[Resenha] Mama

Quando o pai de Victoria e Lilly mata a mãe das garotas, as crianças fogem assustadas para uma floresta. Durante cinco anos, ninguém tem notícia do paradeiro delas, até o dia em que elas reaparecerem, sem explicarem como sobreviveram sozinhas. Os tios das duas, Lucas (Nikolaj Coster-Waldau) e Annabel (Jessica Chastain) adotam Victoria e Lilly e tentam dar uma vida tranquila às duas, mas logo eles percebem que existe algo errado. As duas conversam frequentemente com uma entidade invisível, que chamam de “Mama”. Lucas e Annabel não sabem se acreditam nas meninas, ou se devem culpá-las pelos estranhos acontecimentos na casa.

Só o trailler do filme já me deu muito medo, eu sabia que iria sair do cinema levando susto com qualquer sombra que surgisse e digamos que foi mais do que isso, bem mais, eu trabalho numa creche e juro que fiquei com medo de ir trabalhar no dia seguinte, se alguma das minhas crianças falasse Mama hoje, eu juro que saia correndo como se não houvesse amanhã.

Eu amo filmes de terror, mas o problema de muitos filmes de terror é que eles já não me dão tanto medo, para mim o bom filme de terror tem que misturar suspense com terror, sabe aquela hora que você sabe que vai se assustar e mesmo já se preparando consegue gritar como uma criancinha numa montanha russa quando o que você esperava acontecer acontece? Então o filme Mama te dá essa sensação, confesso que muitas vezes durante o filme eu previ o que aconteceria, mas teve momentos no filmes (e muitos) que eu falei “Ok, se eu não tiver um ataque cardíaco agora, nunca mais terei.”

O bacana desse filme é que ele tem uma historia, uma historia legal que te faz pensar que realmente pode ter acontecido, o filme basicamente começa com um cara maluco que leva as filhas para o meio de uma montanha, ele leva as filhas na pressa e parece desesperado, o carro dele acaba derrapando e batendo, o pai e as duas filhas sobrevivem, ele as leva para uma cabana, é quando a gente descobre que ele tinha matado a esposa e agora vai matar as filhas e se matar depois, uma das filhas tem 1 ano de idade, essa não entende nada, a mais velha ela entende melhor as coisas, o pai antes de mata-la tira o óculos dela para ela não ver o que ele fará mas antes que ele a mate algo sai das sombras e mata o pai.

As crianças ficam desaparecidas por muito tempo, seu tio Lucas nunca deixou de procura-las, 5 anos depois de tudo o que aconteceu elas são encontradas, porém elas não estão muito normais, juro para vocês, a hora que elas aparecem, eu pensei que era a assombração, a equipe desse filme foi bem fiel ao fato de as duas garotas estarem sozinhas em uma cabana no meio do mato há 5 anos.

As duas agem como animais, apenas Victoria consegue entender algo que falam, já que ela já sabia falar quando se perdeu, mas mesmo assim age como um animal, até que seu tio dá óculos para ela, quando ela começa a ver tudo normal de novo, nesse momento a “humanização” da personagem começa.

Apesar de as estrelas principais do filme serem duas jovens atrizes (não consegui ver a idade delas), elas mostram que talento não está na idade, tendo uma interpretação impecável e admirável para garotas tão novas, os adultos também não deixam por menos, Jessica Chastain está irreconhecível totalmente transformada e Nikolaj Coster-Waldau não lembra em nada o Jaime-Príncepe-Encantado-de-Shrek-Lannister, eu só descobri que o ator era o mesmo ao procurar o nome dele.

Os efeitos especiais também estão ótimos, juro que toda vez que vejo agora uma mancha negra na parede começo a rezar tudo o que conheço com medo da Mama aparecer, a única coisa que não gostei muito foi a caracterização da Mama quando a historia dela é contada, ela está muito irreal, eu vi através do IMDB que ela é interpretada (fisicamente) por um homem (Javier Botet), vi que o ator já interpretou outros personagens com o visual bem estranho, mas eu acho que a Mama deveria ter algo mais humano.

