[Resenha] A Batalha do Labirinto

O Monte Olimpo está em perigo. Cronos, o perverso titã que foi destronado e feito em pedaços pelos doze deuses olimpianos, prepara um retorno triunfal. O primeiro passo de suas tropas será atacar e destruir o campo de treinamento dos heróis, filhos de deuses com mortais, que desde a Grécia Antiga combatem na linha de frente em defesa dos olimpianos. Para assegurar que esse refúgio de semideuses – o Acampamento Meio-Sangue – não seja invadido, Percy Jackson e um jovem ciclope, ambos filhos de Poseidon, Annabeth Chase, filha de Atena, e Grover, um sátiro, são destacados para uma importante missão – deter as forças de Cronos antes que se aproximem do acampamento. Para isso, será preciso sobreviver ao emaranhado de corredores do temido Labirinto de Dédalo – um interminável universo subterrâneo que, a cada curva, revela as mais aterrorizantes surpresas. 

O mais bem escrito dos quatro primeiro livros, mas não necessariamente o melhor.  Riordan consegue finalmente casar a caracterização de Percy com sua idade, mas infelizmente isso não é resultado dos esforços do autor, e sim do próprio decorrer natural da história. Assim, o que antes era forçado e estranho em um moleque de doze, se tornou crível em um garoto de quatorze.

A história carrega pesadamente em cima do mito do Labirinto de Dédalo, e há suficientes liberdades e releituras para que os enigmas não fiquem óbvios demais.

Alguns novos personagens, levemente mais bem construídos e interessantes são mais aproveitados, e como todo o livro é rocambolesco, não se fica muito admirado com os furos na trama que são nitidamente costurados por essas aparições.

Grover e Annabeth, contudo persistem, quando deveriam ter sido descartados no segundo que Riordan decidiu tentar sair um pouco da fórmula de J.K. Rowling. Só que mais esperto que ela, rapidamente se apossou e mudou as motivações de personagens mais populares.

O sarcasmo tão marcante nos primeiros livros foi abrandado nessa continuação, então o humor não é tão presente. Mas devo dizer que esse foi um dos livros da série que mais me surpreendeu. A forma como tudo acontecia, não era nada do que eu tinha imaginado.

A batalha do labirinto é um pouco mais lento que os livros anteriores, explicando e detalhando mais, abrindo ala para o capítulo final de “Percy Jackson e os Olimpianos”.

Livros da série Percy Jackson e os Olimpianos:

E sua aventura continua em sua nova coleção.

Os Herois do Olimpo:

  • O Heroi Perdido
  • O Filho de Netuno
  • A Marca de Atena
  • A Casa de Hades
  • O Sangue do Olimpo – lançamento em 2014
Anúncios

8 pensamentos sobre “[Resenha] A Batalha do Labirinto

  1. Pingback: [Resenha] Percy Jackson e o Ladrão de Raios | No Meu Mundo

  2. Pingback: [Resenha] O Mar de Monstros | No Meu Mundo

  3. Pingback: [Resenha] A Maldição do Titã | No Meu Mundo

  4. Pingback: [Resenha] A Casa de Hades – Coleção Heróis do Olimpo | No Meu Mundo

  5. Pingback: [Resenha] O Último Olimpiano – Percy Jackson e os Olimpianos | No Meu Mundo

  6. Pingback: [Resenha] O Herói Perdido – Os Heróis do Olimpo | No Meu Mundo

  7. Pingback: [Resenha] O Filho de Netuno – Os Heróis do Olimpo | No Meu Mundo

  8. Pingback: [Resenha] A Marca de Atena – Os Heróis do Olimpo | No Meu Mundo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s