[Análise] Descobrindo Westeros

As Crônicas de Gelo e Fogo se passa no continente de Westeros, que vai desde as Terras de Sempre Inverno, ao Norte, com suas terras sombrias e gélidas, até as terras secas e pedregosas de Dorne, ao extremo sul. Além deste continente há outros dois que compõe este mundo. Essos está situado a leste de Westeros, separando-os pelo Mar Estreito, esse também é o maior dos três continentes. Suas regiões mais importantes são as Cidades Livres como Bravos, Lys, Tyrosh, Pentos, entre outras e o Mar Dothraki, uma planície de pastagem habitada pelo povo dothraki, um povo guerreiro de hábitos nômades e costumes e língua própria. Sothoryos é o terceiro e último continente, situado ao sul de Essos, além do Mar de Verão e é um continente aparentemente inexplorado.

A primeira região é conhecida como Pra Lá Da Muralha, se estendendo do Norte da Muralha até as Terras de Sempre Inverno. Grande parte do território  é ocupada pela Floresta Assombrada, onde se encontram diversos e estranhos animais e algumas poucas tribos que conseguiram se adaptar ao clima gelado e sombrio, chamados selvagens. Além desses os patrulheiros da noite, ordem juramentada que guarda a muralha, vão encontrar figuras estranhas, semelhantes a humanos, mas que não têm vida e odeiam fogo e aço, apelidados de os “Outros”.  Os selvagens proclamaram um Rei-pra-lá-da-muralha e este comanda todas as vilas e tribos da região.

Mais abaixo se localizam as Terras do Norte, maior região com terras que vão desde a fronteira com a Muralha até as regiões pantanosas do Gargalo. Essas terras são comandadas pelos Stark de Winterfell há séculos, primeiro como reis do norte, depois como suseranos e novamente como reis do norte. Seus vassalos guardam terras como Porto Branco, Karhold, Forte do Pavor, Ilha dos Ursos entre outros, todas pertencentes ao norte. Nesta região, neva tanto no verão quanto no inverno e os seus habitantes depositam sua fé nos deuses antigos, embora haja os que se declarem fiéis a Fé dos Sete.

Situados a Oeste, ainda no norte, as Ilhas de Ferro são um conjunto de sete ilhas, governadas pelos Greyjoy de Pyke, escolhidos para comandar após o fim da linhagem de Harren, O Negro. Os seus habitantes são marinheiros de conhecimento naval inigualável e fazem suas preces ao Deus Afogado, pouco conhecido nas outras regiões.

Às margens dos rios Ramo Vermelho, Ramo Verde, Ramo Azul e Pedregoso estão situadas as Terras Fluviais. Antes da chegada de Aegon, O conquistador a região era comandadas pelas Ilhas de Ferro, porém alguns de seus vassalos se rebelaram contra Harren lutando ao lado dos Targaryen. Após a vitória, os Tully foram recompensados, tornando-se suseranos das terras.

À Leste das terras fluviais, localiza-se o Vale de Arryn. Cercado por cadeias montanhosas, as pessoas são obrigadas a viver ao longo das costas e suportar seus invernos rigorosos. Os Arryn são uma das antigas linhagens mais nobres e sua fortaleza é considerada invencível, visto que se situa no topo de uma montanha possuindo assim um caminho muito traiçoeiro e ainda mais agravado com a presença dos clãs da montanha.

A região mais rica de Westeros é as Terras Ocidentais, governada pelos Lannister de Rochedo Casterly. Não é tão grande como o Vale Arryn, mas nela estão as minas de ouro e prata mais importantes do continente. Além de possuírem o Lannisporto, por onde escoam grande parte da produção.

Porto Real e redondezas fazem parte das Terras da Coroa, não possuem grandes histórias, embora diferenciem-se das outras por ser comandada pelo próprio rei no Trono de Ferro.

Mais ao sul localizam-se as terras da Campina, segunda maior região perdendo apenas para o norte, embora mais fértil e povoada devido aos seus campos planos e clima ameno. Os suseranos destas terras são os Tyrell de Jardim de Cima conhecidos por serem intendente dos reis. Ganharam as terras após a extinção da linhagem Gardener e rendição dos intendentes aos Targaryen.

Em divisa com a Campina estão as Terras da Tempestade, nome adquirido por possuir um mar muito agitado e de difícil passagem.  Uma das menores regiões do continente, marcadas por florestas e montanhas. Essas terras foram governadas pelos Baratheon de Ponta Tempestade e posteriormente no reinado de Aerys II, Robert Baratheon tomou o Trono de Ferro tornando a casa de linhagem real.

Por fim, o território mais meridional (ao sul) é Dorne com seus territórios desérticos e quentes. Ao contrário das demais terras que foram invadidas pelos ândalos, Dorne teve uma invasão Roinar, agregando grande parte de seus costumes e de sua cultura. Devido a essa diferente invasão, os filhos mais velhos herdam os títulos do pai, sejam eles homens, ou mulheres, de acordo com a tradição. As terras são dominadas pelos Martell de Lançassolar que trocam o título de rei pelo de príncipe de acordo com a cultura roinar. Além disso, Dorne foi o único reino de Westeros que teve êxito na resistência contra os Targaryen, vindo se juntar a ele somente dois séculos depois com o casamento de um Targaryen com uma Martell.

Curiosidades do Reino:

  • Era comum os Targaryen casarem-se entre si para manter a pureza da linhagem do dragão, como eram conhecidos;
  • Cada região possui um sobrenome atribuído aos bastardos, por exemplo, no Norte é Snow; Nas Fluviais é Rivers; Na Campina é Flowers; Entre outras regiões;
  • Os Outros eram mortos-vivos que habitavam a floresta assombrada, até dormirem 8 mil anos e caírem no esquecimento, embora sejam logo lembrados pelos seus olhos azuis sempre olhando o céu, suas mãos negras e por se levantar quando era pra se estar morto;
  • Os Targaryen eram temidos por possuírem grandes e ferozes dragões que cuspiam fogo para todos os lados. Suas características mais marcantes eram seus olhos violetas e cabelos platinados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *