[Resenha] Sombras Radiantes – Um novo ponto de vista

A jovem Aislin era uma garota normal – ou pelo menos ela pensava que sim – até ser escolhida pelo sedutor e perigoso Keenan para ser a Rainha do Verão e ingressar num mundo repleto de encantamento e perigos. A saga de Aislin conduz a série de sucesso internacional Wicked Lovely, de Melissa Marr, que depois de Terrível encanto, Tinta perigosa e Frágil eternidade chega agora ao quarto volume. Em Sombras radiantes, um segredo capaz de mudar os planos da Corte e o futuro de todos os seres encantados está prestes a ser revelado. Fantasia, romance e suspense aguardam os leitores em mais um capítulo deste surpreendente conto de fadas do século XXI.

Antes de continuar a ler, saiba que teremos spoiller dos livros anteriores

Depois de ter desgostado muito de Frágil Eternidade, eu estava com um certo receio de ler Sombras Radiantes, eu ia ler de qualquer forma, mas não estava tão empolgada, uma amiga que já leu a coleção completa me disse que Sombras Radiantes era tão bom quanto Tinta Perigosa e isso me deu um animo maior.

Percebi que na verdade eu gosto da Corte das Sombras, pois os livros que envolvem essa corte são os melhores na minha opinião e Sombras Radiantes é voltado para a Alta Corte e a Corte das Sombras.

Assim como em Tinta Perigosa o quarteto Aislinn, Donia, Kennan e Seth não são o foco desse livro, eles aparecem um pouco, no caso o Seth aparece bastante até, mas ele não é tão o foco assim, o livro gira em torno de Ani (filha de Gabriel), Devlin, Rae, Bananach e Sorcha (nesse livro passei a odiar Sorcha).

Para quem se lembra no livro anterior, Sorcha transformou o mortal Seth em uma criatura mágica, mas ele não era uma simples criatura mágica, ele se transformou no filho de Sorcha, acontece que nesse livro Sorcha parece uma dessas mães que vemos em programas de TV ou em filmes que são super preocupadas com o filho e quer protege-lo de todas as formas, de forma que ele incube seu “irmão” Devlin, que é a mão sangrenta da rainha, à cuidar de Seth.

Mas quando Devlin vai ao mundo mortal cuidar de Seth, ele encontra com Ani e sente algo diferente nela, o que Devlin não sabe é que Ani está muito ligada à ele, de uma forma que apenas Rae sabe.

Rae é um ser que pode entrar nos sonhos de qualquer pessoa ela simplesmente surgiu no mundo encantado e se tornou muito amiga de Devlin, a questão é que Rae só pode viver em uma caverna escura, o sol a mataria, por isso Devlin as vezes empresta seu corpo à Rae para que ela possa sair da caverna e foi em uma dessas saídas que ela viu a vida do amigo envolvida totalmente na vida de Ani, por isso Rae passou a ambientar os sonhos de Ani, se tornando uma “amiga” onde dessa forma poderia ficar de olho em Ani.

Ani por sua vez é uma Hound/Semimortal da Corte Sombria e por ter essas duas características ela é vista como alguém mais fraca que uma criatura mágica, porém tem as mesmas necessidades/fome por se alimentar de contato físico/sexual que um membro da Corte Sombria tem, o problema é que ela não controla direito o apetite dela e pode vir a matar o humano com quem se relacionar.

Por ultimo temos Devlin, o mão sangrenta da rainha, Devlin foi a terceira criatura que existiu no mundo, antes dele tudo era apenas Caos (Bananach) e Razão (Sorcha), suas irmãs Sorcha e Bananach o criaram como a primeira figura masculina e apesar de ele ser filho delas, ele foi tratado como irmão das duas, Devlin por ter o temperamento das duas tem que sempre equilibrar seus sentimentos, é dado à ele a missão de proteger o reino encantado e matar quem for necessário, à pedido de Sorcha, para que se mantenha a ordem no mundo. Apesar de ele parecer frio, você acaba se apaixonando por Devlin.

Nesse livro também vemos novamente Irial e Niall, que continuam sendo maravilhosos, o sonho de qualquer garota e os cuidados de Irial com Ani, o fazem ser ainda mais apaixonante.

Estou realmente em grande dúvida sobre qual livro é melhor na minha opinião, Sombras Radiantes ou Tinta Perigosa, Sombras Radiantes, diferente de Tinta Perigosa tem um bocado mais de ação e lutas de te prender o fôlego, diversas vezes me vi fechando o livro com medo de ler e descobrir que algo de ruim iria acontecer, quando as coisas estavam indo bem eu simplesmente fechava o livro e falava “ok, vou parar de ler aqui, eles estão bem, estão felizes e esse pode ser o final feliz na minha opinião, eu não quero ler mais e descobrir que algo ruim poderá acontecer” mas a curiosidade era maior e eu tinha que continuar lendo.

Também por diversas vezes me vi xingando altamente Sorcha, sério, ela está podre nesse livro, sério, eu consigo odiar mais ela do que odiei a Beira, meu nojo por ela depois desse livro é tão grande que a coloco como um dos personagens que eu mais odeio, ela consegue ficar depois de Aislinn, Kennan e até depois de Bananach, e olha que depois do que Bananach fez nesse livro é difícil alguem assumir esse posto, mas Sorcha consegue facilmente.

Livro altamente recomendado para você se apaixonar por mais um personagem (Devlin) e devorar as páginas como um morto a fome conseguiria devorar o biscoito mais gostoso do mundo.

Conheça os livros anteriores
Terrível Encanto;
Tinta Perigosa;
Frágil Eternidade;

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s