Mas o filme realmente é muito bom, tanto em relação a interpretação dos atores, quanto o roteiro e a direção, para quem gosta de levar sustos, esse é o filme certo para testar seu coração e sua coragem. Se depois desse filme você não sair correndo quando escutar uma criança falando “Mama”, você pode considerar-se uma pessoa que não tem medo de nada.

Só deixo já avisado, o final com certeza te deixará em depressão, ele é de verdade inesperado.

Um segundo ponto de vista do filme Mama por Ana Luiza Areias

“Mama” é um filme de terror com muito mais do que sustos. O diretor Andrés Muschietti fez um filme diferente , não mais um filme de terror “sem pé nem cabeça” como temos visto muitos assim ultimamente. Mas isso não quer dizer que seja sem falhas, é claro que como qualquer filme de terror possui algumas falhas. Mas ainda assim é um filme com mais pontos positivos do que negativos.

A atriz Megan Charpentier se saiu muito bem no papel de Victoria, uma menina de 8 que já passou por muita coisa na vida e foi obrigada a se adaptar a cada uma delas.

Annabel vivida por Jessica Chastain, é uma personagem que dá para se considerar uma caixinha de surpresas, com atitudes corajosas que sem dúvida nenhuma movidas pelo amor. Annabel e Victoria são duas personagens que se destacaram muito. Existem momentos do filme em que se esquece que Lucas, tio de Lily e Victoria, existe. A irmã mais nova, Lily, sem duvida é uma fofa e tem uma grande importancia na história, mas ela não tem a ligação de Annabel e Victoria que é algum que realmente acaba chamando mais atenção.

Mama, a entidade que assombra o filme é assustadora e ao mesmo tempo um espirito digno de pena, possui uma história um tanto triste que faz com que se tenha pena dela. No inicio para Annabel e o piscíatra de Victoria, Mama é apenas algum criado pela mente de Victoria para não se sentir só.

O filme em alguns aspectos me lembrou do filme “Evocando Espíritos”, o enrredo da história não é parecido mais os personagens em alguns aspectos sim, como a “mãe dedicada”, quem em “Mama” é a Annabel e em “Evovcando Espíritos” é a Sara. E também pelo fato dos dois possuirem uma história bem feita e serem assustadores.

Sem dúvida é um dos melhores filmes de terror da atualidade, não tem a parte sinistra dos filmes de terror Japoneses, mas tem algum mais interessante : Uma história emocionante e assustadora.

O fim do filme não me decepciono, por inicio fiquei com medo de que seria um filme como ” A mulher de preto”, em que o filme vai bem e chega no final, que é totalmente sem graça.

Anúncios

4 pensamentos sobre “[Resenha] Mama

  1. Impressionante a resenha. Comecei a ler, e fiquei pensando: é exatamente isso que o filme me passou. Acho que levará um bom tempo pra aparecer um filme de suspense e terror, como ” Mama “. Isabelle Nelisse, interpretou como gente grande !!

    Gostar

  2. Eu particularmente acho que a historia começou bem, mas se Perdeu muito. A história deveria ter trabalhado mais no desenvolvimento do relacionamento de Annabel com as meninas, o que não aconteceu. Houve apenas uma vena tocante entre Lily e Annabel. Victoria se aproximou de Annabel por ter mais senso de realidade. Porém o final, com a morte de Lily não foi satisfatorio. O fato é que Lily ainda era um bebe quando foi parar na cabana, ou seja, foi criada totalmente por Mama. Porém a fantasma “Mama” que passou a vida inteira procurando por seu bebe, acabou fazendo pouco caso quando o encontrou. É bonita a relaçao entre Mama e Lily, porém não é sadia. Acredito que a personagem Lily não precisava ter Morrido.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s