[Resenha] Paixão Sem Limites

https://i1.wp.com/i42.tinypic.com/2cp92ya.jpg

Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas

Paixão sem limites é o primeiro livro da trilogia “Sem limites” da autora Abbi Glines, publicado pela Editora Arqueiro.

No começo do livro conhecemos Blaire Wynn, uma garota forte e com um instinto de sobrevivência enorme, ela teve uma adolescência difícil e triste. Sua irmã gêmea faleceu em um acidente trágico e logo depois seu pai abandonou a família e ela ficou sozinha para cuidar de sua mãe doente. Depois de se dedicar a mãe por 3 anos, não teve jeito, o câncer tirou dela uma das pessoas que ela mais amava.

Sem esperanças e completamente afundada em dívidas, Blaire perde tudo e só tem uma opção: Ir atrás de seu pai e pedir ajuda. Ela odeia essa ideia, porém não tem mais opções. Ele é a sua última chance.

O pai de Blaire acabou de ser casar com outra mulher, e quando ela chega no endereço fornecido pelo mesmo, a menina fica sabendo que o pai e sua madrasta decidiram viajar e sem data de retorno. Ela se sente mais uma vez abandonada. Em Rosemary ela conhece Grandy, que a ajuda a entrar na casa.

Grandy é amigo de Rush Finlay, o filho mais velho de sua nova madrasta com um famoso cantor de Rock. A casa pertence a Rush e ela só pode rezar para que ele não a expulse.

Assim que Rush descobre quem é Blaire, não se mostra muito solidário. Ela fica impressionada por sua aparência, mas não demostra e logo se foca no que realmente é importante. Ele é um completo grosseirão e ela se sente pior ainda.

No desenrolar, Blaire consegue ficar na casa em um quartinho em baixo das escadas e fica muito agradecida por isso. O trato é conseguir um emprego e sair dali o mais rápido possível.

Uma das coisas que mais gostei em Blaire, é que ela não é o tipo de garota que se deixa enganar por um rosto e corpo bonito.  Ela está disposta a enfrentar qualquer um que a esteja atrapalhando ou lhe dando dores de cabeça. Blaire é ela mesma e não muda para agradar ninguém. Forte, bonita, doce e esperta. Além de que não banca a donzela em perigo, pode se defender muito bem sozinha e sua habilidade com armas é admirável.

Com um novo emprego, Blaire finalmente pensa que as coisas começarão a dar certo, se ela não se sentisse tão atraída por Rush e por mais que ele quisesse negar, ele por ela.

Rush vê em Blaire uma garota diferentes do que está acostumado, honestidade, simplicidade e tristeza são uma das coisas que a acompanham sempre.

Logo ele se vê mais do que atraído, mas sim apaixonado. Porém também sabe que não poderá ficar com ela, jamais. Rush guarda um segredo que ela não perdoaria e ele está disposto a lutar contra essa paixão para que Blaire não tenha mais sofrimento do que já teve.

Comecei o livro receosa e preparada para clichês, porém me surpreendi muito! A personagem principal é tão cativante que só por ela, já te dá vontade de devorar o livro. Para tornar tudo mais interessante, temos o Rush, outro personagem que logo me cativou e me envolveu na leitura.

Levei apenas algumas horinhas para devorar esse excelente-e quente- livro. Não há forma de não se viciar, tudo é muito bem escrito, desenvolvido e explicado.  Vi-me decepcionada no fim, por querer mais e não ter. É o tipo de história que sentimos a necessidade de saber mais.

A capa de “Paixão sem limites” me chamou bastante a atenção, achei além de bonita, sofisticada. Temos Blaire em seu estilo Cowboy. (Exatamente como ela é no livro)

Abby Glines conseguiu escrever um dos melhores New Adult que já li.

A história trata de amor, superação, momentos felizes e esperança. Comovente e surpreendente, você não irá se arrepender de se deixar levar pelo mundo de Blaire e Rush.

A continuação de “Paixão sem limites” já está em à venda no submarino e se chama “Tentação sem limites”, apreciem sem moderação!

Anúncios

Um pensamento sobre “[Resenha] Paixão Sem Limites

  1. Pingback: [Resenha] Tentação Sem Limites. | No Meu Mundo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s