[Resenha] O estranho mundo de Zofia e outras histórias – Kelly Link

Pense fora da caixinha….

O lema do Steve Jobs deveria aplica-se perfeitamente a esse livro de contos.

Kelly Link, conseguiu escrever histórias NADA convencionais. Criatividade exacerbada e facilidade em fugir completamente da realidade – Kelly, parece ter escrito o livro completamente doidona.

Quem leu e gostou de Lewis Carrol e se amarra nos filmes de Tim Burton, vai encontrar referências em suas histórias. Todas as histórias dela, pendem para o terror, mas nada muito exagerado do ponto que você teria medo de levantar para ir ao banheiro por exemplo.

Em compensação, as histórias dela criam universos paralelos dentro do nosso próprio mundo, porém as mesmas não parecem fazer muito sentido. (não parecem fazer MUITO? E se eu te dissesse que não fazem sentido nenhum???)

Num apanhado geral, todas as histórias são para lá de originais e os finais surpreendentes. A mais comum (digo… a menos esquisita) é a primeira, que dá nome ao livro.

Zofia, é avó da personagem principal que carrega todo um vilarejo dentro de sua bolsa de pele de cachorro. Essa bolsa, já bizarra por possuir essa propriedade mágica, também é atemporal… Quem entra lá, pode ficar 10 anos facilmente sem sair e quando sai… Parece exatamente da mesma maneira como entrou.

A segunda história, Hortlak, é uma história aparentemente banal, de duas pessoas trabalhando numa espécie de mercearia à beira de uma estrada, quando subitamente somos chacoalhados e nos deparamos com zumbis que agem como humanos e não necessariamente são comedores de carne humana e cérebros. Ainda assim, são bem estranhos e Batu e Erik estão trabalhando para descobrir o que os zumbis desejam e assim, conseguirem a maior experiência de vendas a varejo de suas vidas…

No conto Pele de Gato, o próprio narrador pára a história para dar uma explicação para nós leitores… Simplesmente diz: “Se estiver esperando por um final feliz nesta história, talvez seja melhor parar por aqui e ficar imaginando essas crianças, seus pais e o reencontro deles.” Muito inovador, não acha?

Na história “O canhão”, do nada um casal resolve transar DENTRO de um canhão… E o mais surpreendente é que o mesmo é acesso lançando os dois no ar no fim de tudo… Você consegue pensar em coisas mais bizarras do que isso?

Particularmente, conhecia surrealismo apenas quando se tratava de pinturas/arte; mas esse livro, me deixou muito confusa, tensa e em alguns momentos me sentindo meio burra, porque tentava achar QUALQUER sentido, mesmo que parecesse impossível existir algum…

Se você tem vontade de conhecer um mundo surpreendente fora da caixinha, leia esse livro. Se você não tem imaginação suficiente para se aventurar ou não consegue lidar com situações para lá de bizarras e surreais, passe adiante.

E sabe? Kelly Link, ganhou uma viagem ao redor do mundo respondendo a seguinte pergunta: “Por que você quer viajar ao redor do mundo?” “Porque não se pode passar por dentro dele.”

Amei a resposta dela. Definitivamente, criatividade é algo que não lhe falta…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s