[Resenha] A Caminho da Sepultura – por Alexia Freitas

 

A meia-vampira Catherine Crawfield está indo atrás dos mortos-vivos como uma vingança, esperando que um destes sem batimentos cardíacos seja seu pai- o responsável por arruinar a vida de sua mãe. Então ela é capturada por Bones, um caçador de vampiros, e é forçada a uma profana parceria. Em troca de encontrar seu pai, Cat concorda treinar com o sexy caçador da noite até que seus reflexos de batalha estejam tão afiados quanto as suas presas. Ela está espantada que ela não terminou como o seu jantar- há realmente bons vampiros? Rapidamente Bones a terá convencida de que ser meio-morto não tem que ser de todo ruim. Mas antes que ela possa aproveitar seu novo status de caçadora chutadora de traseiros de demônios, Cat e Bones são perseguidos por um grupo de assassinos. Agora, Cat terá que escolher um lado… e Bones está se tornando tão tentador quanto qualquer homem com um batimento cardíaco.

Catherine Crawfield tem vinte e dois anos e já viu –e participou- de mais batalhas do que qualquer agente especial dos EUA.

Cat parece ser apenas mais uma bastarda na cidade de Ohio, julgada e apontada como estranha desde pequena. E tendo que crescer vendo as pessoas cochicharem sobre sua mãe por tê-la fora de um casamento.

Na puberdade, Cat descobriu que realmente havia algo de estranho com ela, sua mãe revelara que seu pai não era nada mais e nada menos que um vampiro que a havia estuprado. Tornando-a uma meia-vampira, com características dos dois lados genéticos.

Influenciada pela mãe e tomada de vontade de encontrar seu pai, Catherine tem como atividade extracurricular, caçar vampiros e matá-los sem pensar duas vezes.

E ela estava indo muito bem, até se deparar com um vampiro experiente, Bones. Bones além de ser um caçador de recompensas, mostra a Cat que assim como o mundo humano, sempre há dois lados em tudo.

A caminho da sepultura é uma história adulta e sensual. Os diálogos são regados de ironias e humor. Tornando o livro uma mistura de mistério, sobrenatural, romance e humor.

É impossivel não simpatizar com Cat, uma das personagens mais bem decidias e fortes que já li. Mesmo sendo uma caçadora de vampiros surpreendente, ela não é boa em se estumar na sociedade, passa a imagem de boba, inocente e atrapalhada. E seu lado humano realmente é, porém assim que sai para caçar Cat vira a Ceifadora ruiva, pronta para qualquer combate sobrenatural e sem medo algum.

Bones e Cat inciam então uma parceria,juntos investigam um grande grupo de vampiros muito cautelosos e dispostos a matar qualquer um que atrapalhem seus negócios.

Cada vez mais garotas humanas desaparecem e Cat se vê completamente envolvida no mundo dos vampiros. É matar ou morrer,não há segundas chances.

A série Night Huntress de Jeaniene Frost, é uma das minhas preferidas. O sobrenatural nunca foi tão bem encaixado na sociedade dos humanos quantos nesse livro.

Vampiros, Fantasmas, carniçais, demônios e tantos outros seres…Vivem entre nós,e usam humanos o tempo todo.

A história é contada em primeira pessoa, que é uma das coisas que mais gosto. Assim podemos aproveitar os comentários irônicos e bem montados de Cat.

Bones, o personagem principal masculino, é um verdadeiro vampiro inglês repleto de sensualidade. Com mais de duzentos anos, ele compartilha sua experiência com Cat em um acordo. Caso ela tente trai-lo, Bones não hesitará em ir atrás de seus avós e sua mãe.

Cat não tem escolha e aprende a confiar,ao menos um pouco em Bones,com as novas informações e treinamentos que Bones a obriga (E de maneira muito divertida!),Catherine se torna imbatível e capaz de matar qualquer ser que tente ameaçá-la e a quem ela ama.

A coisa que mais gosto nesse livro, é a maneira prática que as coisas são feitas. Não há divagações, a morte está sempre a um passo de Cat, ou ela sobrevive ou morre tentando.

É claro que, não poderia faltar o romance, Bones não resiste aos encantos da ceifadora ruiva e logo se vê apaixonado pela mesma, porém Cat tem dificuldades em largar seu preconceito contra vampiros, mesmo que seja híbrida, como se permitir amar um vampiro se passou a vida toda lamentando por sua mãe ter sido vítima dos desejos sexuais de um? Como olhar para Bones e ver um homem, ao invés de alguém perigoso e que pode mata-la em um piscar de olhos? Bones está se tornando tão tentador para ela, quanto alguém com batimentos cardíacos.

Cat vive um dilema perigoso e que dependendo da sua escolha,pode ser mortal.

Série Night Huntress ( No Brasil,distribuída pelo novo século) conta com seis livros lançados nos EUA (Ainda irá sair mais um) e quatro no Brasil. Além dos livros principais, nos EUA foram lançados contos para serem lidos entre os livros e a autora disponibilizou cenas extras e deletadas em seu blog oficial.

A caminho da sepultura é sem dúvida,um livro que merece ser lido e divulgado. Uma verdadeira história de vampiros.

Ação, Sangue, corpos, romance, humor, sexo, criaturas sobrenaturais e mistérios é o que não vai faltar.

 

2 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *