[Resenha] Confie em Mim

“Harlan Coben é mestre em prender a atenção do leitor e criar histórias surpreendentes. Ele vai seduzir você na primeira página apenas para chocá-lo na última.” – Dan Brown, autor de O Código Da Vinci. Preocupados com o comportamento cada vez mais distante de seu filho Adam – principalmente depois do suicídio de seu melhor amigo, Spencer Hill -, o Dr. Mike Baye e sua esposa, Tia, decidem instalar um programa de monitoração no computador do garoto. Os primeiros relatórios não revelam nada importante. Porém, quando eles já começavam a se sentir mais tranquilos uma estranha mensagem muda completamente o rumo dos acontecimentos:”Fica de bico calado que a gente se safa.” Perto dali, a mãe de Spencer, Betsy, encontra uma foto que levanta suspeitas sobre as circunstâncias da morte de seu filho. Ao contrário do que todos pensavam, ele não estava sozinho naquela noite fatídica. Teria sido mesmo suicídio? Para tornar o caso ainda mais estranho, Adam combina ir a um jogo com o pai, mas desaparece misteriosamente. Acreditando que o garoto está correndo grande perigo, Mike não medirá esforços para encontrá-lo.Quando duas mulheres são assassinadas, uma série de acontecimentos faz com que a vida de todas essas pessoas se cruzem de forma trágica, violenta e inesperada.

Até onde você iria por amor a sua família?

Você encontra esta pergunta logo na maravilhosa capa desse livro, e essa simples pergunta já é o suficiente pra te fazer pensar num monte de coisas sobre a sua vida e sobre o que esperar durante a leitura

Sem sombra de dúvidas se trata de um livro maravilhoso, embora não seja um dos melhores do autor. Assuntos polêmicos são abordados como quebra de confiança, tráfico de remédios controlados, espionagem, bullyng e violência. Tudo isso porque Confie em Mim é uma espécie de projeto diferente do meu divo maravilhoso, Harlan Coben, quase como um livro de auto ajuda para pais e filhos, mas é claro que com a mesma pegada de suspense eletrizante, critica social e leitura instigante tão clássica de Coben.

Somente neste livro você encontra cinco histórias diferentes, fica achando que não dá pra encaixar todas as peças e todas as histórias contadas. Mas o danado do autor consegue ligar perfeitamente todas elas com maestria de cair o queixo no final.

Confie em mim proporciona uma leitura excelente que faz você refletir sobre os limites entre confiança e liberdade, privacidade e respeito.

Mesmo não sendo o melhor livro dele, a trama de Confie em Mim simplesmente te prende do inicio ao fim, isso porque Coben na minha humilde opinião é o melhor autor de suspense da atualidade. Então se você gosta de um bom suspense policial, esse é o autor!

“A maioria das pessoas pensariam justamente o contrário, que as vítimas de violência teriam aversão a qualquer espécie de agressão. Mas a verdade é que o mundo não funciona assim. Violência gera violência, e não só pela via mais óbvia, a da retaliação. Uma criança violenta tem grandes chances de um dia vir a violentar crianças também. O filho que vê o pai espancando a mãe tem grandes chances de um dia vir a espancar a própria mulher.

Por quê?

Por que nós, humanos, nunca aprendemos as lições que deveríamos aprender?O que haverá na nossa índole que, na verdade, nos empurra para aquilo que deveríamos repelir?”

Pág 154

1 comentário Adicione o seu

  1. Hello There. I found your blog using msn. This is a very well written article. I will make sure to bookmark it and come back to read more of your useful info. Thanks for the post. I will definitely return.

  2. Pingback: Google
  3. J.jnior disse:

    Sou fã do Harlan Coben, não existi um escritor tão foda quando ele(pra mim, não existe…), além de ele prender a pessoa, ele tb consegui, fazer com que vc entre pra história… muito bacana, Confie em Mim é dos livros prediletos que o tenho..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *