[Resenha] Amante Revelado – por Taiany Araujo

Butch O’Neal é um lutador por natureza. Ex-policial da divisão de homicídios, durão, ele é o único humano que já foi admitido no círculo da Irmandade da Adaga Negra. E deseja mergulhar ainda mais fundo no mundo dos vampiros, na guerra contra os redutores. Não tem nada a perder. Seu coração pertence a uma vampira, uma beldade aristocrática inatingível para ele. Se não pode ter Marissa, então, pelo menos, quer lutar lado a lado com os Irmãos. O destino o amaldiçoa realizando precisamente o seu desejo. Quando Butch se sacrifica para salvar um vampiro dos assassinos, cai vítima da força mais sinistra dessa guerra. Deixado para morrer, é encontrado por um milagre, e a Irmandade recorre a Marissa para trazê-lo de volta. Mas, mesmo o seu amor pode não ser suficiente para salvá-lo…

Eis um livro polêmico da saga Irmandade da Adaga Negra. Por quê? Ah, vocês vão saber.
Amante revelado é o quarto livro da série Irmandade da Adaga Negra da autora americana J.R.Ward. Nele vamos adentrar na história do policial Butch O’Neal que não é propriamente um irmão, ainda.

Há muitas reviravoltas neste livro, e a revelação- por isso o nome- do papel decisivo do nosso humano na história. Mas não são essas reviravoltas e revelações propriamente ditas que tornam este um dos livros mais polêmicos de IAN, e sim, a relação “estranha” de Butch com Vishous.

Discordando da opinião geral, acredito que a relação do tira com o V não foi amorosa apesar dos mesmos também terem suas dúvidas, e que essa relação era e é necessária para o desenrolar da história do Vishous, já que este começa a aprender a se relacionar e a deixar os outros se relacionarem com ele.

No entanto, como eu disse, minha opinião é contraria a maioria, havendo muitos burburinhos sobre os dois e a decisão da autora de vincular o Butch com a Marissa. Sim, está mesma. A antiga “rainha” do Wrath.

Brian O’Neal, ou Butch como é mais conhecido, era policial em Caldwell e fora “apresentado” a Irmandade pela Beth no primeiro livro, eles eram conhecidos e por pouco não foram mais do que isso. Por obra do destino, quando – ainda no primeiro livro – Beth precisa de ajuda para voltar a Irmandade, Butch é quem está por perto. A partir daí, foram apenas surpresas na vida do antigo policial. Ele se torna uma importante peça na Irmandade, levando-o a obter um papel mais efetivo na luta contra a Sociedade Redutora. Tão efetivo quanto os Irmãos, na verdade.

Um aparentemente humano sem nenhum “aproveitamento” se transforma em uma importante arma a favor dos vampiros. Como já sabemos, no primeiro livro (Amante Sombrio) Butch fica todo encantado com uma vampira chamada Marissa – logo ela né!

O problema é que esse romance é duplamente dificultado; primeiro porque eles são de espécies diferentes, e segundo porque o irmão da Marissa é uma mala sem alça que só sabe se meter na vida dela e atrapalhar tudo.

Mas como a titia Ward é muito boazinha e nos livros tudo pode dar certo na final, nada é tão complicado que não possa se resolver como num passe de mágica, e é realmente isso que acontece, só não vou falar mais porque está é uma das GRANDES reviravoltas da história e não quero estragar a surpresa de ninguém.

Posso dizer apenas que o Ômega tem fator decisivo nisso tudo. Pois é, a autora não se esqueceu de nada e a Sociedade Redutora está cada vez mais presente e organizada.

Percebemos como a autora vem crescendo e aprimorando sua escrita, tornando a história mais concisa, elaborada e empolgante.

“- Então, essa é minha história, Marissa. Sempre tive um pedaço faltando, por toda a minha vida. Sempre fui diferente das outras pessoas, não apenas em minha família, mas quando eu estava trabalhando aqui na polícia também. Eu nunca me encaixei… até conhecer a Irmandade. Conheci as pessoas de sua espécie e, droga, agora eu sei por quê. (…)”

Bom, só posso dizer que SUPER recomendo este livro, assim como toda a série. E que apesar de muitos comentários negativos, ele realmente é muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito bom e muito bem escrito. Prova disso é que Amante Revelado ganhou o RITA para melhor romance sobrenatural de 2008. Parabéns Ward cada vez amo mais e mais seus guerreiros sexys e apaixonantes.

Livros da série IAN até o momento:

1 comentário Adicione o seu

  1. Taiany disse:

    Oh sentindo-me super honrada.

  2. Drika disse:

    “Vishous, já que este começa a aprender a se relacionar e a deixar os outros se relacionarem com ele.” Muito bom, não tinha visto por este lado !
    “e segundo porque o irmão da Marissa é uma mala sem alça que só sabe se meter na vida dela e atrapalhar tudo.” Se você não está gostando do Havers agora, mom amie, aperte os cintos porque ele não melhora EM NADA. Só piora. Comecei querendo que ele arrumasse um Shellan pra ele e endireitasse a vida dele, agora já quero que ele morra sozinho chupando o dedo e sendo chutado pelos irmãos. ¬¬ Claro que tem bastante gente que eu odeio mais, mas sinto um desprezo enorme pelo médico.
    IAN recebeu prêmios?? Não sabia! :O Com certeza merece todos!!! xDDDDD \o/\o/\o/
    Parabéns pela resenha, muito bem elaborada. Contou bastante sem estragar nada. Escreva mais!!!! XDDDDDDD

  3. taiany disse:

    Drika Tb queria que o Havers arrumasse alguém no começo,mas depois ele foi ficando muito chato e agora eu concordo com vc.
    Obrigada pelos elogios,e que bom que gostou da resenha.
    bjinhos e muitos amantes pra ti.

  4. Jaciene disse:

    Ainda bem que resolvi vir ler sua resenha .. com 1/3 do livro .. eu já estava desanimando ( isso pq estava presa na história ) … animei novamente!! Vou voltar a ler o 4º Livro da AIDAN ..

  5. Jamilleed disse:

    Eu sinceramente, queria, queria que o V. Ficasse com Butch. Eu acho que chippei mais esse casal que com Mariaaa! Mas amei de qualquer forma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *