[Crítica] Felicidade Por um Fio

Por conta de filmes como “A barraca do beijo” e “Para todos os garotos que já amei”, a Netflix vem se destacando por um bom investimento num gênero que fez muito sucesso entre os anos 90-2000 e  que atualmente parecia esquecido pelo cinema: a comédia romântica. Eu sempre amei as comédias românticas!Filmes como a Nova…

[Crítica] A Barraca do Beijo

Melhores amigos desde sempre, Elle (Joey King) e Lee (Joel Courtney) têm a inventiva ideia de gerenciar uma barraca do beijo durante um evento da escola. Para fazer da proposta um sucesso, a garota tenta convencer o galã Noah (Jacob Elordi), seu crush e irmão mais velho de Lee, a participar da brincadeira. Ele mostra-se…

[Resenha] Cartas de Amor aos Mortos

Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas…

O Jeito de Fazer Romance de Woody Allen

Quando pensamos em comédias românticas normalmente vem a nossa cabeça aquela boa e velha estrutura com a qual estamos acostumados: Existe um casal apaixonado Eles descobrem que se amam (depois de muito drama e enrolação) Acontece algo que torna impossível os dois ficarem juntos (ou eles ficam juntos algum tempo e acontece algo que separa…

[Resenha] Magia Ao Luar

É impossível negar que Woody Allen deixou uma marca no cinema, uma vez que sua filmografia conta com um abundante número de clássicos e suas obras influenciaram gerações de novos cineastas. Impossível negar também que o diretor ainda é capaz de impressionar, como no ano passado, com “Blue Jasmine”, filme que arrebatou a crítica e…

[Cena Alternativa] Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, de Woody Allen

A partir de hoje, o No Meu Mundo ganha mais uma coluna: o Cena Alternativa, em que vamos falar sobre filmes clássicos, antigos ou só diferentes do que estamos acostumados a ver no nosso dia a dia. Quinzenalmente, falaremos sobre obras marcantes, longa-metragens que atravessam (ou atravessarão) décadas ou filmes que apenas nos ajudam a…