente pode te matar. Esconda-se, lembre-se das regras e nunca se esqueça de quem você é. A caçada começou.
Gene é diferente de todos, enquanto todos são sedentos por sangue e vivem na noite, ele pode caminhar no dia. Uma nova especie comanda o mundo, para sobreviver você precisa se camuflar. Gene sabe as regras, desde pequeno ele foi ensinado a se misturar a multidão, mas quando ele é selecionado para caçar os últimos humanos – num lugar onde será quase impossível esconder quem é -, ele entra numa corrida mortal para continuar vivo.
A caçada acabou por ser uma grande surpresa para mim, em certas horas meu coração pulsava quando o segredo de Gene estava por um triz. Ele não é rápido e nem forte. Como poderia escapar deles? Mas o garoto é esperto, talvez mais do que qualquer um lá. Ele está determinado a sobrevier e pode até ser um tanto egoísta por isso. Em alguns momentos eu tive raiva dele, mas era difícil não torcer por ele. Estar dentro de sua cabeça era muito profundo. Gene conseguia trazer você para fundo de sua dor e experiencias do passado.
Outra coisa que gostei do livro foi os vampiros. Eles são uma grotesca mistura com zumbis. Eles não só querem sangues, também querem devorar a carne e adoram brincar com a comida. Alguns momentos eles podem até ser insanos por nós. Era como se só nosso cheiro fosse uma droga para eles.
Os outros personagens também fora muito bons, fiquei de queixo caído com as coisas que o autor os fez passar. Mas não tinha outro modo de fazer aquilo. O livro em si é uma obra de sobrevivência, algo me diz que fans de Jogos Vorazes, Maze Runner e Divergente vão correr querendo mais. Eu sei que eu quero os próximos desse mundo distópico.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s