[Resenha] Sandman

Sandman é uma revista de história em quadrinhos , sucesso de crítica e público. Foi criada por Neil Gaiman em 1988 para o selo Vertigo da Editora DC Comics. Suas histórias descrevem a vida de Sonho, o governante do Sonhar (o mundo dos sonhos) e sua interação com o universo, os homens e outras criaturas.

Ele é um Pérpetuo – os Perpétuos são manifestações antropomórficas de aspectos comuns a todos os seres vivos: Destino, Morte, Sonho, Destruição, Desejo, Desespero e Delírio. Os 7 perpétuos não são deuses, mas sim entidades além, responsáveis pelo ordenamento da realidade conhecida. Só sua existência mantém coeso o universo físico e todos os seres vivos

Eu adoro Sandman, acho que minha parte preferida são as citações, que podem ser utilizadas normalmente fora do universo dos quadrinhos, são citações reais que lhe fazem pensar, eu leio muitas revistas, HQ’s, essas coisas, mas de fato, acho que nenhuma delas é tão interessante quanto Sandman, nos dá tanto quanto Sandman, eu já criei muitos personagens baseados em citações que se tiram na revista, para quem curte, vale muito a pena comprar.

Bem, agora que vocês tem uma vaga ideia de quem é Sandman, eu vou colocar algumas citações que tem nas revistas e que eu simplesmente adoro:

“É apenas isto: se você vai ser humano, tem um monte de coisas no pacote.
Olhos, um coração, dias e vida. Mas são os momentos que iluminam tudo.
O tempo que você não nota que está passando… é isso que faz o resto valer.”

“Sonhos não fazem promessas”

“Você já amou? É horrível, não? Você fica tão vulnerável. O amor abre o seu peito e abre o seu coração e isso significa que qualquer um pode entrar em você e bagunçar tudo. Você ergue todas essas defesas. Constrói essa armadura inteira, durante anos, para que nada possa lhe causar mal. Aí uma pessoa idiota, igualzinha a qualquer outro idiota, entra em sua vida. Você dá a essa pessoa um pedaço seu, e ela nem pediu. Um dia, ela faz alguma coisa besta como beijar você ou sorrir, e de repente sua vida não lhe pertence mais. O amor faz reféns. Ele entra em você. Devora tudo que é seu e lhe deixa chorando na escuridão. E então uma simples frase como ‘talvez devêssemos ser apenas amigos’ se transforma em estilhaços de vidro rasgando seu coração. Isso dói. Não só na sua imaginação ou mente. É uma dor na alma, uma dor no corpo, é uma verdadeira dor-que-entra-em-você-e-o-destroça-por-dentro. Nada deveria ser assim, principalmente o amor.

Odeio o amor”.

“Às vezes é um erro subir, mas é sempre um erro nunca tentar. Se você não subir, não vai cair. A verdade é essa, mas será tão ruim assim fracassar, tão duro cair? Às vezes, você desperta … outras, sim, você morre. Mas há uma terceira alternativa. Você voa.”

“Todas as histórias tem finais felizes se soubermos quando parar de conta-las, pois se você as deixa durar muito terminam sempre em morte.”

“Só tenho dois tipos de sonhos: os ruins e os terríveis. Com os ruins consigo lidar, são apenas pesadelos e logo acabam, eu acordo. Os sonhos terríveis são os sonhos bons, nos sonhos terríveis tudo vai bem…. Tudo é maravilhoso e normal. Tudo vai bem. Aí … eu acordo e ainda sou eu. E continuo aqui. E isso é realmente terrível.”

“Algumas coisas são grandes demais para serem vistas. Algumas emoções enormes demais para serem sentidas.”

“SONHEM! Sonhos moldam o mundo. Sonhos recriam o mundo, todas as noites.”

“O que ganho eu, se conquisto aquilo que busco? Um sonho, um alento, uma espuma de alegria fugidia. Quem compra o contentamento de um minuto para se lamentar uma semana?”

“Andei fazendo uma lista de tudo que não ensinam na escola. Não ensinam a amar. Não ensinam a ser famoso. Não ensinam a ser rico ou pobre. Não ensinam a se afastar de alguém que você não ama mais. Não ensinam a saber o que se passa na cabeça dos outros. Não ensinam o que dizer a alguém moribundo. Não ensinam nada que valha a pena saber”

“O mundo é tão sólido e estável quanto uma camada de espumas sob um poço sem fundo de águas negras.
Significa que somos apenas bonecas. Que não sabemos nada sobre o que realmente acontece.
Que só nos enganamos sobre controlarmos nossas vidas porque a uma distância menor do que a espessura do papel, coisas que nos levariam à loucura, se pensássemos nela por muito tempo, brincam conosco”.

“Às vezes, podemos escolher o caminho por onde seguimos. Em outras, nossas escolhas já foram feitas. E algumas vezes, simplesmente não temos escolha”

“Se houvesse tempo para voltar,
eu teria continuado.
Se houvesse tempo para
continuar,eu teria vivido”

“Por que eles culpam a mim pelos seus defeitos? Usam meu nome como se eu passasse o dia inteiro instigando-os a cometerem atos que, de outra forma, achariam repulsivos. “O demônio me forçou”. Nunca forcei ninguém a fazer nada. Nunca. Eles vivem suas vidas medíocres. Eu não as controlo de maneira alguma. Então eles morrem, vêm para cá (tendo transgredido o que acreditavam ser certo) e esperam que seus desejos de dor e retribuição sejam satisfeitos por nós. Eu não os faço vir para cá. Eles falam de mim como se eu andasse por aí comprando almas na feira, e nunca pararam para se perguntar por quê. Eu não preciso de almas. E COMO ALGUÉM PODE COMPRAR UMA ALMA? NÃO. ELES PERTENCEM A SI MESMOS… MAS ODEIAM TER QUE ENCARAR O FATO.”

“Como você se sentiria sobre a vida se a Morte fosse sua irmã mais velha?”

“Eu sei o que vocês pensam de mim, mas eu sei de coisas que nenhum de vocês sabem!”

“Eles vêem apenas o prêmio, seu maior desejo, seus sonhos… Mas preço de se receber aquilo que se quer é receber aquilo que um dia se quis.”

“Quando a primeira coisa viva surgiu, eu estava lá esperando. Quando a última coisa viva morrer, meu trabalho terá terminado… Eu colocarei as cadeiras sobre as mesas, apagarei as luzes e deixarei pra trás todo universo enquanto saio.”

“Eu te concedo o dom do despertar eterno”

“Que poder o inferno teria se os presos daqui não conseguissem sonhar com o paraíso?”

“Corpos são estranhos. Algumas pessoas têm problemas sérios com algumas coisas que acontecem no interior deles. Você descobre que dentro de alguém que você conhece só há muco, carne, limo e ossos. Eles menstruam, salivam, defecam e choram. Você sabia? Isso às vezes acaba com o romance.”

“Desespero diz pouco mas é paciente.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *