[Resenha] Estilhaça-me – Tahereh Mafi

Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

“Estilhaça-me” conta a história de Juliette, uma garota com um estranho poder/dom que mantem todos afastados dela. Seu toque é letal. A conhecemos quando ela está há 264 dias num hospício sozinha, até que colocam um companheiro de cela que lhe parece muito familiar. Adam é um tipo interessante e tive várias teorias para ele na história, mas a assertiva não foi muito surpreendente.

O plano de fundo da história é uma típica distopia. O mundo está em caos e uma ordem chamada “Restabelecimento” fez promessas para ajudar a ajustar as coisas; mas o tiro sai pela culatra. Em vez de ajudar, o Restabelecimento põem em xeque o bem estar da humanidade.

O livro tem vários fragmentos que nos mostra um tempo cruel para os humanos. Finalmente eles estão colhendo o que plantaram.

Algumas pessoas não gostaram do livro, principalmente nas partes em que o texto foi propositadamente riscado. Porém, aos meus olhos, não foi nenhum problema. Muuito pelo contrário! Posso parecer mega tola falando isso, mas nunca tinha lido algo da forma como este livro foi escrito.

A dinâmica das orações através da repetição de expressões e palavras, a riqueza de metáforas, as frases riscadas que revelavam os pensamentos verdadeiros da protagonista e a própria organização das palavras que se encontravam vez ou outra desobedecendo a linha ou o parágrafo deram todo o tom da história. Por um momento você sente por completo a paranoia de Juliette e quase chega a acreditar que ela é, de fato, louca. Mas em seguida você vê nitidamente o amadurecimento, a determinação e a força dela para lutar contra tudo (passado macabro, Restabelecimento etc etc), e decide definitivamente formar uma boa opinião em cima dessas qualidades.

“Inconstante. Solitária. Esburacada de imperfeições. Estendo a mão para pegar um floco de neve e minha mão se fecha no ar gelado. Vazia.
Quero que esta mão ligada a meu punho atravesse direto a janela.
Apenas para sentir algo.
Apenas para sentir-me humana.”

Estilhaça-me alcançou sucesso de vendas em 22 países e já teve seus direitos de adaptação para o cinema comprados pelos estúdios da 20th Century Fox.

Livros publicados no Brasil:

  • Estilhaça-me
  • Destrua-me (um conto, que deve ser lido entre o primeiro e o segundo volume, pois – segundo o que eu li na internet u_u kkk – é parte da história do primeiro livro só que do ponto de vista do nosso vilão tudibão, Warner u_u. )
  • Liberta-me

O terceiro livro da série, Ingnite me, tem previsão de lançamento no Brasil para fevereiro de 2014.  Confira a capa:

Anúncios

Um pensamento sobre “[Resenha] Estilhaça-me – Tahereh Mafi

  1. Pingback: [Resenha] Estilhaça-me - Tahereh Mafi | ...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s