[Resenha] Pérola na Areia – A História da Prostituta Raabe

Como uma gentia, marcada por um passado arruinado e de má reputação, pode fazer parte da linhagem de Cristo e se tornar símbolo de fé autêntica e irrepreensível diante de Deus? Seria possível.

Alguns podem questionar o fato de Raabe ter sido respeitada, a ponto de ter seu nome escrito nas Escrituras, mas poucos teriam a mesma ousadia. O livro Pérola na Areia quebra alguns tabus acerca da redenção dessa mulher que, embora gentia, reconheceu a soberania do Deus de Israel e ousou enfrentar o seu próprio povo. Ela fez a graça de Deus alcançar sua vida, tornando o pecado como fio escarlate, agora, na pureza mais alva que a neve. Todos conhecem a história de Raabe, a prostituta, mas poucos reconhecem que foram sua ousadia e fé balizadas pela boa obra que salvaram os espiões e os ajudaram a conquistar a Terra Prometida.
Pérola na Areia o conduz a uma incrível e emocionante jornada pela história de uma gentia, que, em meio a uma nação pagã destruída, teve a vida poupada como fruto de sua fé sincera. Vemos, também, que Salmom — um grande homem de fé, influente líder de Judá estimado em toda Israel e inimigo dos gentios — fará Raabe redescobrir um sentimento intenso e conflitante que começará em seu próprio coração.
Descubra como uma gentia alcançou tal graça diante de Deus e fez parte da genealogia de Cristo.

Raabe é uma mulher que, aos 15 anos de idade, foi obrigada pelo pai a se tornar prostituta para sustentar a família. Naquela época(antes de Cristo), mulheres que se prostituíam eram consideradas sem honra e dignidade. De início, Raabe se sentiu desamparada, principalmente por ter sido traída pela própria família, mas depois ela acabou dando um jeito de viver bem com o que fazia, mas jurou em seu coração que nunca mais confiaria em homem nenhum, muito menos abriria o seu coração para o amor.

Aos 26 anos, Raabe vivia uma vida consideravelmente boa, mas vazia.Ela possui seu próprio estabelecimento e decide quem serão seus clientes. E foi destes clientes que ela começou a ouvir falar dos hebreus e dos feitos do Deus deles. Ela começa, então, a sentir uma afeição por aquele deus, já que os deuses da sua terra, há muito tempo a haviam desapontado. Por conta dessa admiração, ela esconde 2 espiões hebreus em sua casa e faz um pacto com eles para que eles deixem ela e a sua família viva, quando derrotarem a sua cidade. Essa derrota não demora muito, esse pacto é cumprido e Raabe e sua família passam a viver com o povo hebreu.

Na Tribo de Israel ela conhece Salmom, um dos líderes daquele povo, muito cheio de fé e honra, e logo começa a ter sentimentos diferentes por ele, o problema é que Salmom a julga pelo seu passado e está disposto a encontrar apenas uma falha nela e em sua família para que eles sejam expulsos de Israel.

Não conhecia a história de Raabe,tomei conhecimento de sua existência na novela que passava na emissora Record.Passei a acompanhar por ter achado interessante a história dela. Quando recebi o livro logo me propus a ler. Tinha minhas ressalvas por não ser um gênero que tivesse o costume de ler, porém fui surpreendida. O desenrolar da trama foi me conquistando a cada página lida. O foco do livro é na vivência dela com o povo Hebreu, então sua vida antes da queda dos muros de Jericó é contada bem rapidamente.

O romance entre Raabe e Salmom se dá de uma forma tão intensa e bonita que fiquei boquiaberta. Confesso que por ser um romance bíblico tinha em mente que seria tudo muito água com açúcar e que não me comoveria, ledo engano meu. Os diálogos e as interações entre os dois eram bem intensas, até mais que em muitos outros romances renomados mundo afora. Me peguei suspirando com as cenas entre os dois, que mesmo após o casamento precisam superar todo o peso que o passado dela traz.

A escrita da autora foi outro dos fatores que me surpreenderam. Tessa Afshar conseguiu trazer um romance tocante e com fidelidade aos escritos. A leitura é fluida e bastante válida, mesmo que não seja seu gênero favorito. Me agradou tanto que já quero ler os demais livros da autora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *