[Resenha] Estudos Sobre Veneno – As Lendas de Yelena Zaltana

Prestes a ser enforcada, Yelena é agraciada com uma prorrogação extraordinária para sua pena. Ela aceita se tornar provadora de comida e morrer no lugar do Comandante de Ixia. Mas Valek, o chefe da segurança, não deixa brecha para fuga e a envenena com Pó de Borboleta. Somente se apresentando diariamente para ele, Yelena poderá tomar o antídoto. Enquanto tenta encontrar um meio de escapar, rebeldes planejam sitiar Ixia, e Yelena desenvolve poderes mágicos. Sua vida é ameaçada e ela precisa escolher de novo… Estudos sobre veneno, primeiro livro da trilogia As Lendas de Yelena Zaltana, é uma história que encanta como uma poção mágica. O reino criado em detalhes por Maria V. Snyder deixa lugar para novas fábulas com Yelena. Um romance de estreia que impressiona ao mesclar fantasia, suspense e aventura e que foi comparado a Guerra dos Tronos, de George R. R. Martin pela Publishers Weekly.

Esse livro é fantástico!O tipo de livro que você começa a ler e não consegue mais largar até atingir a última página, onde você é tomada por uma grande aflição para ler a continuação!

Eu fui fisgada pela beleza dessa trilogia logo no primeiro paragrafo desse primeiro volume “Estudos Sobre Veneno”. A autora Maria V. Snyder conquista  pela simplicidade e com toda a genialidade com a qual ela constrói os enredo e os personagens.

Em “Estudos sobre Veneno”, conhecemos a grandiosa protagonista desenvolvida por Snyder, Yelena, além do incrível mundo, repleto de possibilidades, que ela criou.

Yelena é uma prisioneira condenada, acusada de assassinato e ver sua sorte mudando de forma sombria ao ser levada pelos guardas do quartel general de Ixia (no dia em que ela seria morta para cumprir sua sentença), até a sala do chefe de segurança do Comandante Ambrose, o temido Valek.

Valek oferece a Yelena um prazo maior de validade, adiando sua sentença, desde que ela se tornasse a provadora de comida do Comandante Ambrose, função que poderia matá-la envenenada a qualquer momento.

Desorientada, mas avaliando com cuidado qual seria sua melhor opção, Yelena acaba aceitando a proposta de Valek. Assim, ele passa a ensiná-la a reconhecer cheiros e gostos dos venenos para que ela pudesse servir ao Comandante de Ixia.

Mas a escolha de Yelena para o cargo não agrada a todos, e agora além da possibilidade de morte a cada refeição do Comandante, do veneno que Valek num golpe baixo a fez ingerir e que a deixou eternamente dependente de um antídoto(que somente ele conhece os ingredientes) para não morrer, Yelena também tem que lhe dar  com todo o seu passado que volta para assombra-la e para tentar matá-la. E como se não bastasse, de uma hora pra outra, uma poderosa feiticeira do território de Sitia, parece muito interessada em conseguir primeiro a tão disputada cabeça de Yelena.

Daí em diante somos envolvido por uma grande teia de  conspirações, intrigas, segredos do passado, tensões sócio-políticas entre Ixia; que condena a magia e Sitia; que é a terra dos feiticeiros, muitos deles fugido de Ixia quando o Comandante Ambrose desbancou o rei e declarou uma dura caça as bruxas, por melhor que tenha sido suas intenções.

Além da combinação política, veneno, magia e aventura, temos também o bom e velho romance. A química que crepita entre Yelena e Valek é ótima. Eles se combinam, um completando o outro.

Na verdade, a Yelena é uma das melhores protagonistas que eu já tive o prazer de conhecer. Mesmo quando as coisas estavam ruins para ela, quando todos estavam contra ela, a mocinha se manteve firme, fez amigos fiéis e maravilhosos, buscou se fortalecer para enfrentar seus inimigos em pé de igualdade. E ainda melhor, conquistou o respeito e o amor do quase inalcançável Valek.

Valek é outro que cativa bastante, com uma senso de honra e lealdade incontentáveis, sendo um assassino frio e inexorável com um linha de raciocínio inteligente e letal. Mas apesar de ser um gatuno filha da mãe, não adianta, você fica querendo ter um pra você!

O universo que a Maria criou é uma coisa além do que se está acostumado a ler. Eu tive as minhas experiências com magia, claro, mas não é algo que eu realmente goste de ler. E o engraçado é que nesse livro, tudo soou tão certo e correto que ficou simples, claro e de acordo. Como se tudo estivesse no lugar.

É fácil se identificar com os personagens, muitas vezes eu me vi no lugar da Yelena e tomando as mesmas decisões que ela. E no final de tudo, valeu muito a pena. Livro raro, grandioso e fantástico!

“— Yelena, você me enlouqueceu. Você me causou um bocado de problemas e, desde que a conheci, contemplei a ideia de dar um fim à sua vida pelo menos duas vezes.
A respiração de Valek provocava arrepios na minha espinha.
— Contudo, você conseguiu penetrar a minha pele, invadir o meu sangue e se apossar do meu coração.
— Parece mais um veneno do que uma pessoa — foi tudo o que consegui dizer.
Sua confissão ao mesmo tempo me empolgava e me chocava.
— Exatamente — Valek retrucou. — Você me envenenou.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *