[Resenha] O Duque e Eu (Os Bridgertons #1) – Julia Quinn

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas.

Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível.
É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga.
A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.
Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Esse é o primeiro de oito livros da Série “Os Bridgertons”. Cada livro irá contar a história de um dos oito filhos da Violet Bridgerton. O nome dos filhos é em ordem alfabética (Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth).

É um romance histórico e se passa no século XIX, em 1813. Nesse livro a história será focada em Daphne que já tem 20 anos e precisa se casar logo. A relação de Daphne e Simon, que começa com uma brincadeira para salvar ambos, faz com que os dois tentam fugir de certas regras da época e isso é muito conflitante. A narrativa é em terceira pessoa e os diálogos são muito divertidos.

A relação dos irmãos Bridgertons é muito legal, eles se defendem e ao mesmo tempo brigam. É uma típica grande família! A preocupação dos irmãos mais velhos em relação ao casamento e pretendentes de Daphne, mostra que eles querem que ela realmente se case por amor.

Me identifiquei muito com o Colin e a Daphne, irmãos que contam todos os segredos, uma relação muito bonita. A mãe, Violet, é bem parecida com a mãe das Bennet em Orgulho e Preconceito. E já que lembramos da obra de Jane Austen, segundo Jill Barnett “Julia Quinn é nossa Jane Austen contemporânea”.

No livro há uma pitada hot que apimenta alguns trechos do livro, mas não é como nos livros eróticos.

Fiquei muito curiosa com o que vai acontecer nos próximos livros, então com certeza irei ler todos!

Os outros livros da série:

  • O Duque e Eu (Daphne)
  • O Visconde que me Amava* (Anthony)
  • Um Perfeito Cavalheiro* (Benedict)
  • Os Segredos de Mr. Bridgerton* (Colin)
  • Para Sir Phillips* (Eloise)
  • O Conde Enfeitiçado* (Francesca)
  • Um Beijo Inesquecível* (Hyacinth)
  • A Caminho do Altar* (Gregory)

*Os títulos podem mudar

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s