[Resenha] Grey

Na voz de Christian, e através de seus pensamentos, reflexões e sonhos, E L James oferece uma nova perspectiva da história de amor que dominou milhares de leitores ao redor do mundo.

Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.

Será que, com Ana, Christian conseguirá dissipar os horrores de sua infância que o assombram todas as noites? Ou seus desejos sexuais obscuros, sua compulsão por controle e a profunda aversão que sente por si mesmo vão afastar a garota e destruir a frágil esperança que ela lhe oferece?

Falar de Grey é chover no molhado para pessoas que gostam de livros Hots e com temática BSDM. Não vai ter muitas surpresas, já que a história é contada por Chistian Grey, nosso amado Senhor Grey. Então vamos a minha opinião sobre o livro.

O livro inicia- se com o mundo de Christian Grey, mostrando toda sua riqueza e seu estilo. Um Grey que só pensa em dinheiro, luxo e sexo( óbvio, né?). E já está sentindo falta de ter uma submissa a seu bem- querer.

Logo temos Grey em seu império e recebe Anatacia Stelle para entrevistá- lo, o que deixa irritado, pois esperava Katherine para fazer a entrevista. Afinal, Mr. Grey não gosta de surpresas e nem que o contrariem. Anastacia é espirituosa, desastrada e tem um olhar cabisbaixo, o que atiça a curiosidade de Grey e o faz imaginar como seria esta jovem como submissa.

A partir deste momento Grey mostra- se um perseguidor e corre atrás de Ana, ao menos para tentar transformá- la numa submissa.

Num determinado momento Christian propõe uma relação sadomasoquista a Ana, e descobre que a mesma nunca teve um relacionamento, nem muito menos tenha tido relações sexuais.

O problema é que Christian se apaixona e vive um conflito interno sobre este sentimento que nunca sentiu e a vontade avassaladora de estar com Ana. Adento para Christian ser manipulador, psicótico, louco e perseguidor. Mas ainda encanta Ana que não aceita de imediato essa relação contratual com ele.

A relação desenrola com amor de ambos os envolvidos, mas nenhum dos dois dão o braço a torcer. Ana cede em algumas situações a relação sexual e dominadora que Christian propõe.

O livro dá detalhes de traumas de infância que não eram descritos em 50 Tons. Neste livro temos um Christian 50 vezes mais fodido e instigante. Ainda temos uma noção de toda loucura de Leila por Christian. O livro não tem nada de surpreendente, mas temos sim uma versão maravilhosa escrita por James sobre nosso amado Mr Grey.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *