[Resenha] Pegasus e a Batalha Pelo Olimpo – Olimpo em Guerra Vol 2

A jovem Emily renasceu nas chamas, virou o Fogo e salvou o Olimpo da destruição. Com isso os Olímpicos retomaram o que era deles e restauraram a paz, mas não por muito tempo: os terríveis Nirads só tinham perdido uma batalha e começaram a dar sinais de que poderiam atacar novamente. Apesar disso, Emily só tinha um pensamento: salvar seu pai das garras da UCP, a agência governamental que o mantinha preso na Terra. Para isso contará com a ajuda de Joel, seu melhor amigo, Paelen, o Olímpico renegado que virou herói e Pegasus, o alado e companheiro inseparável.

Após reler o primeiro volume dessa trilogia, peguei o segundo na minha pilha de livros e comecei a leitura.

Como o livro anterior havia parado Emily está vivendo no Olimpo, junto com Joel, Paelen e Pegasus, porém não tira da cabeça o seu pai que está sendo feito refém pela UCP.

De início vemos que Emily adquiriu novos (e bem poderosos) poderes e está lutando para controlá-los antes que machuque alguém.

Em meio a isso ela junto com seus amigos decidem voltar a Terra para buscar o seu pai que está preso na UCP. O que eles não esperavam era contar com a ajuda de cupido, o Deus do amor segue o grupo e acaba entrando junto na aventura.

Mais o que parecia estar perfeito e fácil de se resolver acaba se complicando quando os Nirads que aparentemente estavam adormecidos e se renderam, acordaram e voltam a atacar.

Em meio a esse ataque eles acabam capturando Joel, Emily e Pegasus e os levam para sua terra. Durante essa luta de resistência acabou ferindo Steve ( pai de Emily) e Cupido, deixando Paelen num grande dilema entre ficar ou voltar para o Olimpo em busca de ajuda.

Nesse meio tempo acompanhamos a chegada de Emily a terra dos Nirads e ela acaba descobrindo que não é nada do que imaginou e conhece os verdadeiros culpados por trás da invasão do Olimpo.

Com a ajuda de seus amigos Emily “cria” um plano com o objetivo de derrotar o inimigo maior. Porém ele acaba tendo que derrotar primeiro seu inimigo interior e dominar seus poderes.

Como o primeiro o livro é de escrita teen, feito do básico, indo direto ao ponto sem muito rodeios.

A autora até tenta engatar cenas de romance, mais não consegue ser feliz nisso, talvez por falta de prática, ou então por Emily ser nova ainda.

Como gosto de mitologia o livro não foi de todo ruim, porém se você é fã de Percy nem tenta, certeza que não vai curtir.

Acredito que se a autora melhorasse a forma como abordar as coisas teria uma resposta maior.

Livros da Trilogia”Olimpo em Guerra”:

Pegasus e o fogo do Olimpo;

Pegasus e a Batalha pelo Olimpo;

Pegasus e os novos Olímpicos.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s