Resenha – Finale (Possui Spoiller dos outros livros da série Hush Hush)

Atenção, esse post possui Spoiller dos outros livros da série Hush Hush, se não deseja saber dos spoillers pare a leitura agora mesmo.

Nora e Patch pensavam que seus problemas tinham ficado para trás. Hank estava morto, e seu desejo de vingança não precisava ser levado adiante. Na ausência do Mão Negra, porém, Nora foi forçada a se tornar líder do exército nefilim, e era seu dever terminar o que o pai começara — o que, essencialmente, significava destruir a raça dos anjos caídos. Destruir Patch. Nora nunca deixaria isso acontecer, então ela e Patch bolam um plano: os dois farão com que todo mundo acredite que não estão mais juntos, manipulando, dessa forma, seus respectivos grupos. Nora pretende convencer os nefilins de que a luta contra os anjos caídos é um erro, e Patch tentará descobrir tudo o que puder sobre o lado oposto. O objetivo deles é encerrar a guerra antes mesmo que ela venha a eclodir. Mas até mesmo os melhores planos podem dar errado. Quando as linhas do combate são finalmente traçadas, Nora e Patch precisam encarar suas diferenças ancestrais e decidir entre ignorá-las ou deixá-las destruir o amor pelo qual sempre lutaram.

Eis que finalmente temos FINALE, o quarto e último volume da serie Hush Hush da autora americana Becca Fitzpatrick.

Neste última parte da trajetória de Nora Grey – agora uma nefilim e sem grau nenhum de parentesco com o Sr. Christian Grey-, vemos a protagonista em meio a ameaça de guerra iminente entre sua nova raça e seus temíveis rivais, anjos caídos, raça de Patch, seu namorado.

É neste cenário tenso e preocupante que se desenrola a trama de Finale.

Transformada em nefilim por seu pérfido pai biológico no final do terceiro livro, Silêncio, Nora foi obrigada a fazer um juramento ao pai antes dele morrer. Juramento este que a tornou líder do exército nefilim que ele liderava. Não cumprindo sua parte no acordo, que era levar o exercito numa guerra contra os anjos caídos, Nora morreria – e sua mãe também.

Entre reuniões de conselhos, nefilins desconfiados e revoltados com a nova líder adolescente e namorada de um anjo caído, Marcie Miller como agregada e muita confusão, Nora conta com o apoio de seu amigo Scott e seu namorado, que apesar de ser um anjo caído, escolhe ficar ao lado de Nora como ela escolhe ficar ao lado dele(tudo muito óbvio).

Nora não quer a guerra e enquanto tenta encontrar meios para conquistar a confiança dos nefilins e de por um fim ao suspense em torno da guerra histórica, a garota busca se fortalecer e explorar a resistência de seu novo corpo praticando exercícios físicos com Dante, uma espécie de homem de confiança de seu falecido pai.

Como em todo clima pré-guerra, o livro é repleto de conspirações, traições e intrigas. A autora manteve a mesma escrita fluída e impecável que utilizou nos três primeiros volumes, mas mesmo assim você fica com a sensação de que o livro nasceu da noite para o dia. Dar pra perceber uma nítida perca de qualidade em alguns personagens. O que foi aquilo com a Vee?Assim, sem avisar. E com o Scott?Até a Nora se perdeu. Sobrou até para o Patch que sempre foi um baita pedaço de MAL caminho na história. Ele nunca esteve tão perto de parecer um Edward Cullen como esteve em Finale.

A guerra finalmente acontece, mas novamente você sente que a autora estava com pressa em se livrar da história e nem se importou com os pequenos delitos que cometeu durante o livro inteiro. Pelo menos a guerra proporciona boas emoções.

Apesar de algumas escolhas erradas da autora, a história fecha bem, mesmo o final não sendo digno de todo o resto da serie. O antecessor de Finale – Silêncio – foi tão bom, você coloca tanta expectativa na transição de um para o outro e durante a leitura de Finale que talvez seja isso que gere a grande decepção quando se termina a leitura.

Todos os livros da série Hush Hush já foram publicados no Brasil, são eles:

Anúncios

8 pensamentos sobre “Resenha – Finale (Possui Spoiller dos outros livros da série Hush Hush)

  1. hahahaha patch igual ao edward cullen (ri alto)… fora que ele é extremamente possessivo né… parada quase doentia… nesse ultimo livro então…. digno de rastreador e tudo…. mas no fim das contas acaba querendo um Patch para você… heheheheh…
    A historia em si, eu fiquei com medo de ser parecida com fallen, mas se mostrou ser bem diferente, mesmo sendo aquele universo de anjos e nefilins. Gostei bastante. E concordo com você o silêncio foi o melhor deles.

  2. Pingback: [Resenha] Crescendo | No Meu Mundo

  3. Pingback: [Resenha] Silêncio | No Meu Mundo

  4. Pingback: [Resenha] Sussurro | No Meu Mundo

  5. Pingback: [Análise] Os dez livros mais impactantes de 2013 | No Meu Mundo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s