[Resenha] O Menino da Mala

“Você adora salvar as pessoas, não é? Bem, aqui está a sua chance.” Mesmo sem entender o que sua amiga Karin quer dizer com isso, Nina atende seu pedido e vai até a estação ferroviária de Copenhague buscar uma mala no guarda-volumes. Dentro, encontra um menino de 3 anos nu e dopado, mas vivo.

Chocada, Nina mal tem tempo de pensar no que fazer, pois um brutamontes furioso aparece atrás do garoto. Será que ela está diante de um caso de tráfico de crianças? Sem saber se deve confiar na polícia, ela foge com o menino e vai à procura de Karin, a única que pode esclarecer aquele absurdo.

Quando descobre que a amiga foi brutalmente assassinada, Nina se dá conta de que sua vida está ameaçada e que o garoto também precisa ser salvo. Mas, para isso, é necessário descobrir quem ele é, de onde veio e por que está sendo caçado.

Neste primeiro livro da série da enfermeira Nina Borg, vendido para 27 países, as autoras Lene Kaaberbøl e Agnete Friis apresentam uma heroína que luta contra seus demônios e busca fazer justiça em meio à crueldade e à indiferença do mundo.

“O que você faria se encontrasse dentro de uma mala um menino du, dopado mas ainda vivo?”

Essa foi a primeira frase que li desse livro e foi essa frase que me fez querer ler o livro e logo me identifiquei com Nina Borg, a protagonista dessa historia, Nina é uma enfermeira da Cruz Vermelha que vive na Dinamarca, bem eu sou voluntária da Cruz Vermelha e isso me fez me sentir mais próxima dessa historia.

A historia começa com Karin, uma grande amiga de Nina, pede para Nina ir à estação de Copenhague e retirar uma mala do guarda volumes urgentemente, mesmo sendo esse um pedido estranho Nina acata o pedido da amiga, e fica surpresa quando repara que ela não é a única que quer a tal mala, um cara agressivo também a quer, mas o que essa mala tem de tão especial assim? Nada menos que uma criança, mais especificadamente um menino nu e dopado que está preso na mala.

Sem saber o que fazer Nina resolve levar o menino consigo até conseguir saber como proceder, talvez o óbvio seria ir até a policia, mas Nina tem receio que procurar a polícia possa piorar as coisas.

Para completar Nina quer saber o porque Karin sabia do que tinha na mala? Qual a ligação dela com o valentão e esse garoto? Quem é o menino que para completar não fala a sua lingua?

Um livro envolto em mistérios e temas polêmicos que te faz refletir muito ao mesmo tempo que gruda a sua atenção te fazendo devorar as páginas até chegar ao final, tendo a visão e a historia de outros personagens, “O Menino da Mala” te faz refletir sobre mocinhos, bandidos, motivação e verdades diferentes, amo esse tipo de historia.

O livro mostra a narrativa de vários personagens, mas não é algo que possa vir dar algum problema, pois não tem como se perder nele, é um livro muito bem explicado e que a historia se encaixa perfeitamente como se fosse um quebra cabeça.

E o final… Que final… Me deixou extremamente satisfeita e empolgada, por ser um livro pequeno e com uma narrativa muito instigante ele se torna uma leitura ótima para quem curte suspense policial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *